memória metabólica

Memória metabólica: como usá-la a seu favor e otimizar seus ganhos

A memória metabólica influencia muito no seu ganho de massa muscular, e também na sua perda de peso. Mas há uma maneira de mudar isso, confira!

Tudo que você ganha através da academia, e de uma dieta mais equilibrada pode variar de pessoa pra pessoa devido ao metabolismo de cada organismo.

É ele um dos principais responsáveis por pessoas que comem de tudo e não conseguem engordar, ou até mesmo aqueles magrelos que fazem um esforço danado nos treinos e não conseguem ganhar massa magra. 

É muito frustrante para quem faz academia não ver os resultados aparecendo em seu corpo, e ainda acabar perdendo os pequenos ganhos por um mero descuido. 

A culpa disso tudo pode ser da memória metabólica, sabia? 

Mas antes que você entre em desespero pensando que graças a ela você corre o risco que ser um frango para o resto da vida, aqui vai um conselho: existe um jeito de driblar isso!

Quer saber como ela funciona no seu organismo e como reverter essa situação? Então fica ligado!

Memória metabólica: como usá-la a seu favor e otimizar seus ganhos

memória metabólica

O que é Memória metabólica?

É a memória que seu corpo tem da forma física a qual ele está habituado. É a memória metabólica que condiciona o corpo a permanecer do jeito que está, mesmo que o organismo passe por mudanças.

Ou seja, seu corpo continuará a se comportar como se fosse obeso por um bom tempo, mesmo que você tenha emagrecido e esteja no peso ideal.

Veja alguns exemplos abaixo para entender melhor a “memória metabólica”.

Seu corpo está acostumado com a forma física em que ele passou a maior parte da vida, ou seja, se você esteve acima do peso por 30 anos e adquiriu um físico atlético em 1 ano, você ainda terá um metabolismo de um sobrepeso por um bom tempo, mesmo tendo a aparência de um atleta.

Isso significa que qualquer descuido nesse período de manutenção, pode levar à um rápido acúmulo de gordura corporal.

A explicação para isso é que o organismo apresenta uma redução da taxa de metabolismo basal, diminuindo o gasto energético, pois ele entende que esta redução da taxa de gordura como uma agressão.

E, como forma de proteção, ele diminui todo o gasto energético, poupando energia para uma emergência.

A memória metabólica também afeta aquelas pessoas magras, com dificuldade em ganhar peso.

Por exemplo, a pessoa pode se dedicar ao máximo para ganhar massa muscular e qualquer “deslize” na alimentação ou nos treinos, promoverá a perda do peso tão dificilmente conquistado.

Isso porque o metabolismo nesse caso age de forma contrária. O corpo aumenta o gasto energético basal, aumentando o gasto calórico, dificultando o ganho de peso.

memória metabólica 2

Como driblar a memória metabólica?

Se você passou a maior parte da sua vida se alimentando mal e sem atividade física, você terá de reverter esse processo com muita paciência.

Alguns meses com um estilo de vida saudável não são suficientes para modificar seu metabolismo que está habituado a determinados processos há anos.

A boa notícia é que a memória metabólica é mutável. Após alguns anos de controle alimentar e de exercícios, a tendência é o trabalho ficar cada vez mais fácil e os resultados mais consistentes.

Portanto, use a memória metabólica a seu favor!

Por isso, o acompanhamento profissional individualizado é essencial. O nutricionista avalia o metabolismo e individualidades de cada um, assim achando um melhor jeito de melhorar seus ganhos na academia!

LEIA MAIS: Os 5 melhores temperos para acelerar o seu metabolismo
LEIA MAIS: Endomorfo: como otimizar a alimentação de acordo com o seu tipo físico

Comentários