pesos livres ou aparelhos

Pesos livres ou aparelhos? Descubra o melhor para o seu treino

Pesos livres ou aparelhos: qual deles é melhor e mais eficiente? A resposta é mais complexa do que parece, e ela pode te surpreender.

A discussão é antiga e a polêmica parece não ter fim. Afinal, o que é melhor: pesos livres ou aparelhos?

A grande maioria dos marombas vai dizer que são os pesos livres, claro. E isso acontece por vários motivos.

Muitos são compreensíveis, outros não – às vezes, é puro preconceito.

Será que existe um tipo de exercícios melhor que o outro?

Será que os pesos livres são melhores que os aparelhos?

Ou é o contrário, e os marombas estão escolhendo errado?

É sobre isso que falaremos aqui.

Quem sabe, com mais informação, você mude seu ponto de vista.

Ou não.

Confira, e tire suas próprias conclusões – com muito mais embasamento e conhecimento do assunto.

O que são pesos livres?

pesos livresFonte: Shutterstock

Basicamente, podemos classificar como “peso livre” qualquer objeto que possa ser movido livremente em um espaço tridimensional.

Ao realizar a ação de mover pesos livremente, o corpo utiliza, além do músculo primário responsável pelo movimento, também músculos que auxiliam no movimento, conhecidos como sinergistas.

Por causa disso, os pesos livres trabalham mais músculos simultaneamente a cada movimento.

Em uma academia, os pesos livres mais comuns são:

  • Halteres
  • Barras e anilhas
  • Tornozeleiras
  • Cabos e Pulleys
  • Med Balls e Fit Balls
  • Bulgarian bags
  • Kettle Bell
  • Peso corporal

Você leu corretamente: cabos e pulleys são considerados pesos livres – mesmo que sejam parte de máquinas.

Isso acontece porque eles permitem ações em planos tridimensionais, e isso faz com que, anatomicamente, exercícios realizados neles se assemelhem aos com peso livre – incluindo músculos sinergistas, por exemplo.

LEIA MAIS: 7 regras do levantamento de peso que não podem ser quebradas
LEIA MAIS: Treino é coisa série: fuja de falsos especialistas com a equipe Iridium

O que são os aparelhos?

aparelhosFonte: Shutterstock

Classificamos como aparelhos – ou máquinas – aqueles equipamentos que direcionam um movimento, permitindo a mobilidade em apenas duas dimensões.

Ao guiar o movimento, os aparelhos permitem estabilizar as articulações e focar em grupos musculares específicos.

É por isso que muitos fisiculturistas famosos utilizam máquinas quando querem isolar músculos de forma específica – o que é muito difícil com pesos livres.

Existem milhares de aparelhos nas academias, cada um para um ou mais grupos musculares diferentes.

Os aparelhos mais comuns são os seguintes:

  • Smith
  • Leg Press
  • Peck Deck
  • Supino Máquina
  • Graviton
  • Rosca Scott
  • Máquina de Tríceps Mergulho

 

Qual é a melhor opção? Pesos livres ou aparelhos?

Para concluir qual o melhor tipo de exercício para você, é importante avaliar alguns fatores.

Objetivos

O objetivo é fundamental na hora de decidir treinar com aparelhos ou com pesos livres.

Para objetivos diferentes, os exercícios realizados também devem ser diferentes.

Assim, é importante saber onde você quer chegar para responder à pergunta que dá o título deste post.

Por exemplo, um jogador de futebol consegue exercitar funções que serão úteis no esporte treinando com pesos livres – equilíbrio, agilidade e controle de movimentos, para citar só alguns.

Os exercícios com pesos livres promovem benefícios não só estruturais, mas também funcionais.

Nas máquinas, o foco é muito maior no desenvolvimento muscular propriamente dito – basicamente estrutural.

No fim das contas, é fundamental ter um objetivo claro para escolher entre pesos livres e aparelhos – e possivelmente combinar os dois será uma boa saída.

Resultado: empate

Postura

É difícil errar um movimento quando um equipamento está guiando o exercício e toda a movimentação que você deve fazer.

