objetivos

3 verdades que podem afetar seus objetivos na academia

Ter objetivos claros é essencial para quem treina. Mas é preciso escolhê-los de maneira correta – ou seus objetivos não vão servir para muito.

Uma das coisas mais importantes para quem treina é ter objetivos claros.

Ter uma meta aumenta o foco e a motivação, cria a sensação de recompensa, obriga a controlar os ganhos, entre várias outras coisas.

Mas para que seu objetivo sirva apenas para te ajudar, e não para te deixar desanimado e frustrado, é preciso escolher objetivos reais, possíveis, específicos.

E existem algumas coisas que podem influenciar diretamente nisso. Por exemplo: “quero ganhar 15kg de músculos este mês” não é um objetivo. “Quero ficar gigante no primeiro mês de treino novo” também não.

Quer entender por quê? Confira abaixo 3 verdades sobre musculação que devem influenciar na escolha dos seus objetivos!

3 verdades que podem afetar seus objetivos na academia

1- A força vem antes do tamanho

objetivos 1

Quando você começar a treinar, ou a fazer um programa completamente diferente do que você estava fazendo antes, você não vai notar muitos ganhos de massa muscular. Mas vai ficar muito mais forte.

Isso pode ser decepcionante na maioria dos casos, pois grande parte das pessoas quer mesmo é crescer. Mas tem seus pontos positivos.

Um deles é que isso vai criar uma base para que você consiga lidar com cargas maiores e treinar mais pesado, podendo acelerar os ganhos de massa quando isso começar a acontecer.

A força vem antes do desenvolvimento muscular porque o sistema nervoso se adapta muito mais rapidamente ao treino do que os músculos. Enquanto essa “comunicação” entre cérebro e músculos é falha, você não verá mudanças significativas no espelho.

E não tem como evitar essa situação. Por isso, seja você iniciante ou alguém trocando o treino, tenha paciência.

E, claro, não coloque um objetivo que ignore essa informação. Ou você nunca vai chegar até ele!

2- Corpo trincado leva tempo

objetivos 2

Passada a fase do ganho de força, e sua massa muscular começa a aumentar. Mas nem tudo é boa notícia: mesmo que a balança mostre aumento de peso, você não estará ganhando apenas músculos.

No aumento do peso corporal está também gordura, água e glicogênio. É por isso que, mesmo crescendo, talvez você não se veja tão trincado no espelho quanto gostaria.

A quantidade de músculo “puro” que você vai ganhar depende de uma série de fatores, como a alimentação, a idade, o tipo de treino e muito mais.

Por isso, não dá para ter como meta ganhar dezenas de quilos de músculos por mês. Se você tem menos de 30 anos, come bem e treina pesado, vai conseguir um número considerável, mas, mesmo assim, nada surreal.

A dica? De novo: seja paciente. Você não vai ganhar um shape insano do dia para a noite.

Mas tem mais: faça uma boa alimentação e uma suplementação adequada e mantenha exercícios cardiorrespiratórios no seu programa, para manter o nível de gordura corporal baixo.

3- O “treino perfeito” pode te atrapalhar

objetivos 3

A maioria dos marombas, mesmo quando está tendo ganhos, acha que existe um treino perfeito que ele ainda não tentou, e que vai ajudá-lo a crescer ainda mais e ainda deixá-lo mais forte e trincado, tudo ao mesmo tempo.

Mas isso não existe. Treino bom é aquele que contém um método de progressão, que permita que você aumente a carga, o volume ou a intensidade com o tempo – diminuir o descanso entre as séries também é importante.

Ficar mudando o treino loucamente não vai ajudar em nada – pelo contrário: por causa do que explicamos no item 1, é bem provável que isso faça você estagnar.

Isso não significa que você deve fazer o mesmo treino para o resto da vida. Apenas que você não deve mudar de treino a cada vez que você descobre um novo “treino perfeito” por aí.

Tenha tudo isso em mente. Antes de estabelecer um objetivo, tenha certeza que ele é real e possível. Ou ter um objetivo não servirá de nada!

Comentários