mulheres

3 fatores que podem impedir mulheres de desenvolver shape ‘masculinizado’

São muitas as mulheres que acham que a musculação vai deixar o seu corpo parecido com o de um homem. Isso é bobagem, e a ciência explica o porquê!

Muitas mulheres têm medo de fazer musculação porque acham que podem perder a feminilidade, ficando com o corpo parecido com o dos homens. Só que isso é uma grande bobagem: a “masculinização” do corpo das mulheres que treinam só acontece quando elas querem!

Não é porque existem atletas muito fortes e musculosas que todas que treinam vão ficar assim. Da mesma forma que não é todo homem que treina que vai desenvolver um shape de Mr. Olympia. A bem da verdade, em ambos os casos, são raríssimos os que chegam nesse ponto.

No caso das mulheres, existem alguns fatores do próprio corpo que impedem essa “masculinização”, e para superar essas questões é preciso querer muito. Muito mesmo. E, em alguns casos, é preciso até utilizar substâncias de uso controlado (ou proibidas), como esteroides anabolizantes.

A musculação não deixa as mulheres com corpos “masculinos”. E nós vamos mostrar 3 motivos que comprovam isso. Se liga:

3 fatores que podem impedir mulheres de desenvolver shape ‘masculinizado’

1- Testosterona

mulheres

Mulheres têm uma produção de testosterona extremamente baixa, cerca de 10 a 30 vezes menor do que a produção dos homens. Como a produção desse hormônio é de fundamental importância para o crescimento da massa muscular dos indivíduos, é claro que elas terão imensa dificuldade em desenvolver músculos enormes.

É por isso que as mulheres, em sua grande maioria, não desenvolvem grande massa muscular. Elas podem sim construir músculos, mas têm um limite bem inferior aos homens.

2- Genética

mulheres

Existem aquelas mulheres com uma genética que permite maiores ganhos hipertróficos, mas é um percentual muito pequeno – menos de 10% delas têm essa característica.

Aquelas fisiculturistas com uma montanha de músculos, claro, fazem parte desses 10%, e também treinam por anos e anos, com dietas altamente restritivas, suplementações intensas e, em alguns casos, uso de esteroides anabolizantes.

O fato é que, natural ou com anabolizantes, é preciso querer muito, muito mesmo, para desenvolver um shape gigantesco se você for treinar. É preciso, aliás, muito mais do que só fazer musculação.

3- Fibras musculares

Outro limite importante para a quantidade de hipertrofia que uma mulher constrói é a característica das fibras musculares compostas em seus músculos.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Estocolmo (SUE), as mulheres possuem mais fibras de contração lenta, enquanto os homens têm mais fibras de contração rápida. E, como vocÊ deve saber, são essas últimas as principais responsáveis pela hipertrofia muscular mais significativa.

Conclusão

No caso das mulheres, a musculação vai fazer a musculatura do seu corpo se desenvolver de forma natural, mais atraente e proporcional.

Vai permitir desenvolver um shape definido e tonificado, com baixo percentual de gordura e boa quantidade de massa magra. A hipertrofia feminina é muito diferente da masculina e, para que uma mulher tenha um corpo “masculinizado”, ela precisa querer muito. 

No fim das contas, é uma questão de opção. Se você não gosta de mulheres muito musculosas, é importante saber que ficar assim é uma opção, não uma obrigação.

Seja qual for a sua escolha, o importante é treinar… e treinar pesado! Com certeza as mulheres vão se benefíciar e muito disso, como já falamos neste outro post

Comentários