guia-de-suplementos-- hipercalorico ou whey protein

Guia de suplementos: hipercalórico ou whey protein?

Tirar só dos alimentos todas as calorias ou proteínas que seu corpo precisa para crescer não é fácil. Mas aí vem a dúvida: tomar hipercalórico ou whey protein?

Suplemento hipercalórico ou whey protein?

Saber qual dos dois deve ser consumido é uma grande dúvida para muitos frequentadores de academias. Esses produtos são diferentes, mas potencializam o ganho muscular se utilizados corretamente.

Vários atletas possuem dificuldade para ingerir a quantidade de calorias necessárias para que os treinos musculares tenham um bom efeito no corpo.

A maioria das pessoas que frequentam uma academia deve consumir, todos os dias, entre 500 calorias e 1000 calorias extras. Isso é quase o dobro da quantidade recomendada para um adulto comum!

Quando falamos de proteínas, o número também é alto. Para ter um bom ganho de massa muscular, um adulto em seu peso ideal deve ingerir pelo menos 1.4g de proteína para cada kg de peso corporal.

Conseguir ingerir toda essa quantidade de proteína e calorias diariamente somente com alimentos comuns é possível? Sim. É fácil? Não.

Justamente por isso os suplementos hipercalóricos e o whey protein são tão populares entre os frequentadores de academias.

Entender como o suplemento hipercalórico e o whey protein funcionam é fundamental para garantir o sucesso de seus treinos. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, eles possuem funcionamento diferente e, juntos, podem melhorar os resultados do aumento da massa muscular. Quer saber mais? Leia o texto de hoje!

O que são os suplementos hipercalóricos

Os hipercalóricos funcionam como suplementos energéticos que dão um suporte calórico para as atividades do dia a dia dos praticantes de atividades físicas.

Eles são muito utilizados por pessoas que buscam ganhar mais massa corporal (magra ou gorda) rapidamente e que têm dificuldade por possuir um metabolismo mais acelerado.

Do que é feito um hipercalórico? Quais os seus benefícios?

Os suplementos hipercalóricos são feitos com proteínas de grande valor biológico, aminoácidos com lipídeos (como ômega-3 e ômega-6), vitaminas e, em alguns casos, sais minerais.

O componente principal de todos os hipercalóricos é o carboidrato. Sejam os simples (que possuem uma grande quantidade de glicêmicos), os complexos ou os que possuem os dois tipos, eles sempre estão presentes em grande quantidade.

Eles também possuem uma grande quantidade de proteínas, assim, podem auxiliar no crescimento dos músculos e na hipertrofia muscular de quem consome o produto. Entre as suas várias vantagens, podemos destacar:

  • Aumento do peso graças ao ganho de gordura e de massa magra;
  • Melhoria no balanço energético da dieta;
  • Auxílio no ganho e na reconstrução da massa muscular;
  • Melhoria no desempenho durante os treinos.

Qual a melhor maneira de tomar o suplemento hipercalórico?

Normalmente comercializado na forma de pó e consumido junto com água, suco, shakes ou vitaminas de frutas, o suplemento hipercalórico pode ser ingerido antes e depois do treino de musculação.

Não existe um consenso entre os profissionais sobre o melhor momento para consumo. Entretanto, a recomendação é de que ele seja consumido com algum alimento que não tenha alto valor nutricional ou que é incapaz de oferecer o suporte necessário para os treinos do dia a dia.

Para quem o hipercalórico é indicado?

O suplemente hipercalórico é indicado para pessoas que acabaram de entrar em uma academia e procuram aumentar o seu peso. Eles também podem auxiliar atletas que praticam atividades de longa duração ou que são intensivas. Nesses casos, ele atua como um potente energizante.

Se o seu tipo físico pode ser classificado como ectomorfo (caracterizado pelo baixo peso e por dificuldades de ganhar massa muscular), não deixe de tentar um suplemento hipercalórico.

O hipercalórico auxilia pessoas com um metabolismo muito rápido e que realizam a queima de calorias com mais intensidade. Dessa forma, mesmo que o seu corpo “não colabore” com a busca pelos músculos dos sonhos, o suplemento hipercalórico dará o suporte necessário.

Quais as contraindicações e efeitos colaterais dos suplementos hipercalóricos?

