testosterona

Testosterona: tudo sobre o hormônio mais importante pra quem treina

Será que você tá sabendo tudo sobre a testosterona? O que ela realmente causa no seu corpo? Seus malefícios e benefícios? Então saiba mais sobre ela agora!

Todo mundo que treina pesado em busca de um shape impressionante com certeza já ouviu falar na testosterona, o hormônio masculino mais importante para o desenvolvimento muscular. Mas você sabe tudo sobre o assunto? 

Pouca gente sabe realmente o que é esse hormônio e o que ele faz exatamente no seu organismo. Mas esse conhecimento é fundamental para ter os melhores resultados possíveis.

Por isso, esse artigo vai falar sobre todas as dicas e informações que você precisa saber sobre o hormônio masculino.

Confira abaixo e tire todas as suas dúvidas para não falar besteiras quando esse assunto surgir entre seus colegas de academia – ou quando esse conhecimento for útil para seus ganhos. Se liga:

Testosterona: tudo sobre o hormônio mais importante pra quem treina

potencial muscular maximo

O que é a testosterona?

Afinal, você sabe realmente dizer o que é a testosterona? Então presta atenção para não vacilar nessa resposta.

A testosterona nada mais é do que um hormônio sexual (assim como o estrogênio e a progesterona, das mulheres) que é encontrado em abundância no corpo masculino, mas que também tem uma dosagem mínima ideal no corpo feminino.

Nos homens, a testosterona é produzida nos testículos, enquanto nas mulheres ela é produzida nos ovários (a glândula suprarrenal também pode produzir uma pequena quantidade dessa concentração).

Apesar de estar fortemente ligada à masculinidade, a testosterona é um potente estimulador da síntese proteica, que é essencial para o aumento de massa muscular.

Por isso ela é tão utilizada em suplementos para quem procura ficar gigante!

Aumento da massa muscular

O desenvolvimento muscular é a função da testosterona mais admirada pelos aficionados por academia.

Esse hormônio, como já dito anteriormente, age diretamente na produção de novas fibras musculares e consequentemente na diminuição da gordura corporal.

A testosterona  consegue ser capaz de fazer você ficar grande e com menor percentual de gordura corporal ao mesmo tempo!

Controle do estresse

Sabe aquele papo de que a testosterona é considerada o hormônio da agressividade? Pois é, isso não existe.

Ninguém fica mais estressadinho ou vira um zé-briguinha porque tem testosterona circulando no sangue — isso ai é justificativa para arrumar confusão.

Homens e mulheres que têm níveis normais de testosterona no sangue não apresentam alterações emocionais. Eles são mais tranquilos e emocionalmente controlados.

O motivo desse controle é a influência que a testosterona tem no hormônio cortisol, que fica em níveis baixos quando ela está circulando normalmente no organismo, te deixando mais tranquilão.

Aumento do desejo sexual

Por ser um hormônio sexual, ter níveis normais de testosterona também significa ter o desejo sexual sempre em alta. Isso não significa, é claro, que você vai virar um ninfomaníaco, tá, cara?

Isso só mostra que manter níveis normais de testosterona também faz muito bem para o sexo e para sua saúde.

Maior força física

Você não fica só bombadão quando sua testosterona está sendo bem aproveitada pelo corpo: a sua força física também aumenta para caramba com níveis normais desse hormônio.

A testosterona age tanto na força muscular quanto na massa óssea, deixando seu corpo muito mais resistente para aguentar qualquer tipo de impacto.

4 dicas construir músculos que não estão crescendo melhores resultados

Crescimento de pelos corporais

Lembra quando você era moleque e os pelos espalhados pelo seu corpo e rosto começaram a crescer?

Pois é, esse era o primeiro sinal de que sua produção de testosterona tinha começado para valer.

A testosterona é um dos hormônios responsáveis pelo crescimento de pelos em homens e mulheres e, quanto maior o seu nível no sangue, maior será sua tendência de apresentar o crescimento de barba e pelos em várias regiões do corpo.

Voz mais grave

A voz de maritaca também é deixada para trás na adolescência quando sua testosterona começa a ser produzida. É por causa dela que hoje você tem essa voz mais grossa!

Não apresentar produção de testosterona (ou ter níveis baixos ou elevados demais desse hormônio no sangue) é, portanto, uma situação prejudicial para a sua saúde (e até mesmo para a saúde da sua mina!).

Por esses motivos, os médicos especialistas em saúde masculina afirmam que esse é o hormônio mais importante para o homem — e que é preciso ficar sempre atento a ele!

testosterona 3

2. Qual o nível normal de testosterona?

Agora que você já sabe tudo sobre a testosterona e como ela age no seu organismo, deve estar se perguntando o que é esse tal de “nível normal” de hormônio no sangue.

