whey- s albumina

Whey Protein ou albumina: qual é melhor?

Whey ou albumina? Esta é uma das maiores polêmicas do mundo fitness. Veja todas as informações sobre ambos, incluindo prós e contras, e escolha o que melhor atende suas necessidades!

Whey Protein ou albumina: qual suplemento leva a melhor? Essa é a dúvida que está preocupando muitos marombeiros que querem construir mais músculos. Você também tem essa dúvida? Se a reposta for sim, não se preocupe.

Nesse post, falaremos sobre os dois tipos de proteína e quais são as vantagens que cada um deles apresenta para a hipertrofia. No final, você poderá tomar sua própria decisão.

Mas não se esqueça: mais importante que decidir por um suplemento ou pelo outro, é procurar acompanhamento profissional. Para que seus resultados sejam os melhores, você precisa contar com um bom educador físico e um nutricionista especializado em nutrição esportiva.

Agora, não perca mais tempo! Fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre esses suplementos que farão de você um verdadeiro monstro. Toda informação que você puder ter antes de tomar sua decisão é vantagem para sua saúde.

Mas, antes de tudo, você precisa saber o que é Whey Protein e o que é albumina. Para isso, preparamos uma breve explicação. Se liga!

O que é o Whey Protein?

É a proteína extraída do leite durante o processo de fermentação da fabricação do queijo.

O Whey Protein é um dos suplementos mais famosos do mercado e muito conhecido pelos seguidores do universo fitness. Sua atuação se caracteriza pela rápida absorção da proteína pelo corpo e, por isso, é muito utilizado no pós-treino, fazendo com que as microlesões causadas pelo exercício sejam prontamente curadas. Isso produz um melhor resultado e músculos maiores.

No mercado, ainda existem três tipos de Whey Protein: concentrado, isolado e hidrolisado.

O que diferencia cada um deles é a concentração de proteína na composição do suplemento.

O Whey Protein concentrado tem até 89% de proteína na composição. A versão isolada, por sua vez, apresenta 90% ou mais de proteína na composição. Já o Whey Protein hidrolisado é absorvido muito rapidamente pelo organismo e, por isso, muitas vezes é o escolhido para a suplementação dos atletas.

Geralmente, o Whey Protein não apresenta nenhuma contraindicação para pessoas saudáveis. Apenas quem tem problemas de intolerância à lactose deve ter maiores cuidados, uma vez que o suplemento é extraído do leite. Se você é intolerante a lactose ou alérgico a proteína do leite, deverá consultar um médico e se submeter a testes antes de iniciar o consumo do suplemento.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o Whey Protein, chegou a vez de conhecer a albumina e seus benefícios.

E a albumina?

A albumina é um suplemento composto pela proteína derivada da clara do ovo e, por isso, não possui contraindicações, podendo ser consumida por pessoas intolerantes à lactose, inclusive.

A proteína da clara de ovo se caracteriza por ter um alto valor biológico e pelo tempo de absorção do corpo, que é lento. Como leva de 2 a 3 horas para ser absorvida, o recomendável é que se consuma albumina no pré-treino.

Os benefícios da albumina vão além da absorção de proteína apenas. O suplemento também possui ferro e vitaminas na composição e auxilia o corpo em diversas funções importantes como o equilíbrio da água entre os tecidos.

Os atletas e praticantes de atividades físicas costumam tomar albumina algumas horas antes do treino ou até mesmo à noite, antes de dormir. Isso se justifica pelo fato já explicado de a absorção do suplemento ser lenta, o que faz com que a liberação da proteína ocorra de forma gradual para ser aproveitada como fonte de energia nas atividades corriqueiras do dia a dia e nos treinos.

Conhecendo os conceitos básicos de albumina e do Whey Protein, chegou a hora de compararmos e vermos quem leva a melhor. Vamos lá?

Whey Protein ou albumina: quem leva a melhor?

As principais diferenças entre o Whey Protein e a albumina estão na absorção da proteína e no valor biológico. Para você entender quem vence essa guerra, precisa conhecer bem os dois conceitos que diferenciam uma proteína da outra. Continue lendo e preste atenção!

