TPM

As dicas para não deixar a TPM atrapalhar seu treino nem seus resultados

Tem muita mulher que sofre quando está de TPM e isso pode até afetar seu desempenho nos treinos. Não deixe isso acontecer!

Todo mês a história se repete. Cólica, mal estar, dores de cabeça, irritabilidade, falta de produtividade, e por aí vai. Todos esses sintomas geralmente são causados pela TPM, e podem acabar arruinando sua rotina de treinos.

O corpo da mulher é um universo totalmente diferente do organismo masculino, e passa por variações hormonais todo mês devido ao seu ciclo menstrual.

Por isso existem muitas dúvidas com relação a prática de exercícios tanto durante a menstruação, quanto na TPM.

Todos os sintomas que geralmente ocorrem nessa fase afetam de alguma maneira a vida da mulher, e isso é claro, reflete até no seu ânimo na hora de ir treinar.

Mas ao contrário do que muitas pensam, não se deve parar de ir a academia.

A prática frequente de exercícios pode inclusive ajudar a amenizar alguns sintomas, e só traz benefícios para o corpo.

No entanto, em algumas fases é preciso pegar mais leve na hora de praticar alguns exercícios, para não te sobrecarregar.

Pensando nisso, listamos todas as fases do ciclo menstrual feminino e como o corpo reage a cada uma delas, para que você saiba tirar o melhor proveito disso, e não precise matar o treino. Confira!

As dicas para não deixar a TPM atrapalhar seu treino nem seus resultados

TPM

O ciclo de toda mulher passa por 3 fases bem distintas onde, em cada uma delas, o organismo pode se comportar de maneiras diferentes. Por isso, é de extrema importância que você conheça o seu corpo, e tenha pelo menos uma ideia – se seu ciclo for bem alinhado – de quando uma fase começa, e a outra termina.

Fase Folicular

Essa é a fase que se inicia no 1º dia da sua menstruação, durando aproximadamente 15 dias, e tendo seu término marcado pelo início da fase ovulatória.

Nesta época o organismo produz estrogênio, este hormônio é um dos principais responsáveis pela variação do comportamento feminino. Associado à ação da serotonina, ele regula seu sono, seu humor e seu apetite.

Além disso, é na fase folicular que as mulheres mais sofrem com as cólicas menstruais, o que dificulta ainda mais na hora de se exercitar.

Porém, na busca por amenizar esse desconforto abdominal, invista em treinos leves na academia, e veja com seu treinador qual é o mais indicado para você nestes dias.

Se sua cólica for muito forte, o mais indicado é tirar uma folga da academia mesmo, e deixar seu corpo descansar.

Fase Pós-menstrual

A fase que sucede a menstruação também faz parte da Fase Folicular, mas o corpo já começa a agir de maneira completamente diferente.

Passado o terror das cólicas, e do desânimo causado na época da menstruação, esta fase é uma das melhores para voltar com tudo para a academia.

Graças ao aumento da liberação de estrogênio no seu organismo, você vai se sentir muito mais motivada e disposta, e isso causará uma grande melhora no seu desempenho físico.

A fase pós-menstrual é a melhor hora para investir em treinos mais pesados, e que exigem mais do seu corpo.

Fase Ovulatória

Conhecida como o período fértil, essa é a época em que a mulher se torna mais suscetível a engravidar.

Por isso, acontece uma variação hormonal, deixando-as mais sensíveis. A produção de estrógeno é reduzida e há um aumento da liberação da progesterona.

Essa mudança hormonal causa uma queda na força e no rendimento. Porém, não há a necessidade de parar com os treinos, o ideal é que nessa fase os exercícios sejam mais leves.

Não precisa reduzir tanto a frequência como quando você está menstruada e sentindo dores, mas como seu organismo fica mais sensível nessa época é bom evitar treinos mais pesados.

Fase Luteínica

É neste período que ocorre a famosa TPM. Como o óvulo não foi fecundado, o folículo do ovário se rompe e começa a se preparar para a menstruação.

Por causa de todo esse processo, que pode durar de 10 a 6 dias, há uma queda na produção da progesterona.

Essa queda hormonal é a responsável pela queda do desempenho, fadiga física e irritabilidade, entre outros sintomas que podem variar de mulher para mulher, podendo também obter, em alguns casos, dores de cabeça, inchaço, retenção de líquidos e dores abdominais, seios sensíveis e até prisão de ventre.

É claro que com tantos problemas fica difícil ter motivação para continuar sua rotina de treinos normalmente, mas é aí que você não deve parar.

Quando você pratica exercícios com frequência há um aumento do nível de neurotransmissores, como a noradrenalina, a serotonina e a dopamina, que causam no seu corpo uma sensação de relaxamento.

Ou seja, se exercitar pode te ajudar a amenizar os sintomas da TPM, por isso é importante continuar treinando normalmente.

Alimentação

Com os hormônios em constante variação, na época da TPM, seu apetite tende a aumentar, e é nessa fase que muita gente se descontrola, acaba saindo totalmente da dieta e caindo na tentação dos doces e chocolates.

Mas junto a uma nutricionista, o interessante é traçar uma dieta onde você se alimente bem, para suprir todas as necessidades do seu corpo, seja na TPM, ou na fase da menstruação.

Por exemplo, quando você está menstruada, perde muito sangue, e seu corpo precisa repor o ferro que seu organismo perdeu. Por isso, é essencial investir em alimentos ricos em ferro nessa época.

Entre outras dicas, quando a fome descontrolada bater, ao invés de se entupir de chocolate, você pode se alimentar de alguns carboidratos bons, que vão te dar energia, matar sua fome e te deixar saciada.

Outra conselho importante é se manter sempre muito bem hidratada, em qualquer fase.

Em resumo, cada organismo tem suas particularidades e só você sabe qual é o melhor jeito de se adaptar a sua rotina de treino.

O importante é não desanimar por qualquer coisa, e contar sempre com a ajuda de um profissional!

Comentários