proteina ervilha isolada

Proteína de ervilha isolada: tudo o que você precisa saber a respeito

A proteína de ervilha isolada tem ganhado espaço entre as pessoas que precisam fazer suplementação de proteína. Saiba tudo a respeito!

Os suplementos proteicos mais consumidos são de origem animal, tirados de alimentos como leite e ovos. Porém, o consumo de suplementos de proteína de origem vegetal vem ganhando terrenos rapidamente, e isso acontece por dois motivos principais. 

O primeiro é o aumento do número de vegetarianos e veganos. O segundo motivo é porque algumas pessoas apresentam intolerância ou alergia à proteína animal e/ou se sentem mais dispostas quando consomem proteína de origem vegetal, uma vez que esta apresenta uma digestão mais fácil.

Antigamente, a proteína da soja era a mais consumida e conhecida, mas atualmente a proteína isolada da ervilha vem ganhando espaço.

E pode acreditar: essa leguminosa é uma excelente fonte de proteína, rica nesse macronutriente e fonte de proteína de alta qualidade.

Quer saber mais sobre a proteína de ervilha isolada? Então se liga:

Proteína de ervilha isolada: tudo o que você precisa saber a respeito

ervilha

Alto teor de proteína

Em média, 80% dos suplementos de proteína de ervilha é proteína. Ou seja, em uma dose de 30g, você encontra em média 24g de proteína.

Esta é uma ótima quantidade de proteína e o torna esse tipo de produto uma ótima opção para o pós-treino e para quem precisa aumentar o consumo de proteína.

Alguns estudos mostraram que a proteína de ervilha ainda pode aumentar a espessura dos músculos e favorecer a hipertrofia muscular. 

Baixa quantidade de gordura

Um suplemento de proteína de ervilha tem, em média, 5% de gordura, sendo que, deste total, 80% são gorduras boas (insaturadas).

As gorduras insaturadas são essenciais para o organismo, pois são fundamentais para a produção de hormônios, absorção de vitaminas, além de ajudar a reduzir o colesterol ruim, o triglicérides, pressão arterial e o risco de doenças cardiovasculares.

mulheres - mulher suplemento creatina

Baixa quantidade de carboidrato

Os suplementos de proteína de ervilha têm, em média, apenas 3% de carboidrato. Esta é uma quantidade baixa em relação à outros suplementos proteicos.

Não é necessariamente uma vantagem – se você tem restrição de carboidratos ou quer secar, é bom; se está tentando ganhar massa magra e precisa ingerir bastante carboidrato e caloria, não é algo com que valha a pena se preocupar.

Aminoácidos essenciais

A proteína da ervilha apresenta uma boa quantidade de aminoácidos essenciais, que são aqueles que o organismo não é capaz de produzir e, por isso, precisam ser ingeridos através da alimentação ou da suplementação.

Estes aminoácidos são essenciais para quem quer ganhar massa muscular, pois são necessários para a síntese proteica. Entre os alimentos de origem vegetal, apenas a soja e a ervilha contêm quantidade de aminoácidos essenciais comparáveis às proteínas de origem animal.

ervilha

BCAA

Os BCAAs são aminoácidos essenciais de cadeia ramificada (Leucina, Valina e Isoleucina). Normalmente, estes aminoácidos não são encontrados em boas quantidades em suplementos proteicos de origem vegetal.

A proteína da ervilha apresenta em torno de 18g de BCAA para 100g de suplemento. É uma boa quantidade, uma vez que para considerar a quantidade de um suplemento de proteína, um dos fatores é a quantidade de BCAA, que deve ser maior do que 4 a 5 gramas por dose (de 30 gramas).

O BCAA é muito importante para quem treina. É indicado para quem quer reduzir o catabolismo (perda de massa muscular) e ao mesmo tempo aumentar o anabolismo proteico (aumento de massa muscular).

Arginina e Lisina

Arginina e Lisina são dois aminoácidos muito importantes para quem treina! Eles auxiliam na melhora do desempenho físico, são fundamentais para a síntese proteica e liberação dos hormônios de crescimento.

A Arginina ainda é precursora de creatina que apresenta ação ergogênica e síntese de óxido nítrico, que é o responsável pela vasodilatação, o que aumenta o fluxo sanguíneo para os músculos.

Esses dois aminoácidos estão presentes na proteína isolada de ervilha.

suplementação treino suplemento intra treino carb 1

Ferro e Zinco

Estes minerais são essenciais para quem treina e apresentam diversas funções no organismo. Por exemplo, ajudam a reduzir o cansaço e a fadiga muscular, o que permite que você treine mais.

O Ferro ainda é necessário para o transporte adequado de oxigênio para o músculo durante o exercício, por isso está envolvido na geração do oxigênio e na produção de energia na prática esportiva. Sua deficiência é comum em mulheres – e a gente mostrou como resolver o problema neste outro post.

Os dois minerais também estão na proteína de ervilha isolada.

Digestão e absorção

A proteína de ervilha isolada tem excelente digestibilidade, portanto evita desconfortos gastrointestinais e seus nutrientes são bem absorvidos pelo organismo.

Além disso, possui uma digestão intermediária a rápida e, assim, esse produto se torna uma boa opção para atletas de resistência e força, especialmente após o treino, otimizando a recuperação e o anabolismo.

A proteína da ervilha isolada ainda possui baixos níveis de fatores antinutricionais, como os taninos, fitatos, entre outros, que diminuem a absorção de outros nutrientes, como os minerais.

Para quem é indicada?

Para qualquer pessoa que precisa aumentar a quantidade de proteína ingeridas ou para qualquer atleta que deseja melhorar seu desempenho físico e resultados. Assim, como o Whey Protein, tem rápida absorção e é uma ótima opção para a refeição pós-treino.

Pontos negativos

Na comparação com os suplementos de proteína de origem animal, a proteína de ervilha isolada não deixa nada a desejar. Por outro lado, seu preço é muito elevado e, na maioria dos casos, a relação custo-benefício faz com que investir nesse produto não seja a melhor opção.

Ao mesmo tempo, se você tem restrição ao consumo de proteínas de origem animal, certamente será a melhor opção possível para suplementar seu consumo diário de proteína.

E aí, você já conhecia a proteína isolada de ervilha?

Comentários