É sempre importante lembrar que, assim como outros suplementos, o uso dos hipercalóricos deve ser feito apenas após a consulta a um nutricionista. Ele saberá indicar qual a quantidade ideal de calorias que o seu corpo precisa de acordo com a sua rotina de treinos.

Como cada fabricante tem uma quantidade própria de calorias, ingerir uma quantidade incorreta irá prejudicar os seus resultados.

Além disso, algumas pessoas podem não precisar de um suplemento hipercalórico. Pessoas saudáveis, com um metabolismo equilibrado e alta resistência às vezes precisam apenas de uma dieta balanceada.

Já aquelas com problemas hepáticos ou renais devem tomar cuidado. A grande quantidade de proteínas presente na fórmula desses produtos pode prejudicar ou sobrecarregar órgãos como rins e fígado.

Quando consumidos em excesso, os carboidratos podem piorar a saúde do corpo humano. Inicialmente, o consumo exagerado desses produtos pode aumentar a quantidade de insulina no nosso corpo.

Além disso, os carboidratos em excesso podem causar o chamado “efeito rebote” e hipoglicemia. Em casos menos extremos, o consumo incorreto dos hipercalóricos pode causar náuseas, vômitos e até diarreia.

Portanto, saber como consumir e quais os riscos a serem prevenidos permite que o atleta possa efetuar a sua rotina de treinos sem medo de enfrentar algum problema ou imprevisto.

Whey protein: a melhor maneira para aumentar os músculos

O whey protein é um suplemento que pode ser utilizado por qualquer pessoa que procura melhorar a performance durante os treinos, diminuir a gordura corporal e ter uma vida mais saudável.

O produto é obtido através de uma das duas proteínas encontradas no leite da vaca. Sabe aquele líquido meio transparente que às vezes encontramos no topo de uma embalagem de iogurte? Sim, aquilo é whey.

Não da mesma forma que encontramos nos potes de whey protein disponíveis no mercado, mas algo bem próximo daquilo.

O whey é extraído direto do leite da vaca. Uma vez isolado, ele será filtrado para separar a gordura e os carboidratos. O que resta é a proteína preferida da maioria dos atletas. Quanto mais filtrado, mais pura será o suplemento (e maior o seu valor).

Os diferentes tipos de whey

Basicamente, existem três tipos de whey. Cada um deles é baseado na sua pureza e a maneira como são processados e filtrados. Do menos processado ao mais processado, os três tipos de whey são:

Whey protein concentrado

Esse tipo de suplemento possui o mínimo de processamento. Em função disso, ele normalmente é o mais barato entre os três tipos.

O processo de filtragem, conhecido como micro e ultrafiltragem, possui um grau de pureza que varia entre 70% e 80%.

Esse processo retém uma série de partículas que atuam no corpo como antioxidantes e melhoram a capacidade imunológica do corpo humano.

Whey protein isolado

Feito por meio de longos processos de filtragem e métodos especiais de processamento que geram uma pureza de até 95%.

Essa é uma boa escolha para pessoas que não querem ganhar gorduras graças ao seu baixo teor de carboidratos e açúcares. O isolado também é perfeito para ingestão após o treino, já que a sua digestão é feita rapidamente.

Whey protein hidrolisado

Essa é a versão mais processada entre os três tipos de whey, logo, a mais cara. A sua produção é feita a partir de um processo de hidrólise onde as cadeias de proteínas são quebradas em pequenos fragmentos.

Basicamente, a hidrólise faz uma “pré-digestão” da proteína, o que torna a sua absorção pelo corpo humano muito mais simples.

Como as cadeias já estão previamente quebradas e processadas, a sua digestão é feita com muito mais rapidez, o que torna o hidrolisado ideal para ser utilizada durante os treinos.

Normalmente, os fabricantes de whey protein costumam disponibilizar no mercado produtos que combinam os três tipos. Assim, atletas podem obter os benefícios gerados por cada um dos processos de criação da proteína.

Então, não se esqueça de verificar as características do whey que você pretende comprar para garantir que ele atenderá às suas necessidades.

As principais vantagens do whey protein

Independentemente do tipo de whey que você preferir, ou da maneira como ele é ingerido (puro, com leite ou alguma vitamina), esse pode ser considerado o rei dos suplementos à base de proteína.

