vegetarianos, veganos

6 mitos sobre as proteínas vegetais que você precisa parar de acreditar

Com o passar dos anos, muitas pessoas tornaram-se vegetarianas e, até mesmo, veganas. Com isso, surgiram alguns mitos, que devem ser desmistificados.

Ainda há quem acredite que vegetarianos e veganos não conseguem obter bons resultados na musculação e que só com proteínas de origem animal é possível obter ganhos expressivos.

Mas isso é bobagem. Porque por mais que realmente seja mais difícil consumir grandes quantidades de proteína sem comer carne, e que a alimentação vegana/vegetariana precise de atenção para evitar a carência de alguns aminoácidos, é totalmente possível crescer sem comer nenhum animal.

E para provar, vamos mostrar alguns mitos que se proliferaram sobre esse assunto, mas que a ciência já tratou de desmistificar. A ideia não é falar que todo mundo deve virar vegetariano ou vegano, por que isso é uma decisão pessoal.

No entanto, se você já cogitou esse caminho mas acabou desistindo ao ouvir algumas dessas bobagens aí embaixo, você pode voltar atrás e mudar de opinião. Se liga:

6 mitos sobre as proteínas vegetais que você precisa parar de acreditar

1. A proteína vegetal é inferior a proteína animal

A maioria das proteínas de origem vegetal, ao contrário das proteínas de origem animal, não contém todos os aminoácidos essenciais e por isso são consideradas inferiores.

De forma isolada, até pode-se dizer que são, porém quando combinadas elas passam a ser tão nutritivas e ricas quanto as proteínas de origem animal.

Além disso, alguns alimentos como a soja contém todos os aminoácidos essenciais.

2. A proteína vegetal é pobre em aminoácidos

vegetarianos, veganos

Como mencionado acima, algumas fontes não apresentam todos os aminoácidos, mas quando combinadas podem apresentar todos os aminoácidos essenciais.

Isso porque algumas proteínas não contém alguns aminoácidos que estão presente em outras fontes, por isso devem ser combinadas.

De forma isolada é possível dizer que uma fonte é deficiente em determinado aminoácido, porém é incorreto dizer que as proteínas vegetais são pobres neste quesito, pois o reino vegetal contém todos os aminoácidos essenciais.

3. A combinação das proteínas vegetais devem ser feitas na mesma refeição

Como visto acima, combinar duas fontes de proteína torna a proteína completa, mas isso não precisa ser feito na mesma refeição.

O importante é que o total diário de proteína seja alcançado no final do dia.

Aliás, para quem quer ganhar massa muscular, por exemplo, pode ser até mais interessante consumir as proteínas e aminoácidos ao longo do dia, para manter o estado anabólico.

4. A digestibilidade da proteína vegetal é inferior

A digestibilidade da proteína vegetal pode ser tão alta quanto a proteína de origem animal, bem como a biodisponibilidade dos aminoácidos, quando consumidas combinadas.

A forma de preparo também pode influenciar na digestão, tanto para as proteínas de origem animal quanto vegetal.

Assim, a proteína vegetal pode apresentar igual ou melhor digestibilidade que algumas fontes animais.

5. Os aminoácidos das carnes são diferentes dos vegetais

lentilha

Todos os aminoácidos essenciais são encontrados em abundância no reino vegetal. Ou seja, é incorreto dizer que são diferentes.

Alguns vegetais apresentam apenas alguns aminoácidos, porém as fontes, de forma geral, possuem todos os aminoácidos encontrados nos alimentos fontes de proteína de origem animal.

6. Consumir proteínas vegetais emagrece

vegetais rúcula

Os alimentos proteicos de origem vegetal contém uma menor quantidade de gordura que os de origem animal.

Por isso, podem ajudar indiretamente quem quer emagrecer. Mas, se a pessoa deseja perder peso, não basta trocar uma fonte por outra.

O que vai provocar a perda de peso é o equilíbrio entre o consumo e o gasto calórico diário.

LEIA MAIS: 8 alimentos que aumentam o foco e podem maximizar os seus ganhos
LEIA MAIS: 5 receitas fit e rápidas para você incluir no cardápio de sua dieta
LEIA MAIS: Os 7 principais grãos que contém proteína para incluir na sua dieta

Comentários