resistência - mulheres

Estudo comprova: mulheres têm resistência física maior que homens

Os homens são maiores e mais fortes, mas na resistência física as mulheres levam ampla vantagem, afirma pesquisa de universidade dos EUA

Quando comparados com pessoas do mesmo nível atlético, é fato que os homens superam as mulheres no quesito força. Mas você sabia que quando o assunto é resistência, a mulherada leva vantagem?

É isso que comprovou um estudo recente da Escola de Saúde e Ciências dos Exercícios, da Universidade da British Columbia (EUA).

Na análise, grupos de homens e mulheres com idade e capacidade atlética semelhantes foram selecionados pelo professor Brian Dalton, com colaboração da Universidade de Gelph e da Universidade do Oregon.

Dalton então utilizou um grupo de sensores para analisar os movimentos de flexão dos pés realizados 200 vezes consecutivas, na maior velocidade possível, para detectar informações como velocidade, potência e torque dos movimentos.

resistencia - mulher x homem

“A gente já sabe há algum tempo que as mulheres sofrem menor fadiga muscular durante testes isométricos – exercícios estáticos sem movimentação de articulações, como segurar um peso parado”, disse o pesquisador ao site da UBC.

“Entretanto, o objetivo agora era descobrir se o mesmo acontecia também em movimentos mais dinâmicos e funcionais. E a resposta é praticamente definitiva: as mulheres ganham dos homens por uma boa margem”.

“Pesquisas antigas já mostraram que, em provas de longa distância, os homens completam o percurso em menos tempo, mas as mulheres terminam a prova muito menos cansadas”.

Você pode estar se perguntando: “então porque os homens terminam maratonas em muito menos tempo do que as mulheres?”. A resposta está, claro, na força e potência musculares, que é maior nos homens do que nas mulheres, com uma diferença maior do que a resistência.

Para que a vantagem da maior resistência proporcionasse às mulheres terminar provas de longa duração na frente dos homens, as provas teria que ser realmente muito longas, para que a resistência se sobressaia em relação à força e potência.

Não por acaso, nas atuais ultramaratonas, de 250km, as mulheres já conseguem competir de igual para igual com os homens – ou perto disso. “E se algum dia criarem uma ‘ultra-ultramaratona’, não há dúvidas que ela seria dominada pelas mulheres”, garante o pesquisador. 

Segundo ele, essa descoberta pode ser útil tanto na hora de se desenvolver um plano de treinamento quanto para coisas como minimizar o cansaço físico no local de trabalho.

Então, quando você ouvir alguém falando que os homens superam as mulheres fisicamente, agora já está provado que não é bem assim.

LEIA MAIS: Dá para ser musa fitness depois dos 60? Claro que sim! 
LEIA MAIS: Travesseiro: o acessório que pode arruinar (ou alavancar) seu treino

Comentários