Pode ser que você não saiba, mas todo composto que circula no sangue (seja ele um hormônio ou até um mineral como o ferro, por exemplo), apresenta um nível de concentração considerado satisfatório para o organismo funcionar corretamente.

Quando a concentração desses compostos é elevada demais ou baixa demais, problemas no metabolismo e na sua saúde podem começar a aparecer.

O nível normal de testosterona para homens varia entre 300 a 900ng/dL (nanogramas por decilitro de sangue), enquanto para as mulheres esse mesmo nível é bem mais baixo, variando entre 8 a 60ng/dL.

A importância do tratamento médico

Se você fez algum exame médico nos últimos meses e constatou níveis indesejados de testosterona no sangue (tanto abaixo quanto acima do ideal), essa é a hora de parar de frescura e contar com a ajuda de um médico.

Não existe uma idade ideal para começar a se preocupar com os níveis de testosterona e procurar um especialista, por isso, qualquer sinal de alteração já é motivo para buscar apoio.

Se seus níveis de testosterona estiverem baixos, provavelmente o doutor vai lhe indicar uma terapia de reposição hormonal para garantir que você terá o volume necessário desse hormônio.

Essa reposição pode ser feita com injeções intramusculares de medicamentos que estimulam a produção da testosterona ou, em outros casos, com a ingestão de comprimidos.

O acompanhamento médico é indispensável!

testosterona 4

3. O que acontece quando os níveis estão baixos?

Níveis de testosterona baixos associam-se a doenças, como uma doença conhecida por hipogonadismo. Muitos marombados apresentam essa condição (assim como alguns lutadores de MMA, por exemplo).

O hipogonadismo pode ser causado por um dano no testículo, um câncer na região, doenças hepáticas, diabetes tipo 2, obesidade e alterações hormonais (que podem acontecer, por exemplo, por um excesso do uso de anabolizantes).

Não podemos confundir o hipogonadismo com a Andropausa (como se fosse uma menopausa masculina), visto que a segunda é uma situação completamente normal e que acontece com o avanço da idade.

A queda na produção de testosterona é observada desde os 30 anos, mas é a partir dos 40 que seus efeitos são mais aparentes.

É claro que você não vai apresentar os mesmos sintomas do que o seu colega de treino quando sua testosterona baixar — até mesmo por isso, você não pode usar o mesmo tratamento que ele.

Mas independentemente de qual seja a causa que levou à queda da produção de testosterona no seu organismo, os sintomas mais comumente observados são:

  • Diminuição da libido

O desejo sexual é uma das principais características desse poderoso hormônio masculino. Se a sua vontade de transar está reduzindo, meu brother, vale a pena saber se você está sofrendo com a deficiência de testosterona.

  • Redução da massa muscular

Maromba que é maromba sabe que sem testosterona não existe massa muscular, certo? Isso significa que um dos sintomas do hipogonadismo (ou da andropausa) é uma queda substancial da sua capacidade de se tornar mais musculoso.

A sua força muscular também vai cair bastante, por isso, o pique para fazer aquelas sessões intermináveis na musculação também vai mudar.

  • Disfunção erétil

Não é só a sua vontade de transar que vai diminuir com os baixos níveis de testosterona. Vários problemas de disfunção erétil (a temida impotência sexual) também podem acontecer nessas situações.

Viu como a ajuda de um médico é fundamental para evitar esse fantasma?

LEIA MAIS: Qual a relação entre testosterona e sexo?

  • Irritabilidade

Os bonitões que acreditavam que o excesso de testosterona é que deixavam os homens agressivos vão se surpreender ao saber que a queda na produção desse hormônio é que pode te deixar irritadinho por aí.

Se você está ficando nervoso sem motivos, talvez seja bom fazer um check-up com seu médico.

  • Acúmulo de tecido adiposo

Baixos níveis de testosterona resultam em altos níveis de gordura corporal, já que esse hormônio é considerado essencial para queimar os lipídios corporais.

Acreditamos que esse também seja um bom motivo para você visitar logo o médico para saber se está tudo bem!

  • Outros sintomas menos comuns

Assim como as mulheres na menopausa, homens com baixos níveis de testosterona podem apresentar sintomas como perda de memória, muita sonolência, fadiga e quadros de osteoporose

Sem falar na pele ressecada e queda dos pelos pubianos e da barba.

Se você acredita que está sofrendo com a baixa de testosterona, não entre em pânico! Basta largar o medo e ir logo ao médico, visto que todas essas condições têm tratamento.

A relação entre hipogonadismo e o excesso de anabolizantes

Todo frequentador de academia que é marombeiro e curte puxar um ferro para ficar forte com certeza já recebeu uma oferta para usar ou comprar anabolizantes.

