BOPE

O treino físico que preparou soldados do BOPE para o combate

Jorge Otero foi preparador físico do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, o BOPE, e por manos condicionou muitos soldados que iam para as ruas. Veja só!

O BOPE é uma das tropas policiais de elite mais conhecidas do Brasil. Muito por conta dos filmes “Tropa de Elite”, mas muito também por sua atuação ostensiva em uma das principais cidades brasileira – o Rio de Janeiro.

Como no filme estrelado por Wagner Moura, poucos são os soldados que conseguem chegar ao final dos cursos seletivos. Só que depois da seleção de candidatos, a vida dos policiais não fica mais fácil, não. E um dos responsáveis por essa dificuldade foi o preparador físico Jorge Otero (CREF 8521/G-RJ).

Era ele quem montava os treinos de condicionamento físico dos soldados do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro até deixar a corporação. E no treino da tropa de elite, o bicho tem que pegar.

Para isso, o profissional criou um treino ABCD da pesada. Quer conhecer o treino dos soldados do BOPE? Então se liga: 

O treino físico que preparou soldados do BOPE para o combate

BOPE

Antes de chegar aos treinos, deve-se ressaltar alguns pontos levantados por Jorge Otero em seu treino.

Recomendações

  • É importante que o indivíduo passe por uma avaliação funcional com profissionais especializados.
  • As articulações devem ser fortalecidas com musculação.
  • Deve-se fazer uso do gelo em caso de lesões ou dores articulares pós-treino.
  • Os treinos devem ser feitos em sequência, um por dia. e numa ordem determinada.

Ordem do Treino

De acordo com Jorge Otero, o treino físico do BOPE deve ser feito na ordem: A, B, C, B, D, folga, A, B, C, B, D, folga. E assim por diante.

Os treinos

Você irá perceber que cada treino tem objetivos, locais, durações e sequências diferentes. Sem mais a dizer, confiram os treinos!

Treino A

O treino A tem por objetivo melhorar as resistências tanto anaeróbica, quanto aeróbica lática, além da potência (força vs velocidade) e a força dinâmica, visando questões táticas.

Jorge Otero indica fazer o treino na areia fofa, na esteira inclinada ou em ruas com ladeiras. A inclinação deve ser de 6 a 10 graus de acordo com o condicionamento da pessoa.

Exercícios

  • Movimentos Articulares
  • Alongamento
  • Polichinelos, Elevação de Joelhos, Calcanhar nos Glúteos
  • 20 passadas de agachamento afundo (lento e contínuo)
  • 20 flexões de braços fechadas ou 10 barras paralelas + 50 abdominais “BOPE” com halter de 2 kg na mão ou
  • um fuzil, que pesa 4,5 kg. O abdominal deve ser feito subindo o tronco, flexionando uma das pernas ao mesmo
  • tempo e girando em direção a perna dobrada.
  • 20 flexões de braço abertas ou 10 barras fixas com a palma da mão virada para fora.
  • 6 tiros (velocidade total) de 20 segundos com intervalo de 40 segundos entre cada.
  • Depois dos tiros, fazer um trote de recuperação
  • Por fim, fazer alongamento

*A duração do treino deve ser de 60 a 80 minutos.

Treino B

O objetivo do treino B é condicionar a resistência aeróbica e melhorar a flexibilidade. Este treino deve ser feito em locais planos, menos a areia fofa.

Exercícios

  • Movimentos Articulares
  • Alongamento
  • Corrida recuperativa de 30 minutos com a Frequência Cardíaca não passando de 70%
  • Alongamento visando uma maior amplitude

*A duração do treino de ver de 40 a 50 minutos.

Treino C

O objetivo do terceiro treino, ou treino C, é trabalhar muitos aspectos do corpo do soldado como resistência aeróbica e anaeróbica lática e alática, potência, coordenação motora, flexibilidade e força dinâmica.

Ele pode ser feito em rampas, esteira ou até mesmo em ladeiras, lembrando que a inclinação deve ser entre 6 a 8 graus.

Exercícios

  • Movimentos articulares
  • Alongamento
  • Caminhada de 5 minutos em uma inclinação ascendente
  • Tiro de 2 minutos na ascendente com uma frequência cardíaca máxima
  • 10 flexões de braço fechadas + 10 flexões de braço abertas + 25 abdominais BOPE
  • Segundo tiro de 2 minutos na ascendente
  • Descanso total de 1 minuto
  • Terceiro tiro de 2 minutos na ascendente
  • Descanso de 1 minuto
  • Quarto tiro de 2 minutos na ascendente
  • Descanso de 1 minuto + alongamento

*A duração do treino deve ser de 30 a 40 minutos.

BOPE

Treino D

O último treino, o D, tem quase o mesmo objetivo do anterior: trabalha a resistência aeróbica e anaeróbica lática e alática, potência, coordenação motora, endurance e flexibilidade (visando condição para progressão em escadarias).

Os locais para realização dos treinos podem ser: bancos, steps, escadas de prédios, entre outras opções (mínimo de 50 cm). Caso os degraus sejam baixos, fazer de 2 em 2.

Exercícios

  • Movimentos Articulares
  • Alongamento
  • Polichinelos, Elevação de Joelhos, Calcanhar nos Glúteos
  • Você irá subir o degrau (seja ele o step, banco, degrau) utilizando apenas a perna direita, durante 15 segundos e com velocidade máxima. Fará o mesmo processo para a perna esquerda. Depois, com as duas pernas, subir 30 segundos com velocidade máxima.
  • Repouso de 1 minuto entre uma série e outra. Fazer de 8 a 12 séries.
  • OBS: Não se deve utilizar os braços como apoio. Soldados do BOPE estão com o fuzil durante as operações, ou seja, os braços ficam ocupados!
  • No lugar do fuzil pode ser utilizado um par de halteres de 2 kg, mantendo-os elevados à frente do corpo na altura dos ombros.
  • Trote de 20 minutos para auxiliar na remoção do ácido lático.
  • Alongamento

*A duração do treino deve ser de 40 a 50 minutos.

Atualmente, Jorge Otero não está mais no BOPE, porém, seu treino ainda é referência na Corporação. Se você ficou curioso, confira neste link o vídeo com algumas imagens do treinamento.

LEIA MAIS: O treino e dieta que prepararam Franco Columbu para o bi do Mr. Olympia
LEIA MAIS: Heavy Duty: tudo sobre o treino insano dos gigantes do bodybuilding!

Comentários