vida sexual

5 problemas da má alimentação que podem arruinar sua vida sexual

Se facilitar o ganho de músculos ainda não te convenceu a levar a alimentação a sério, temos um argumento que vai fazer você mudar de ideia.

Ter uma alimentação decente é essencial para quem quer crescer. Mas se isso não é suficiente para te convencer a comer direito, temos um argumento que vai fazer você mudar de ideia rapidinho: uma má alimentação pode transformar sua vida sexual em um verdadeiro inferno!

E não é com efeitos secundários difíceis de acontecer, não. Isso acontece por causa de reações bastante simples e é muito comum! Abaixo listamos 5 situações causadas por uma má alimentação e que podem arruinar sua vida sexual.

Se você quer crescer e quer representar na cama, é bom focar na dieta, se dedicar à alimentação e agir com disciplina com relação a este assunto.

5 problemas da má alimentação que podem arruinar sua vida sexual

vida sexual 2

1- Deficiência de Zinco

A deficiência de Zinco causa alterações nos níveis de testosterona. A testosterona – você já deve saber – está diretamente ligada a funções sexuais, e a queda deste hormônio, além de fazer a missão de ganhar massa muscular ficar mais complicada, ainda causa diminuição da libido, da fertilidade e aumenta a fadiga.

A melhor forma de evitar a deficiência deste mineral – e de testosterona – é através de uma boa alimentação e uma suplementação adequada.

Alimentos como ostra, carnes, amêndoas, frango e leite são algumas boas fontes de Zinco – com uma ostra você garante a quantidade de Zinco recomendada para um dia, que é de 7mg. Outra dica é tomar Somatodrol, que também oferece 100% da ingestão diária recomendada deste nutriente.

2- Excesso de gordura corporal

O excesso de gordura corporal também interfere na produção de testosterona, que, como falamos acima, está diretamente relacionada ao seu desempenho sexual. Quanto maior o nível de gordura corporal, menor a produção deste hormônio.

Para evitar o excesso de gordura corporal, é essencial uma alimentação equilibrada – e, claro, treinar também ajuda bastante.

Evite alimentos ricos em gordura, como os alimentos industrializados e as carnes com gordura aparente – prefira sempre os cortes magros, como patinho, alcatra, maminha. Evite alimentos com alto teor de calorias e baixo de nutrientes, como bolachas, refrigerantes, sucos artificiais, salgadinhos e afins.

3- Estresse

vida sexual 3

O estresse provoca a liberação de um hormônio chamado cortisol. Os níveis elevados de cortisol podem bloquear os efeitos da testosterona, trazendo prejuízos não só para sua vida sexual, como também para sua luta por ganhos de massa muscular

Evite o estresse, principalmente, no fim do dia. Alguns alimentos podem te ajudar, como chás calmantes (erva-cidreira, camomila, melissa, entre outros) e alimentos ricos em triptofanos, como leite, banana, abacate, mel, tofu, etc. Estes alimentos aumentam a liberação de serotonina, que é responsável pela sensação do prazer e bem-estar e que combate o estresse.

Outra dica é treinar. Esportes também são muito eficientes na liberação de serotonina e na luta contra o estresse.

Está cansado e com a cabeça cheia após um dia cansativo no trabalho? Vá treinar! Usar isso como desculpa para não treinar só vai piorar o problema.

4- Circulação sanguínea

A circulação sanguínea adequada é fundamental para a ereção. Alimentos que estimulam a circulação e a vasodilatação ajudam neste processo.

As oleaginosas, como as castanhas, amêndoas, nozes e etc. ajudam a induzir a vasodilatação por aumentar a produção de óxido nítrico que está ligado com a ereção também. Outro alimento que auxilia na produção de óxido nítrico é a beterraba.

Acerola, laranja, goiaba, amora, morango, cebola, alho, abacaxi e os chás são alimentos que ajudam na circulação sanguínea.

Também é importante reduzir o consumo de sal. O excesso de sódio causa edema (inchaço) e prejudica a circulação sanguínea adequada.

5- Noites mal dormidas

vida sexual 1

A testosterona, assim como outros hormônios, é produzida em maior quantidade durante o sono. Noites mal dormidas causam alterações na produção destes hormônios, afetando diretamente sua vida sexual.

O triptofano, além de aumentar a sensação do prazer, como citamos acima, é um indutor natural do sono, portanto, não pode ser deixado de lado. É por isso que antigamente o remédio caseiro mais usado para insônia era o leite morno com mel – são dois alimentos ricos em triptofano.

E evite alimentos ricos em gordura e pesados antes de dormir, pois isso pode interferir na qualidade do seu sono.

Também é importante lembrar que o descanso é fundamental para o ganho de músculos – ou seja, dormindo bem você resolve dois problemas ao mesmo tempo: cresce e garante um bom desempenho na hora H!

E aí… vai começar a dar a devida a atenção para a alimentação ou vai esperar a “tragédia” acontecer?

Comentários