creatina

O que é creatina? Descubra tudo o que você precisa saber sobre ela!

Não importa o esporte praticado, nem se o praticante é profissional ou amador, o fato é que todos querem uma performance aumentada para alcançar e ultrapassar seus objetivos.

E parte dessa ajuda vem dos suplementos. Um dos mais procurados para isso é a creatina.

Mas o que é creatina? Trata-se de um dos suplementos mais estudados no mundo fitness.

Por ser polêmico, chegou até a ser retirado do mercado, mas voltou após vários estudos que acabaram com as dúvidas sobre sua eficiência – apesar de ainda deixar algumas incertezas a respeito de seu uso.

Mesmo com muita discussões, fóruns, artigos e vídeos falando sobre o tema, ainda existem pessoas com dúvidas sobre a creatina.

Para acabar de vez com este problema, explicamos tudo que precisa sobre esse hormônio. Confira:

O que é creatina?

A creatina é um elemento totalmente natural, que está presente no músculo esquelético e no cérebro. Ela é derivada de três aminoácidos: a arginina, glicina e metionina.

Nosso organismo pode produzir uma pequena quantidade de creatina no fígado e no pâncreas, e também pode ser encontrada em pequenas quantidades em alimentos de origem animal, como carnes bovinas e suínas, aves e peixes.

Para que serve?

São dois os principais benefícios: ela proporciona o aumento de massa muscular e ajuda a ter explosão em atividades de curta duração e alta intensidade.

Para o aumento de massa muscular, é preciso aliar a creatina a outros fatores, como alimentação e treinos adequados.

Como tomar?

É aqui que a maioria das dúvidas aparecem. Com certeza você já deve ter ouvido falar sobre a saturação, certo? Esse processo nada mais é do que encher as células de creatina para que ela forneça os seus reais benefícios.

Depois disso, há a chamada fase de manutenção, que é apenas a reposição dos estoques que serão gastos.

Antes, dizia-se que a saturação era feita na primeira semana de uso de creatina e que era necessário tomar 20 gramas diariamente. Já nos dias seguintes (fase de manutenção), tomava-se apenas 5 gramas.

Atualmente, porém, estabeleceu-se que em aproximadamente três semanas, com a dosagem de 3 a 5 gramas por dia, você já consegue a saturação da célula.

A que horas tomar?

Existem muitas recomendações diferentes: tomar no pré-treino, no pós-treino, junto com uma refeição principal. Afinal, qual é a hora certa para tomar? A resposta é: tanto faz. Isso mesmo, não importa a hora em que você toma.

A creatina que você ingeriu hoje não será utilizada no treino de hoje. Ela só é de fato utilizada quando já está dentro da célula.

Diante disso, você pode tomar em qualquer horário do dia: o efeito só será adquirido após a célula saturada. E para manter a célula saturada, é preciso manter o consumo diariamente. Nos dias sem treino, o recomendado é tomar a creatina logo pela manhã.

Uma observação importante: beba bastante água ao utilizar creatina, pois essa substância drena a água para dentro da célula, podendo causar desidratação.

Comentários

 

Comments are closed.