soja

Verdade ou mito: a soja diminui os níveis de testosterona?

Muitos homens têm medo de consumir soja porque acreditam que elas impactam nos níveis de testosterona. Mas será que isso verdade? Descubra!

Existe uma história muito disseminada entre os praticantes de musculação que afirma que o consumo de soja deve ser evitado, pois o vegetal diminuiria os níveis de testosterona por possuir muito estrogênio – o hormônio sexual feminino. Mas será que isso é mesmo verdade? A resposta é não – com algumas ressalvas.

Para começar, a soja não possui estrogênio. Esta confusão ocorre pois a soja contém em sua composição as isoflavonas, que são fitoquímicos (nutrientes provenientes de vegetais), que também são conhecidas como fitoestrógenos devido sua semelhança química e estrutural com o estrogênio.

E é por esta semelhança que alguns mitos foram difundidos, como as lendas do desenvolvimento de seios e outras características femininas em meninos e homens, do surgimento de alguns tipos de câncer (como de próstata e tireoide), infertilidade masculina, entre outros.

Porém, isso já foi desmentido por diversos estudos, inclusive mostrando efeitos contrários e diversos benefícios à saúde proporcionados pelo consumo da soja. E os benefícios não são apenas em relação a isoflavona, mas também em relação à soja de forma geral.

soja

Como o estrogênio está ligado às características femininas, e criou-se o mito de que a soja aumenta os níveis deste hormônio, alguns homens têm medo de consumir o vegetal.

Porém, apesar de ter a estrutura química similar à do estrogênio, em condições normais a isoflavona não é capaz de agir como o hormônio, logo ela não estimula características femininas, bem como alterações em hormônios masculinos em homens.

Além disso, não há evidência científica de que o uso de proteína de soja tenha qualquer efeito na redução de testosterona – como mostra este estudo – no desenvolvimento muscular, no treinamento de força ou nas características físicas do corpo.

Alguns especialistas dizem que o consumo excessivo de isoflavona pode estimular a desordem hormonal, como o aumento dos efeitos do estrogênio. Porém, mais estudos precisam ser realizados para comprovar tal hipótese, que não foi confirmada pela ciência.

O que se sabe atualmente é que as isoflavonas como as presentes na soja podem aliviar e prevenir alguns sintomas causados por desordens hormonais – como a menopausa. No caso de pessoas saudáveis, esse papel simplesmente não acontece – ou acontece em escala mínima, sem nenhum tipo de interferência nos níveis de testosterona.

Então, não se preocupe com isso. A ciência não afirma que a soja diminui ou impacta negativamente nos níveis de testosterona. E esse alimento pode ser um poderoso aliado, já que é uma das melhores fontes de proteína vegetal disponíveis!

Isso significa que você precisa sair correndo pra comprar quilos e quilos de soja em todos os formatos que encontrar pela frente? Claro que não! Quer dizer apenas que esta pode ser mais uma entre as diversas opções que devem fazer parte do seu cardápio!

Outras Referências:

  • The Specific Role of Isoflavones on Estrogen Metabolism in Premenopausal Women (link)
  • Effects of soy isoflavones on estrogen and phytoestrogen metabolism in premenopausal women (link)
  • Isoflavone-rich soy protein isolate attenuates bone loss in the lumbar spine of perimenopausal women (link

LEIA MAIS: [VÍDEO] Como calcular sua necessidade diária de proteínas 
LEIA MAIS: 3 mitos sobre o leite que você precisa parar de acreditar 
LEIA MAIS: 6 motivos para você incluir os aspargos na sua dieta

Comentários