vince brasco - nanismo

‘Mini Hulk’: atleta supera o nanismo para se tornar bodybuilder

Vince Brasco superou as limitações impostas por causa do nanismo e se dedicou ao bodybuilding para se tornar um exemplo e uma referência do esporte

Desafios fazem parte da vida de qualquer bodybuilder, mas Vince Brasco teve de enfrentar obstáculos ainda maiores, desde que foi diagnosticado com nanismo, ainda criança.

Apesar da condição física, pôs na cabeça que queria puxar ferro e se tonar um exemplo de superação. E conseguiu.

Depois de conhecer sua história, fica comprovado que quando alguém se refere à um bodybuilder como um “gigante”, isso não diz respeito apenas ao tamanho físico, mas também à força de vontade, disciplina, dedicação e outras características que Vince tem sobra.

Quer conhecer o “Mini Hulk” e ver como ele se tornou um bodybuilder? Então se liga:

‘Mini Hulk’: atleta supera o nanismo para se tornar bodybuilder

Um começo difícil

 

Nascido e criado na Pensilvânia, nos Estados Unidos, logo quando nasceu Vince foi diagnosticado com nanismo acondroplásico.

Este é o tipo mais comum de nanismo, que afeta milhares de pessoas no mundo todo.

Mas as dificuldades não pararam por aí, ele ainda estava sofrendo de hidrocefalia, o que poderia ser fatal.

Por isso, ele precisou de cuidados médicos nos primeiros meses de vida. Mais ainda, ele não conseguiu andar por conta própria até os 3 anos.

Vince ainda teve de passar por uma cirurgia de risco para corrigir uma curvatura e arqueamento de sua espinha.

Ele chegou a ser declarado ‘morto’ por um minuto, mas voltou à vida.

O bodybuilding

 

Vince explica que começou a competir, treinar, para servir de exemplo a outras pessoas.

“Passei a competir, pois pessoas com nanismo sofrem com peso, e eu não queria ser assim. Queria servir de modelo para pessoas com nanismo que se sentem incapazes por conta desta condição”.

Ele treinou por semanas com um acompanhamento de um profissional para construir força, massa muscular e perder gordura corporal.

Suas inspirações são atletas renomados, como Kai Greene, Jay Cutler e Phil Heath.

Vince Brasco ganhou notoriedade com sua história e já participou de diversas competições de fisiculturismo.

Inclusive, ele é conhecido como o “Mini Hulk”. Não é pouca coisa não!

Entretanto, infelizmente ele ainda tem que conviver com o preconceito por parte de algumas pessoas.

“A discriminação sempre se faz presente, sempre está no ar quando estou por perto. Mas isso não me afeta, se gostam de mim, tudo bem, se não gostam, não me importo”.

Trabalho como bombeiro

 

Além de bodybuilder, Vince trabalha como bombeiro. Ele é considerado o menor bombeiro do mundo.

Ele se voluntariou a trabalhar como bombeiro na Pensilvânia e já está na área há quatro anos.

Mas até nessa questão ele não teve vida fácil. Por conta de sua condição, a princípio ele fora rejeitado para o trabalho.

Mas ele não desistiu, persistiu e conseguiu chegar ao posto de bombeiro. Sua função é manejar os canos de água em incêndios estruturais.

“Eu tenho força, posso levantar peso, por isso posso fazer este trabalho. Posso fazer trabalhos de salvamento, como em acidentes de carro, onde temos que mover detritos de metal”.

Ele também faz parte da linha de bombeiros que manuseiam a mangueira em incêndios. Vince é um verdadeiro exemplo de superação e de que não há limites quando se tem um objetivo em mente.

LEIA MAIS: Santo Forte aceita desafio de “Batman” na Arnold… no videogame 
LEIA MAIS: Batalha dos exercícios: qual é o melhor exercício que existe?

Comentários