Ovo: uma proteína sagrada!

Quando alguém pensa em proteína, geralmente pensa em carne de frango, queijo, peixe… mas o ovo também é um poderoso aliado para quem quer crescer!

Quando lhe falam em alimentação para ficar grande, o que vem logo à cabeça? Proteína, não é mesmo?

Maromba que é maromba pensa em comer carne, queijo, peixe e tomar suplemento proteico quase que 24h por dia. Mas uma proteína muita gente deixa de comer porque acredita que faz mal para a saúde: a do ovo.

Aqui, você vai entender porque o ovo pode fazer parte da sua dieta hiperproteica, sem medo.

Ovo: alimento rico em albumina

Quando você entra em uma loja de suplementos para comprar seus potes de proteínas manipuladas, o que é que vê nas estantes? Whey protein, caseína e BCAA.

Mas você sabia que tem uma outra proteína que faz muito bem para a alimentação do marombado e que você não precisa comprar na loja de suplemento? Essa proteína é a albumina, e adivinha onde você pode encontrá-la? Pois é, no ovo.

A maior parte constituinte dos ovo é a clara (60% do peso do ovo), que é rica em água e proteínas, principalmente albumina. E é muita albumina que você encontra em um único ovinho.

Por esse motivo muito nutricionista gosta de incentivar o consumo de omeletes de clara, e as tradicionais e deliciosas crepiocas no pós-treino.

A albumina é uma proteína de absorção mais lenta e que ajuda na recuperação muscular depois daquele treino puxado. Ela apresenta altíssimo valor biológico e é rica em aminoácidos que são essenciais para a nossa saúde, por isso, não dá pra não comer ovo na sua dieta hiperproteica.

Gema de ovo: falsa vilã da alimentação

Tem uns marombados meio medrosos (e desinformados) por aí que alegam que jogam a gema de seus ovos fora porque eles não querem aumentar o colesterol no sangue após consumi-las.

Por muito tempo a gema do ovo foi associada a altos índices de colesterol no sangue, mas já existem alguns estudos que mostraram que o colesterol encontrado na gema do ovo pode ser metabolizado de forma benigna pelo corpo humano e, por isso, não coloca a vida de ninguém em risco.

Se consumida com moderação, de acordo com a dieta prescrista por seu nutricionista, não causa nenhum problema de saúde. Já que ela é a parte nutritiva desse alimento, rica em vitaminas e gorduras (sim, gorduras) que são essenciais para nos ajudar a produzir hormônios para continuar ainda mais fortes do que já somos.

Para os ovos se tornarem mais saudáveis para sua alimentação, basta acostumar a cozinhar ou fritar seu ovo sem óleo — assim você usufrui ao máximo dos benefícios dessa belezinha e não precisa se preocupar com seu teor de gordura na dieta.

Qualquer frequentador de academia já sabe que o ovo é uma parte indispensável da dieta esportiva. Por que é que você, marombeiro de plantão, está de frescura para introduzir essa proteína sagrada na sua rotina alimentar?

O que está esperando para pedir seu nutricionista para colocar logo o ovo nas suas receitas? Deixe o seu comentário!

Comentários