Tempo de absorção

É chamado de tempo de absorção o período levado por um nutriente para ser metabolizado.

Alguns nutricionistas dizem que os alimentos com maior tempo de absorção são os mais indicados para o consumo, uma vez que a energia fornecida por eles ocorre de forma gradual. Isso mantém o metabolismo alto e diminui as chances da energia ser armazenada pelo corpo em forma de gordura.

Mas, quem pega pesado na academia e quer “monstrar” de forma saudável e rápida, também precisa de nutrientes com absorção rápida. Isso ocorre porque, durante os treinos, há um desgaste muscular muito intenso e um consumo de energia muito rápido.

Repor energia imediatamente após o treino é importante porque, no caso da falta de nutrientes, nosso organismo tende a quebrar músculos para transformar energia, o que acarreta a perda de massa muscular.

Valor biológico

Entende-se por valor biológico a escala que faz a medição da eficiência de proteínas por nosso organismo. Dessa forma, quanto maior for o valor biológico de um alimento ou suplemento alimentar, melhor será a assimilação das proteínas contidas neles.

Uma porção de arroz, por exemplo, tem valor biológico menor que um ovo cozido. Assim, é possível concluir que, ao comermos um ovo cozido, nosso corpo absorverá mais proteína do que quando comemos uma porção de arroz.

Colocando os conceitos em prática

Entendendo os conceitos de tempo de absorção e valor biológico, é possível concluir que nosso corpo precisa de diversas formas de proteína, tanto as que oferecem um suporte imediato, quanto as que levam mais tempo para a absorção.

Enquanto o Whey tem a absorção rápida, a albumina leva horas para ser absorvida pelo corpo e isso não quer dizer que um seja melhor que o outro.

Geralmente, o Whey Protein é usado por quem deseja ter um efeito rápido, após os treinos pesados na academia, pois a liberação instantânea de proteína faz com que as microlesões causadas nos músculos pelos exercícios de musculação sejam prontamente curadas. Assim, a hipertrofia acontece de forma mais rápida e mais eficaz.

Já a albumina, por ser liberada de forma gradativa, libera energia para as atividades que realizamos no dia a dia como caminhar, subir escadas, levantar, sentar, entre outras. É importante que o organismo sempre tenha essa reserva de proteína para que não busque suporte nos músculos, que, conforme já vimos, gera perda de massa muscular magra.

De um modo geral, podemos dizer que não existe uma proteína melhor que a outra. A disputa Whey Protein X albumina é uma guerra inexistente, inventada por pessoas desinformadas ou que desejam vender um dos produtos, desmerecendo o outro.

Tanto o Whey Protein, quanto a albumina são importantes para quem deseja ter um corpo saudável e musculoso. Para isso, você deve consultar um nutricionista, que fará uma avaliação de seus treinos e atividades do dia a dia, bem como seus objetivos como atleta ou praticante de atividade física. Esse profissional poderá lhe dizer qual dos dois suplementos é o mais adequado a você.

Há, também, os praticantes de atividades físicas que tomam ambos os suplementos. Quer saber como tomar Whey Protein e albumina juntos de forma correta? Então fique ligado, pois esse é o tema do próximo tópico!

Whey Protein e albumina: como tomar?

Conforme vimos anteriormente, o Whey Protein tem uma ação significativa durante e após a prática de exercícios físicos. A albumina, por sua vez, é importante em momentos em que não é possível fazer uma refeição, dando continuidade ao processo de liberação de energia, evitando que a massa muscular seja queimada.

Alguns atletas optam por tomar Whey e albumina juntos no pós-treino. Há, também, quem prefira tomar os suplementos separadamente, consumindo albumina ao acordar ou antes de dormir e Whey Protein no pós-treino.

Como cada organismo age de forma diferente, antes de sair tomando suplementos por conta própria, o mais indicado é realizar consultas com profissionais especializados. Portanto, fale com seu médico e nutricionista antes de iniciar um novo processo de suplementação. Lembre-se que tomar suplementos de forma errada pode atrapalhar ao invés de ajudar seu corpo a construir músculos.

