Gorduras boas: 7 benefícios para quem quer ficar gigante

Você sabia que as gorduras boas podem ser uma importante ferramenta para ter o corpo trincado? Veja como este nutriente pode fazer isso

ronnie colemanComo diria o mito do fisiculturismo Ronnie Coleman (foto), “você precisa comer como um monstro para se parecer um”.

Isso não significa que é preciso exagerar na quantidade, ser o rei da comida a quilo ou se entupir de fast food.

Mas não pense que só treinar pesado, sem fazer uma dieta adequada, vai te dar o corpo que você quer.
O ganho de massa muscular, o fortalecimento corporal, a hipertrofia, a definição muscular e a queima de gordura dependem diretamente do que você coloca no prato.

A alimentação também é responsável pelo seu desempenho nos exercícios físicos, ou seja, comer bem interfere na performance e nos resultados.

Quando se trata de alimentação saudável, há quem diga que as gorduras são vilãs. Mas, será mesmo?

Existem gorduras e gorduras. Claro que as gorduras prejudiciais, como o óleo das frituras e a gordura trans dos alimentos industrializados devem ser evitadas.

No entanto, gorduras do bem podem (e devem) fazer parte do seu cardápio – obviamente, com equilíbrio e moderação.

Quer descobrir ótimas razões para manter as gorduras boas na sua rotina alimentar?

Então continue lendo o nosso artigo e veja motivos para não tirar as gorduras completamente da dieta!

1- As gorduras são macronutrientes essenciais

As gorduras são tão importantes para a saúde e boa forma quanto os carboidratos e proteínas, afinal, elas estão dentre os macronutrientes essenciais para o bom funcionamento metabólico.

A proporção de macronutrientes na dieta pode variar de pessoa para pessoa.

De modo geral, uma boa medida é dedicar aproximadamente 15% da alimentação às proteínas, 60% aos carboidratos e 25% ao consumo de gorduras boas.

2- Gorduras do bem ajudam na hipertrofia muscular

comida

15% a 30% da alimentação pode ser destinada a gorduras boas, afinal, elas ajudam — e muito — na hipertrofia muscular.

É praticamente impossível conseguir um aumento e fortalecimento muscular sem a presença de gordura na dieta.

A ausência de gordura aumenta o nível de cortisol e diminui o nível de testosterona, o que dificulta a hipertrofia.

3- As gorduras boas protegem o coração

Dentre os benefícios da ingestão de gorduras boas está a capacidade delas diminuírem o colesterol ruim e  aumentarem o nível de HDL, também conhecido como colesterol bom.

Com isso, as gorduras do bem previnem não só os problemas metabólicos, como também doenças cardíacas.

Algumas delas até controlam os batimentos do coração, evitando arritmias.

4- Esse tipo de gordura não se deposita no abdômen

abdomen

Outro motivo para não tirar as gorduras boas da dieta é o fato de esse tipo de gordura não se depositar na região abdominal.

Essa gordura é ideal para quem deseja perder ou definir a barriga, já que, se consumida com moderação, ela não atrapalha a dieta.

5- As gorduras boas fazem bem para a circulação sanguínea

As gorduras boas auxiliam na regulação da coagulação do sangue, assim como, controlam a insulina e os triglicerídeos sanguíneos.

Algumas gorduras boas ainda diminuem a pressão arterial, prevenindo uma série de doenças. Vale muito a pena incluir as gorduras do bem na dieta!

6- Gorduras do bem participam da formação hormonal

tomando suplemento

As gorduras boas atuam como base para a formação de vários hormônios, inclusive, os hormônios sexuais.

Fica evidente, então, que elas são fundamentais para o bem-estar, saúde e bom funcionamento do organismo.

Sem essas gorduras, o corpo tem um déficit nutricional, pois sente dificuldade para absorver vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), que só se dissolvem na gordura.

Além disso, os músculos não ficam devidamente abastecidos de energia, a saciedade plena não ocorre, o sistema imunológico enfraquece e a elasticidade da pele fica comprometida.

7- Gorduras boas estão presentes em alimentos nutritivos

gorduras boas

Outra boa razão para manter gorduras do bem no cardápio é o fato de que essa categoria de macronutrientes está presente em alimentos altamente nutritivos, saudáveis e anabólicos. Veja a lista:

Salmão

Rico em proteínas e ômega 3, uma gordura mega saudável, esse peixe reduz inflamações, controla o cortisol, combate o armazenamento de gordura corporal e prepara os músculos para o ganho de massa.

Ovos

Os ovos são alimentos proteicos e gordurosos. O ovo inteiro, com clara e gema,  é um alimento completo contendo gorduras boas e proteínas que auxiliam efetivamente no anabolismo.

Azeite de oliva

O azeite conta com o ácido graxo monoinsaturado. Essa gordura possui a propriedade de inibir a produção das lipoproteínas de baixa ou muito baixa densidade (VLDL e LDL) e estimula o fígado a produzir mais lipoproteínas de alta densidade (HDL), considerado o colesterol bom.

O azeite de oliva é ótimo para a hipertrofia, ajuda a combater as inflamações do corpo e acelera a recuperação muscular.

Oleaginosas

As oleaginosas, como as nozes, castanhas, amêndoas e pistache também contribuem na manutenção da saúde e boa forma. Fonte de gorduras boas, magnésio, vitamina E, vitamina A e Zinco, elas ajudam na imunidade, emagrecimento e hipertrofia.

Abacate

Embora o abacate seja uma fruta com elevado teor de gordura, as gorduras presentes nele são insaturadas, portanto, do bem. Ele também conta com fibras, sais minerais e vitaminas importantes. Além disso, quando consumido antes de dormir, auxilia na liberação de hormônios anabólicos.

Óleo de coco

O óleo de coco é uma excelente fonte de lipídios. Ele é um alimento funcional para praticantes de musculação, tem ação termogênica e capacidade para acelerar o metabolismo.

Viu que, para ficar grande, não basta malhar ou comer demais? É preciso comer certo, ingerir uma quantidade adequada de calorias e não abrir mão de nenhum macronutriente.

É preciso comer carboidratos, proteínas e gorduras todos os dias, sempre na quantidade apropriada para haver o ganho de massa magra e favorecer o aumento e fortalecimento muscular.

As gorduras boas influenciam bastante na liberação dos hormônios anabólicos, o que querendo ou não, contribui na hipertrofia muscular.

Se você gostou desse artigo, não deixe de clicar aqui para ler outro texto interessante sobre as gorduras.

Comentários

 

Comments are closed.