O whey pode auxiliar pessoas a estimular melhor os seus músculos durante exercícios de musculação como nenhum outro produto. Assim, é possível ganhar rapidamente músculos maiores e mais fortes rapidamente.

Whey é o alimento à base de proteína que o homem pode comprar que mais rápido é absorvido pelo corpo humano. Uma vez que ele passa pela sua garganta, os aminoácidos que “seguram” as proteínas se quebram rapidamente e passam a circular dentro do seu sangue.

Em alguns minutos, o sangue os leva para o tecido muscular, onde os aminoácidos potencializarão a síntese proteica.

O uso de um shake à base de whey protein pode aumentar a velocidade de sintetização de proteínas em até 70%. Quando comparado com outros tipos de suplementos à base de proteína, o ganho é mais de duas vezes maior!

Ao atuar como um combustível especial que dá mais potência para os carros, o whey protein também melhora o fluxo sanguíneo nos músculos humanos. Diversos especialistas apontam o aumento do fluxo como uma maneira de entregar mais nutrientes, amino ácidos, glicose e oxigênio.

Juntos, esses nutrientes auxiliarão no crescimento da massa muscular e na recuperação do corpo após um treino.

Se tudo isso ainda não foi o bastante para você correr para a nossa loja virtual e providenciar a compra de um pote de whey, leia isso: o consumo de whey antes e após os treinos por 14 semanas pode aumentar o crescimento da massa muscular em até 25% quando comparado com suplementos à base de carboidratos.

Como consumir whey protein

Existem dois momentos cruciais para qualquer pessoa consumir whey: antes e após o treino.

Normalmente, a ingestão é recomendada entre 15 minutos e 30 minutos antes e após o início dos exercícios. A taxa pode variar para mais ou para menos conforme o tempo que o seu corpo irá gastar para digerir o produto.

Garantir que o seu corpo tenha um fluxo constante de aminoácidos antes, durante e após uma atividade de alta resistência proporciona o máximo de ganho de massa muscular.

Antes de iniciar algum exercício, procure tomar algo em torno de 10 gramas a 20 gramas de whey. Essa dose irá aumentar a resistência e diminuir o gastos dos músculos.

Uma vez que os exercícios acabam, basta ingerir entre 20 gramas e 40 gramas de whey para melhorar a recuperação muscular e a síntese proteica.

O consumo do suplemento também é recomendado antes de dormir e entre refeições. Assim, ele funciona como um “lanche” para melhorar a perda de gordura e aumentar a recuperação e crescimento dos músculos.

Suplemento hipercalórico e whey protein: auxiliando pessoas a terem o corpo perfeito

Um estudo realizado com jovens entre 15 e 25 anos em São Paulo apontou que mais de 81% dos frequentadores de academias consumiam suplementos hipercalóricos. A maioria dos consumidores, que é do sexo masculino, ganhava mais massa magra do que gordura após a musculação.

Como o carboidrato é utilizado em grande quantidade na fabricação desses produtos, ele passa a funcionar como uma fonte de energia durante os treinos. Uma espécie de “gasolina aditivada” para os atletas que buscam aumentar o tempo de treino e conseguir mais hipertrofia muscular.

Quando o peso ideal é atingido, a recomendação da maioria dos especialistas é de que o suplemento hipercalórico seja substituído pela whey protein e a dextrose.

Elas serão mais adequadas para auxiliar o atleta a ganhar a sonhada musculatura bem definida. O consumo de um shake de proteína antes e após um bom treino de musculação acelera o ganho muscular de qualquer pessoa.

Para a maioria dos atletas, o uso dos hipercalóricos no período de bulking e a utilização do whey protein no período de cutting permitirá bons resultados e rápidos ganhos de massa muscular.

Independentemente do seu tipo de treinamento, a melhor forma de complementar a dieta alimentar é por meio do auxílio de um nutricionista.

Além disso, a disciplina sempre será a sua maior aliada, hein? Os treinamentos constantes, a busca por uma dieta alimentar rígida, a não ingestão de esteroides e o acompanhamento de profissionais qualificados são cuidados indispensáveis para que você consiga atingir os seus objetivos.

E você, gostou das dicas para saber quando é a hora certa de ingerir suplemento hipercalórico ou whey protein? Também quer compartilhar alguma dica com a galera? Deixe o seu comentário!

Guia de suplementos: hipercalórico ou whey protein?

 

 

Comentários