Como usar a combinação de albumina e Whey Protein?

Se você optar por tomar albumina e Whey Protein juntos, pode também variar o cardápio e consumir receitas variadas para a dieta não cair na mesmice. Veja, a seguir, receitas que combinam albumina com Whey Protein e que podem ser uma excelente opção para seu café da manhã.

Vitamina de banana com proteína

Ingredientes

  • 300 ml de leite desnatado;
  • 1 banana;
  • 1 colher de sopa de Whey Protein sabor baunilha;
  • 1 colher de sopa de albumina;
  • 50 g de aveia.

Modo de preparo

Em um liquidificador, bata todos os ingredientes até que fiquem com a consistência de vitamina. Nos dias mais quentes, você também pode adicionar gelo para que a vitamina fique refrescante.

Shake proteico de mamão

Ingredientes

  • 1 mamão papaia;
  • 1 colher de sopa de Whey Protein;
  • 1 colher de sopa de albumina;
  • 250 ml de água gelada.

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador por cerca de um minuto ou até que ganhe a consistência de shake.

Omelete de albumina e Whey Protein

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de Whey Protein;
  • 2 colheres de sopa de albumina;
  • 2 ovos;
  • 100 g de peito de peru;
  • 1 ½ de água filtrada.

Modo de preparo

Pique o peito de peru em pedaços bem pequenos e reserve. Em seguida, adicione no liquidificador, a água, os ovos, o Whey Protein e a albumina. Bata tudo até que forme uma mistura homogênea. Acrescente o peito de peru à mistura e mexa bem com uma colher. Despeje todo o líquido em uma frigideira de teflon e frite até que fique em forma de omelete.

Shake proteico de banana e maça

Ingredientes

  • 1 maçã;
  • 1 banana média;
  • 1 colher de sopa de albumina;
  • 1 colher de sopa de Whey Protein sabor baunilha;
  • 250 ml de água.

Modo de preparo

Em um liquidificador, coloque a água, o Whey Protein e a albumina. Bata até que os suplementos fiquem completamente dissolvidos. Em seguida, acrescente os demais ingredientes na mistura e bata tudo até que fique com a consistência de shake. Caso você sinta a necessidade de adoçar, não coloque açúcar. Substitua-o por adoçante ou mel.

Com essas receitas, você conseguirá fazer sua suplementação de forma completa e sem enjoar. Você pode variar e fazer uma por dia, que tal? Ainda precisa saber mais sobre Whey Protein e albumina? Continue tirando suas dúvidas lendo os tópicos a seguir.

Qual é a relação custo-benefício?

Ao iniciar uma suplementação com proteínas, muitas pessoas têm dúvidas sobre preços e querem saber qual tipo de suplemento vale mais a pena financeiramente.

Na maioria das vezes, a albumina é mais barata do que o Whey Protein, mas, nem sempre se basear só pelo valor vale a pena. Às vezes, vale a pena gastar um pouco mais e ter um resultado realmente eficaz. Por isso, antes de se precipitar e comprar o suplemento mais barato, procure pensar no resultado que você deseja alcançar.

Conforme o que vimos no post de hoje, não existe um suplemento melhor do que o outro. Tanto o Whey Protein, quanto a albumina são bons e, apesar de ambos serem fontes de proteína, possuem objetivos diferentes.

Enquanto a absorção do Whey Protein é rápida, a da albumina é um pouco mais lenta e gradativa e, como explicamos, ambas as formas são benéficas para o corpo.

O correto, em todos os casos, é buscar uma orientação profissional e, assim, decidir se deve tomar Whey Protein, albumina ou até mesmo os dois juntos, podendo preparar as receitas que ensinamos e variar o cardápio.

Para ficar sempre por dentro das novidades dos suplementos fitness, curta nossa página no Facebook e receba as informações diretamente em sua linha do tempo.

 

Comentários