treino de peito peitoral plato

Treino de peito: 13 exercícios para um pump inexplicável

Todo bodybuilder quer um peitoral bem trabalhado, mas não são todos que sabem o que fazer para conseguir chegar lá. Nós mostramos o caminho das pedras

Todo bodybuilder quer um peitoral bem trabalhado, mas não são todos que nascem com a dádiva de uma genética que os ajude a consegui-lo.

Esta lista é para você que quer ter um peito de monstro e ainda não descobriu como rasgar.

Só pra esquentar!

Alguns exercícios são menos eficientes para o pump do grupamento muscular do peitoral. Contudo, eles são excelentes se o objetivo for um bom aquecimento.

Fazer duas séries mais longas no crossover, por exemplo, em que o bodybuilder faz um movimento de arco com os braços ao puxar as polias é ótimo para abrir os trabalhos.

Voe, campeão!

O voador é outro equipamento que não demanda tanto do peito quanto um exercício livre como um supino com barras ou halteres, mas também é muito bom para esquentar.

Ele tem esse nome porque o bodybuilder abre e fecha os braços como se estivesse batendo asas. Mas batendo asas feito um falcão bolado e monstrão. Não feito frango. Nunca feito frango!

Pague umas flexões!

Além de trabalharem os músculos do peito, as boas e velhas flexões exigem um bom equilíbrio do corpo e controle na postura enquanto o exercício é executado.

Fazer umas flexões antes de começar o treino mais hardcore também pode ser uma boa pedida.

Olha só, com uma mão só!

Caso você já seja experiente em flexões, pode tentar sempre evoluir, por exemplo, executando-as com apenas uma mão.

Ok, pode começar pegando leve, usando um apoio. Assim, o corpo fica elevado e o movimento torna-se mais curto e, consequentemente, mais fácil.

Mas quando já estiver “pro”, tem que tirar as rodinhas dessa porra!

Desce até o chão

Outra forma de aumentar a complexidade das flexões é mantendo os apoios para as mãos, mas descendo além desse nível, chegando o mais próximo possível do chão.

O ganho em equilíbrio e controle muscular será perceptível no peitoral e em músculos secundários que ampliarão o desempenho durante o treino focado em peito.

Nas paralelas

Muitos bodybuilders recomendam o treino de peito nas paralelas, mesmo que esse seja um exercício que também demande muito dos tríceps e ombros.

Mas o pump no peitoral já é perceptível ao fim da primeira série, o que mostra sua eficácia no trabalho desse grupamento.

Crucifique-se

O crucifixo permite um movimento amplo pra arrebentar as fibras musculares e tensionar bem o peitoral quando chegam no topo, mas é importante flexionar os cotovelos no final de cada movimento e não passar os halteres abaixo do banco um pouco para não forçar os ombros.

Supino no banco reto com barra

Supino reto é um exercício clássico para trabalhar o peitoral, mas exige técnica na execução. Não deixe que os cotovelos passem da linha do corpo e nem estenda demais os braços para não ter lesões.

Supino inclinado com barra

Muitos bodybuilders gostam do supino inclinado com barra porque isola bem os músculos do peito, reduzindo a força feita por grupos secundários como os ombros.

Porém, com menos músculos trabalhando o exercício vai ficar mais pesado. Portanto, diminua a carga se não quiser que a barra caia em cima de você.

Supino declinado com barra

Assim como os outros exercícios de supino, no declinado deve-se tomar cuidado com a contração e extensão dos cotovelos, buscando sempre isolar o peitoral, mantendo a tensão na região mesmo no topo e na parte mais baixa do movimento.

Procure também não se enforcar com a barra.

Colocando o pescoço em jogo!

Parecido com o supino reto, no gironda neck press em vez de descer a barra até o peito, você deve descer a barra até o pescoço. É um exercício que exige muito dos peitorais superior, médio e inferior.

Muito eficaz, porém muito perigoso. Peça ajuda daquele camarada, só pra garantir que você não vai se enforcar tão cedo.

Supino com halteres

Assim como nos outros exercícios, tome cuidado para não baixar muitos os cotovelos na descida do movimento nem para estendê-los na subida.

E maneire no peso pra não se quebrar. Pegar muito peso e se peidar todo é coisa de frango!

Puxando peso pra cima

O pullover é um exercício muito controverso. Muitos o consideram ultrapassado e acreditam que pode causar muitas lesões.

Contudo, é um exercício muito completo e que demanda muito dos músculos do peitoral, apesar de trabalhar muitos outros grupos musculares. Basta executá-lo com técnica para não se entortar todo.

Dicas para treinar melhor

Movimentos lentos

Procure executar cada repetição bem devagar, principalmente na descida.

Não deixe que a gravidade puxe ferro por você, lute contra ela no movimento negativo. Assim você terá movimentos mais precisos, simétricos e vai demandar mais dos músculos do peito.

Dropa o peso e não para!

Exercícios com drops arrebentam qualquer músculo. Nos segundos de relaxamento em que você diminui a carga, seu peitoral pensa: “já acabou, Jessica?”.

E aí, você arrebenta com eles mais um pouco.

Curtos-circuitos na carcaça!

Nossos músculos têm boa memória, mas são meio burros. Executar dois ou três exercícios em circuito é ideal para confundi-los. Dessa maneira, eles não se acomodam após uma série e têm que reaprender o movimento.

Sem trégua e sem papinho

Faça pausas de quarenta a sessenta segundos no máximo, então nada de mimimi com os amigos ou dar em cima da mulherada. Para ajudar no foco, manda um Minotauro, o pré-treino da Iridium Labs.

Bota tudo! Mas vai com calma…

Coloque a carga máxima que suportar fazendo uma boa execução. Se você só se cansar depois da oitava repetição, está muito leve. Se cansar antes da sexta, está muito pesado.

Deixe queimar!

Isometria é uma grande aliada do desenvolvimento muscular. Então, pare a última repetição na metade do movimento negativo e só termine quando seu peitoral estiver em chamas.

Terminou de treinar o peito? Agora pode descansar!

Depois de um treino pesado, todo músculo precisa de repouso pra crescer. Alimente-se bem, tome os seus suplementos e descanse, para garantir o resultado máximo no seu desenvolvimento.

Ah! E se você está começando a treinar, e não entendeu alguma dica deste post, deixe sua dúvida nos comentários, que os especialistas da Iridium Labs vão te ajudar a aproveitar esse conteúdo como se você fosse um profissional do assunto!

Comentários

 

2 comments on “Treino de peito: 13 exercícios para um pump inexplicável

  • Moises Silva says:

    Muito bom esse post, meu peito e meu abdomem são as unicas coisas que mudam no meu corpo, entao pela informação!

Comments are closed.