kettlebell

Um treino animal em circuito para ombros utilizando apenas kettlebell

Porque é sempre bom se desafiar e ver como está o nível do seu treino. E nada melhor que testar fazendo uns exercícios animais para o core.

Ter ombros insanos dá uma sensação de que a pessoa é muito maior do que ela realmente é.

Isso se deve aos deltoides, um dos músculos componentes dos ombros, que são essenciais para dar essa aparência.

Mas neste caso, a aparência não é o foco, mas sim o trabalho da funcionalidade do ombro.

Afinal, eles são importantes para trabalhar qualquer outro grupo muscular.

Por exemplo, no supino. É preciso ter um ombro fortalecido para poder realizar o movimento.

Por isso que é necessário trabalhar, e bem, toda a musculatura deste grupo muscular, pois qualquer deslize pode afetar seus treinos e resultados.

Então, este treino que você verá não visa a hipertrofia, deixá-los com ombros gigantes, mas sim deixá-los fortes de verdade!

Porém, é um pouco diferente, pois você precisará apenas de um kettlebell.

Se liga:

Um treino animal em circuito para ombros utilizando apenas kettlebell

Como é o treino?

Bom, o treino foi criado pelo personal Mike Stehle que, inclusive, possui um canal no Youtube onde ensina diversos exercícios utilizando apenas Kettlebell.

Como este treino em circuito para ombros. O treino deve ser feito em um circuito de 6 rounds. Ou seja, fez todos os exercícios? Completou 1 round, faltam mais 5. Sacou?

As repetições de cada exercício devem ser entre 5 e 8, e não descanse entre os exercícios, mas sim entre os rounds.

O descanso deve ser entre 60 e 90 segundos após cada um dos circuitos.

Então, bora para o treino!

O Treino

1. Military Press

 

Uma das diferenças do desenvolvimento militar para os outros é que ele deve ser feito em pé.

Geralmente, utiliza-se uma barra, mas isso não quer dizer que não dê para ser feito com um kettlebell.

Mas com o kettlebell a pegada é diferente. A pessoa irá retirar do chão como se fosse fazer um kettlebell swing.

Depois, o levará na altura dos ombros, com o cotovelo encostado na costela. Como Mike mostra no vídeo.

Depois, é só levantá-lo acima da cabeça e retornar na posição do cotovelo encostado na costela.

2. Kettlebell Swing*

 

O kettlebell swing é um exercício muito conhecido pela galera do CrossFit, mas quem é da musculação e curte novos movimentos, já deve ter feito.

Inclusive, este exercício já foi tratado aqui no site. Mas para quem ainda não viu, este é o movimento.

3. Kettlebell Floor Press

 

Outro exercício é é o Kettlebell Floor Press, que nada mais é que um supino utilizando a ferramenta, no chão.

Claro que não precisa ser literalmente no chão, pode utilizar um colchonete. Mas não pode ser nada além disso.

No vídeo, o personal Mike Stehle ensina variações do Floor Press, como você pode bem ver.

A execução desse exercício, de forma unilateral, é excelente para uma boa estabilização do core, que precisa ficar ativo para estabilizar o peso no alto.

Além de poder detectar assimetrias de força entre os lados direito e esquerdo, muito comuns.

Quem nunca fez, vale praticar por algumas semanas nesse treino!

4. Kettlebell Swing*

 

Faça novamente o Kettlebell Swing.

5. Remada Curvada

 

Outro exercício muito comum de ser feito utilizando barra ou halteres, a remada curvada pode ser feita, também, com kettlebell.

E não é difícil, nem tem muito segredo, não. A questão que fica é que é um exercício, à princípio, de costas.

Mas que pode ser também pode ser feito num treino de ombros como um exercício complementar, pois trabalha com intensidade os deltoides posteriores.

6. Kettlebell Swing*

 

Finalize o treino com mais um kettlebell swing.

*Obs: como vocês repararam, o Kettlebell Swing aparece 3 vezes no circuito por ser um exercício mais metabólico que ativa os ombros com alguma intensidade.

Esse circuito vai fatigar não somente seus ombros como seu sistema cardiorrespiratório, ou seja você vai sair pingando dele!

  

Comentários