treinamento de força

Treinamento de força pura: porque ele precisa estar na sua rotina

Independente de qual for seu objetivo na academia, o treinamento de força pura pode ser um ótimo aliado para a hipertrofia. Confira como ele pode te ajudar!

Ter um objetivo traçado para seu programa de treinamento sempre é uma ótima maneira de alcançar suas metas, sejam elas quais forem.

Perda de gordura, hipertrofia ou aumento de força, quando você traça seu objetivo fica muito mais fácil de realizá-lo.

Qualquer programa bem montado, com a ajuda de um profissional especializado, mantém você mais focado, e muito mais animado com seu treino.

Mas não importa qual é a sua meta, o treinamento de força pura deve ser estrategicamente colocado em seu programa. Saiba agora o porquê:

Treinamento de força pura: porque ele precisa estar na sua rotina

treinamento de força bodybuilder

Por que treinamento de força pura?

O treinamento de força envolve 4 tipos distintos de força – a mais conhecida é a hipertrofia. Mas existe também a força de resistência, potência e força pura.

Essa última é a que você vai saber mais neste post. Por uma questão de terminologia pode ser usado somente força ao invés de força pura.

Para trabalhar força pura,  faça poucas repetições com muita carga em exercícios básicos como agachamento, levantamento terra, supino e remada cavalinho, por exemplo.

Inclua o treino de força pura uma ou duas vezes por semana. Ou dentro de uma periodização, faça por uma ou duas semanas e volte ao seu treino anterior já mais forte.

Abaixo estão três razões pelas quais você deve incorporar o treinamento de força pura se estiver tentando construir músculos ou perder gordura. 

Motivo 1: o treinamento combinado estimulará todas as suas fibras musculares, provocando níveis mais altos de síntese proteica (ganho de massa muscular).

Variar o treinamento, combinando exercícios de força pura com treinamento de hipertrofia tradicional com exercícios isolados, provou ter um maior efeito sobre o crescimento muscular em relação a esses treinos separados.

Cada estilo de treinamento visa um certo grupo de fibras musculares. Isso explica porque um programa que pode funcionar para o seu amigo pode não funcionar para você.

Por exemplo, os programas centrados na hipertrofia geralmente incorporam exercícios na faixa de 8-12 repetições para atingir as fibras musculares do tipo 1.

Em um estudo feito pela universidade do Birmingham, os sujeitos foram submetidos a uma série de exercícios baseados em hipertrofia, outros em exercícios baseados na força e um grupo final fizeram ambos.

Os resultados concluíram que o grupo que fez treinamento de força e treinamento de hipertrofia levou a um aumento mais efetivo na fibra muscular.

Em outras palavras, o treinamento combinado aprimorou as fibras de tipo 1 e tipo 2, enquanto o treinamento de força aumentou apenas o tipo 2.

Além disso, a combinação de treinamento de força e hipertrofia resultou no aumento de 1 repetição máxima devido aos programas de treinamento misto.

treinamento de força 3

 

Motivo 2: treinamento de força irá ajudá-lo a preservar a massa muscular em uma dieta de perda de gordura.

Quando seu objetivo de exercício é a perda de gordura, você provavelmente está treinando com um carência calórica – provavelmente devido à sua dieta.

Embora isso te leve à perda de gordura, às vezes, enquanto seu corpo está queimando calorias, pode acabar queimando massa magra. O que é péssimo…

O treinamento de força pura acaba fazendo seu corpo pensar que precisa dessa massa muscular que, por sua vez, leva a preservá-lo.

Pesquisas mostram que o treinamento de força preservam significativamente a massa magra durante a dieta.

Motivo 3: músculos mais fortes significam músculos maiores.

Só porque você consegue levantar muito peso, não significa que terá músculos gigantes.

Mas estamos falando de contrair a musculatura requisitada da forma adequada a ponto de utilizar sua máxima ativação.

Isso é fundamental no treinamento de hipertrofia. E vale também para o treinamento de força pura.

Bodybuilders podem levantar mais de 180 kg no supino e eles têm músculos enormes.

Embora o treinamento de força com cargas altíssimas ​​possam não estimular o crescimento máximo do músculo, de acordo com a fisiologia eles aumentam a adaptação neuromuscular a cargas mais pesadas.

Isso estimula mais fibras musculares durante os exercícios. Levando a músculos maiores de acordo com pesquisa científica.

LEIA MAIS: 7 estratégias fundamentais para ganhos de força significativos no treino
LEIA MAIS: 4 razões para as mulheres investirem em treinos de força

 

 

Comentários