smartphone academia

6 formas de usar o smartphone a favor do seu treino

Foi-se o tempo em que smartphone era só pra ouvir música na academia. Hoje, a variedade de apps e funções para facilitar o seu treino é imensa!

Hoje ninguém larga o smartphone. Os telefones celulares ficam do nosso lado o dia inteiro, da hora de dormir às refeições, no carro ou no trabalho.

Já que eles são companheiros inseparáveis, é claro que também nos acompanham na academia, né?

Mas foi-se o tempo em que o telefone celular só servia para ouvir música na academia. Hoje, são incontáveis aplicativos e funções que podem ajudar quem treina.

Aqui, separamos uma lista com 6 coisas que o smartphone pode fazer por quem batalha por um corpo perfeito. Se liga:

6 formas de usar o smartphone a favor do seu treino

1- GPS e estatísticas

Este não serve para quem treina só na academia, mas se você gosta de correr ou pedalar pelas ruas (ou num parque), usar o GPS do seu smartphone é uma ótima ajuda.

Aplicativos como Strava, Run Keeper e Map My Fitness são ótimos para calcular distâncias percorridas, calorias queimadas, velocidades média e máxima, entre outras informações.

Esses dados podem ser muito úteis para controlar sua evolução e apontar caminhos relacionados à intensidade e volume.

Eles ainda possuem rankings e possibilidade de compartilhamento, o que pode ajudar a te motivar, criando uma leve competição.

Quer mais? No Run Keeper e no Strava você pode trocar os quilômetros percorridos por milhas aéreas! Isso mesmo: você pode viajar de avião de graça (ou com desconto) graças ao seu esforço nos treinos!

2- Contar calorias e rastrear macros

monitorar macronutrientes

Você já deve estar careca de saber da importância de uma boa alimentação para atingir seus objetivos com o treino. Contar calorias e rastrear macros é essencial para uma dieta perfeita.

Depois de conversar com um nutricionista e saber exatamente quantas calorias e a quantidade de cada macronutrientes que você precisa por dia, é importante seguir isso à risca.

Exceto se você for uma enciclopédia ambulante, é impossível saber esses números de cabeça. Como resolver? Com apps que fazem o trabalho por você – como o MyFitnessPal e o My Macros+.

Você coloca os alimentos e ele mostra exatamente quanto você está ingerindo de calorias e macros. Isso vai permitir que você monte refeições equilibradas e de acordo com suas necessidades.

Além disso, vai saber se precisa fazer suplementação – e qual suplemento consumir.

É a melhor forma de seguir o plano do seu nutricionista e, junto com muita dedicação no treino e uma boa dose de descanso, fazer você chegar aos seus objetivos.

LEIA MAIS: 5 motivos para monitorar seu consumo diário de macronutrientes
LEIA MAIS: Saiba como calcular sua necessidade diária de proteína

3- Biometria

Rastrear dados de biometria como pulso ou ritmo cardíaco, nível de estresse e afins pode ser bastante útil para quem treina e por isso é uma atitude cada vez mais comum nas academias.

Existe até uma camiseta que mede tudo isso para você ao longo do treino, como a gente já mostrou neste outro post.

Mas o telefone celular pode ajudar com isso também. Alguns aparelhos já vem com apps que fazem isso de fábrica – os da Samsung, por exemplo.

Você coloca seus dados e usa a ponta do dedo (como se fosse tirar impressão digital) para que o aparelho faça a leitura das informações.

Outras marcas não vêm com apps de fábrica, mas também possuem leitura biométrica, e aí é só baixar um app que faça isso e usar a mesma função.

Esses dados podem ser muito úteis para medir a intensidade do treino e o seu progresso.

4- Técnica e execução de movimentos

Se você tem um personal trainer exclusivo, que acompanha cada movimento do seu treino, talvez essa função não seja muito útil para você. Mas, se você não tem essa possibilidade, seu smartphone pode ser a salvação.

Apps como o Hudl Technique permitem uma análise técnica completa dos seus movimentos. Você filma o movimento de qualquer atividade física, de sprints à agachamentos, swings de golfe ou saques no tênis, e o aplicativo transforma em superslow, permitindo uma análise completa.

Além disso, oferece ferramentas para medir a angulação das articulações, as linhas dos movimentos, entre outras coisas que vão te ajudar muito a chegar na perfeita execução dos movimentos.

Você consegue visualizar exatamente o seu movimento, podendo encontrar erros, virtudes, fraquezas e outras coisas difíceis de notar a olho nu.

5- Qualidade do sono

Existem diversos apps bons que ajudam durante o sono. Com eles – um exemplo é o SleepTime – você tem funções como despertador inteligente, que só toca quando o seu sono está mais leve, dentro de uma janela de tempo que você define, tornando o processo de acordar muito menos sofrido.

Além disso, a maioria desses aplicativos consegue monitorar a qualidade do seu sono e, ao acordar, você consegue observar dados e estatísticas relevantes sobre o período em que você estava dormindo.

Por exemplo, você consegue descobrir se seguiu os estágios do sono normalmente, se você se mexeu muito ao longo da noite… enfim, se dormiu bem ou dormiu mal.

É claro que o app não vai fazer você dormir melhor, mas pode apontar caminhos. Por exemplo, se você perceber que está dormindo mal sempre em um mesmo horário, alguma coisa relacionada ao ambiente pode estar atrapalhando – luz, barulho, temperatura, etc. – e, então, você pode tentar corrigir o problema.

Como um bom sono é parte essencial do processo de desenvolvimento muscular, dar atenção a isso é uma boa – ainda mais que, com um smartphone, o seu trabalho será mínimo.

6- Segurança

Em um país com índices de violência tão altos como o Brasil, treinar na rua ou em lugares públicos abertos como parques e praças exige algumas medidas de segurança. E o seu smartphone pode te ajudar de várias formas.

Uma delas é habilitando a opção de ativação por voz, que permite que você faça chamadas sem ter que tocar no telefone, por exemplo ligando para a polícia em uma situação de perigo de forma discreta.

Outra possibilidade é com apps específicos para isso. Se o seu smartphone for Motorola, por exemplo, ele já vem com o app “Alerta” de fábrica, mas existem várias outras opções, como o StaySafe.

Esses aplicativos oferecem diversas opções de segurança úteis, por exemplo avisando algum de seus contatos (ou a polícia) se você não retornar a um lugar que você definiu após o horário que você escolheu.

Se você usa iPhone, pode usar a função Ficha Médica (foto acima), que permite acrescentar informações como nome, data de nascimento, peso, altura, tipo sanguíneo, contato de emergência, alergias, informações médicas relevantes, entre outras coisas, e elas podem ser acessadas mesmo com o telefone bloqueado.

Isso pode ser útil se você passar mal ou sofrer um acidente – quando alguém te socorrer, poderá ver todos esses dados relevantes facilmente.

Já que ninguém mais vive sem o telefone celular por perto – inclusive na academia – melhor aproveitar tudo de bom que ele pode oferecer, não é mesmo?

Que fique claro: isso não inclui selfies no espelho.

Comentários