O papo é sempre o mesmo: de que não é possível virar um monstro sem a ajuda dessas drogas.

O uso de anabolizantes é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e muitos desses medicamentos têm prescrição bastante controlada ou não recomendada por esse mesmo órgão.

Mas por que estamos falando desse assunto em um artigo sobre a testosterona? Meu brother, os níveis de testosterona e os anabolizantes têm muito mais a ver do que você imagina!

Como você acha que os anabolizantes são capazes de aumentar a sua massa muscular? O que você acha que é injetado na sua musculatura para poder desenvolvê-la e virar um monstro?

Se sua resposta foi testosterona, parabéns! A testosterona é um dos principais anabolizantes utilizados. 

Mas por que isso seria um problema já que a testosterona é “natural”? Agora você vai entender a furada que é usar essas drogas!

Como já dito, os níveis de testosterona excessivos também são prejudiciais à saúde.

O nosso corpo não está adaptado para receber níveis muito altos desse hormônio e, quando percebe que existe uma fonte externa desse composto sendo injetada no organismo, opta por reduzir a produção natural da testosterona.

Por isso, quando você para de usar o anabolizante, os primeiros sintomas que vai perceber é a queda da produção de massa muscular e, é claro, todos os outros problemas que citamos.

O hipogonadismo, portanto, pode ser uma consequência desse uso excessivo de anabolizantes, o que transforma você em um eterno dependente do tratamento de reposição hormonal para se manter saudável.

testosterona 5

4. Tem como aumentar a testosterona naturalmente?

Tudo bem, agora que você já sabe que baixos níveis de testosterona existem, deve estar cheio de medo em descobrir se você está sofrendo com essa chatice, não é mesmo?

Para quem está interessado em manter os níveis de testosterona sempre em alta (e considerados saudáveis) sem ter que recorrer a métodos artificiais, invasivos e prejudiciais à saúde, é possível afirmar que existem maneiras naturais de garantir a produção correta desse hormônio.

Prática de atividades físicas regulares

Quem se exercita com frequência já está cuidando da própria saúde e dos níveis saudáveis de testosterona para o seu corpo.

As atividades físicas ajudam a manter o metabolismo funcionando corretamente e, por isso, garantem um estado perfeito para o seu organismo produzir o volume ideal de hormônio para o seu corpo.

Equilibre sempre as rotinas de musculação com as de exercícios aeróbicos e nada de ficar só puxando peso achando que poderá ter o resultado que deseja na produção hormonal!

Alimentação equilibrada

Cuidar da alimentação não é coisa de fresquinho, mas sim de homem que sabe que para se tornar um monstro é também preciso ser disciplinado com relação ao que come.

Aquelas dietinhas feitas de frango e batata doce não vão lhe dar o resultado certo se você não sabe complementar o resto da alimentação.

Comer de maneira bem equilibrada é o segredo para fazer uma dieta que nenhum nutricionista vai colocar defeito.

Abaixo, apresentamos alguns dos componentes principais para uma alimentação favorável para a produção de testosterona:

aumentar a testosterona naturalmente - abs - variáveis do treino

  • Carnes magras

A carne é ingrediente principal da dieta do monstro. Fonte essencial de proteína, ela também é indispensável para que sua produção de testosterona não seja afetada e que você continue com a massa muscular sempre se desenvolvendo.

Elas são excelente fonte de ferro e zinco, além de oferecer menor concentração de gordura saturada.

  • Gorduras

Sabe aquele papinho de cortar toda a gordura da sua dieta? Não cai nessa não, irmão! Sem gordura você terá problemas na produção de testosterona.

Você sabia que ela é um dos principais componentes para formar esse hormônio? Gorduras saudáveis, portanto, devem estar no seu cardápio sim!

  • Frutas

Maromba que é maromba precisa consumir sua dosagem diária de antoxidante para que o organismo não tenha problema em produzir os hormônios por causa dos efeitos dos radicais livres.

Por isso, pode colocar na sua dieta algumas porções de laranja, limão, acerola e outras frutas cítricas e ricas em vitamina C.

  • Feijão

Zinco. Grave esse nome! Esse mineral, encontrado em abundância no feijão, junto com o ferro, é um dos segredos para uma produção natural e satisfatória de testosterona no organismo.

Ele é tão importante que é frequentemente encontrado nas fórmulas de suplementos para ajudar a aumentar a produção desse hormônio. Por isso, nunca deixe o feijão de fora do seu prato.

aumentar os niveis de testosterona

Uso de suplementos específicos

Quando falamos de suplementos para aumentar a produção de testosterona, não estamos falando dos anabolizantes que criticamos acima, ok?

Os suplementos específicos são aqueles ricos em nutrientes indispensáveis para a boa formação dos hormônios masculinos e que ajudam a completar a alimentação saudável que você precisa ter.