Neste ponto as máquinas estão em vantagem em relação aos pesos livres, onde é muito mais fácil errar um movimento e fazer um exercício com postura corporal inadequada, por exemplo.

Por isso, os iniciantes devem começar a treinar com aparelhos. Isso minimiza os riscos de lesões e outros problemas.

É importante ter conhecimento sobre o exercício para fazê-lo corretamente com pesos livres – e esse não é o caso da maioria dos iniciantes.

Um especialista, como um personal trainer, pode resolver este problema – mas é fundamental que ele acompanhe toda a execução do exercício.

Já para atletas com maior experiência, não há problemas com os pesos livres. Basta prestar atenção aos movimentos e evitar erros de postura ou execução.

Resultado: empate

Amplitude de movimento

Os pesos livres não geram nenhuma restrição na amplitude dos movimentos, possibilitando ao atleta uma recrutar um volume maior de fibras em cada repetição – e isso é ótimo, pois acelera o desenvolvimento muscular.

Por outro lado, algumas máquinas pode limitar a amplitude de determinados movimentos, o que limita também a eficiência de alguns exercícios.

É bom ressaltar, entretanto, que os aparelhos mais modernos possuem boa capacidade de ajuste e não causam este problema.

Resultado: pesos livres

Isolamento muscular

Como já falamos, as máquinas possuem maior capacidade para isolar alguns músculos grandes.

Um exemplo claro é trabalhar o peitoral no peck deck  ou no supino – na máquina você consegue enfatizar muito mais, enquanto no supino trabalha diversos outros grupos musculares.

Isolar músculos é essencial para quem quer ficar gigante. No entanto, quem treina 3 vezes por semana, ou menos, não precisa se preocupar tanto com isso.

No caso desses atletas “eventuais”, é mais importante priorizar exercícios multiarticulares, a fim de solicitar mais dos músculos sinergistas e otimizar o trabalho dos pequenos grupos musculares.

Resultado: aparelhos

Queima de calorias

Quando o corpo precisa estabilizar um movimento – numa barra fixa, por exemplo -, existe uma forte contração abdominal, paravertebral, dos membros inferiores, dos bíceps, dos antebraços e, claro, dos músculos das costas.

Toda essa ativação muscular gera uma aceleração considerável do metabolismo, o que faz o organismo queimar muito mais calorias em um só exercício.

Exercícios que envolvem um maior número de músculos com boa estabilização do corpo – como muitos exercícios com pesos livres – queimam mais calorias.

Resultado: pesos livres

Capacidade de carga

Os aparelhos, de um modo geral, têm um limite de carga a ser utilizada. Em alguns casos, esse limite pode ser menor do que o SEU limite.

É claro que isso não é tão comum, e só acontece quando você está num nível bastante avançado de treinamento.

Mas acontece, e mais do que muita gente imagina.

Com pesos livres, não existem limites – você sempre pode encontrar um objeto mais pesado para puxar ou levantar. O strongman Marcos Mohai, que puxou um Boeing no braço, que o diga.

Resultado: pesos livres

LEIA MAIS: Dorsais Gigantes: 6 dicas para uma montanha de músculos nas costas
LEIA MAIS: Descubra os melhores suplementos para maximizar os seus treinos

Conclusão: afinal, qual a melhor escolha?

pesos livres ou aparelhos costasFonte: Shutterstock

No desafio de cada fator que deve ser levado em consideração antes de escolher entre um ou outro, os pesos livres levaram a melhor: 5×3.

Mas se você acha que, por isso, eles são definitivamente a melhor opção, está enganado.

O fato é que não existe uma resposta definitiva sobre qual das duas opções é melhor.

Não adiantar gritar, xingar ou se revoltar. É um fato.

O melhor tipo de exercício varia de acordo com questões individuais – objetivo, local de treino, experiência, etc.

Com os fatores citados na lista acima, você consegue ver quais são as SUAS necessidades, e descobrir a resposta definitiva sobre este duelo para VOCÊ.

Para o mundo, como falamos, essa resposta não existe!

 

 

Comentários

 

Comments are closed.