Eles não oferecem risco de sobredosagem de testosterona pois estes alimentos podem auxiliar no estímulo da produção ou liberação de testosterona em dosagens adequadas.

Como eles estimulam a produção ou liberação natural do hormônio pelo organismo, o corpo é que vai definir o nível ideal que precisa ser fabricado.

Apesar disso, eles devem ser sempre utilizados com a supervisão de um médico, já que somente esse profissional é capaz de examinar e determinar a quantidade de suplementos que você deve consumir para conseguir os resultados desejados.

Dormir melhor

Você sabia que é durante o sono que seu corpo produz a grande parte dos hormônios essenciais para a saúde? Pois é, aquele papinho de dormir tarde e acordar cedo só para ter mais tempo para malhar é a maior lorota que você já pode ter ouvido na vida.

É preciso dormir sim e ter um sono de qualidade por pelo menos oito horas do seu dia para que sua produção de testosterona não seja afetada.

homem ganhar músculo dormir dormindo melatonina hábitos ruins

Reduzir a rotina estressante

Trabalha muito? Se estressa com qualquer coisa na sua rotina? Não tem tempo para relaxar no final de semana? É amigo, dessa maneira sua testosterona também vai pro espaço.

Se você quer manter essa produção sempre em alta, fuja do estresse e viva uma vida mais leve.

Mantenha o peso corporal adequado para sua altura e faixa etária

Essa é uma orientação fácil para um marombeiro, mas não custa reforçar. Homens acima do peso têm dificuldade de produzir testosterona sim e essa situação vira uma bola de neve, porque quanto menos hormônio você tem, mais gordura acumula no corpo.

Para evitar que isso aconteça é preciso cuidar da saúde primeiro, né?

Não encha a cara

Você pode gostar de tomar sua cervejinha e sua caipirinha de vez em quando, mas se não quer colocar a testosterona em níveis baixos, faça o favor de não encher a cara todos os dias ou todos os finais de semana!

Além de sabotar completamente a sua rotina de treinos com essa prática, o álcool é capaz de reduzir consideravelmente os níveis de testosterona no seu sangue.

testosterona 6

5. E quanto aos efeitos colaterais?

Você lembra que falamos lá no início desse texto sobre a relação do hipogonadismo com o uso excessivo de testosterona no organismo, aplicado de maneira exógena?

Pois é, essa prática anabolizante tem consequências graves para a sua saúde e vários efeitos colaterais indesejados.

Essa última parte do artigo vai reforçar para você quais são as consequências de bombar de maneira não natural com a testosterona, sem orientação médica, para que nunca mais pense em fazer uma besteira como essa na vida.

Confira logo abaixo alguns dos sintomas de quem apresenta hipogonadismo causado pelo excesso de uso de anabolizantes:

  • Tremores;
  • Excesso de acne na pele do rosto e do corpo;
  • Dores nas articulações;
  • Maior frequência de lesões;
  • Inchaços corporais;
  • Hipertensão arterial;
  • Colesterol alto;
  • Problemas cardíacos;
  • Dores frequentes de cabeça;
  • Maior risco de desenvolver câncer;
  • Calvície;
  • Alterações severas de humor;
  • Problemas no sono;
  • Desenvolvimento involuntário das mamas;
  • Disfunção erétil.

musculação força exercício

Muitos outros sintomas menos comuns (porém, não menos graves), podem também se desenvolver com o uso exagerado de anabolizantes e a saturação da produção de testosterona pelo organismo masculino.

Vale ressaltar que as mulheres também apresentam problemas com dosagens muito altas de testosterona no corpo, podendo desenvolver formas físicas masculinas, deixar a voz mais grave e começar a apresentar pelos no rosto e corpo.

Por isso, incentive as minas de sua academia a não fazer uso dessas porcarias também.

Esse apanhado de informações sobre a testosterona, sua função no organismo e sua aplicação na rotina dos marombas é uma maneira de te ajudar a ficar bem orientado quando lhe fizerem uma oferta suspeita com o uso desse hormônio.

Não caia no papo de qualquer um que lhe oferecer milagres com o uso de anabolizantes ou de suplementos não prescritos por médicos.

Use as informações acima para se proteger e virar o ogro que você sempre sonhou sem precisar colocar sua saúde em risco.

Você gostou desse conteúdo? Ainda tem dúvida sobre o assunto?

Escreve pra gente, pô! Use o espaço para comentários e interaja conosco e com outros monstros sobre esse tema tão importante!

LEIA MAIS: 6 truques que podem ajudar no desenvolvimento muscular dos braços
LEIA MAIS: Como o anticoncepcional pode influenciar no ganho de massa muscular

 

 

Comentários