gordura

5 razões que provam que a gordura é essencial para quem treina

Já está na hora de parar de tratar as gorduras (pelo menos as boas) como vilões de um corpo trincado, porque isso é pura bobagem!

Já passou da hora de demonizar a gordura. Pare de acreditar em qualquer pessoa que fala que você deve cortar totalmente o consumo desse macronutriente para perder peso ou ganhar músculos. Simplesmente porque isso não é real.

E tem outra: dar exemplos de estrelas do bodybuilding que não comem nenhum tipo de gordura também não serve para nada. Esses caras são profissionais, e uma pessoa “normal” dificilmente vai ter uma rotina de treino, alimentação e dedicação tão intensa.

Se você é uma pessoa “normal”, em busca de um shape insano mas sem se dedicar exclusivamente à isso durante o dia todo, todos os dias, fique sabendo que as gorduras podem te ajudar. Principalmente na perda de gordura (cutting), mas também para desenvolver massa muscular.

Aqui embaixo estão alguns motivos para isso – todos baseados no consumo de gorduras insaturadas, as famosas gorduras boas, claro.

5 razões que provam que a gordura é essencial para quem treina

1- Queima de gordura

gordura-1

Ao contrário do que muitos pensam a dieta pobre em gordura pode diminuir a oxidação de gordura do tecido adiposo. Ou seja, para queimar gordura você precisa… comer gordura!

A gordura da dieta ajuda a quebrar a gordura depositada no nosso organismos, pois ativa vias metabólicas responsáveis pela oxidação deste macronutriente.

Estudos já mostraram que sem a gordura da dieta, a gordura subcutânea – aquela que fica ao redor da barriga e coxa, por exemplo – não consegue ser queimada com eficiência.

2- Diminui a sensação de fome

gordura-2

Dietas com baixa ingestão calórica costumam falhar porque quem tenta colocá-las em prática passa tanta fome que, cedo ou tarde, acabam cedendo a tentação e perdendo totalmente o controle.

Além disso, a gordura, assim como a proteína, tem digestão lenta, e quando ingeridas fazem você se sentir saciado por mais tempo – e, com menos fome, vai comer menos.

LEIA MAIS: 5 dicas para fazer os carboidratos ajudarem no ganho de músculos

3- Favorece a síntese proteica

gordura-3

Estudos comprovam que a suplementação de Ácidos Graxos Polinsaturados auxilia na resposta da insulina que, por sua vez, ajuda na entrada de aminoácidos nos músculos, aumentando a concentração de proteína no músculo, favorecendo a síntese proteica.

O Ômega-3, por exemplo, ajuda na síntese proteica e na recuperação muscular – porque você acha que tanto bodybuilder toma seu Óleo de Peixe todos os dias?

4- Absorção de vitaminas

gordura-4

Apesar da relação indireta, as vitaminas têm seu papel na perda de peso e no desenvolvimento de massa muscular – por exemplo, a deficiência de algumas vitaminas pode causar fadiga muscular, cansaço e outros problemas que afetarão seu desempenho.

O ponto é que as vitaminas A, D, E e K são solúveis em gordura, o que significa que o corpo não vai conseguir absorvê-las se você não consumir nada de gordura.

Essas quatro vitaminas são essenciais para o bom funcionamento do seu organismo, sua saúde e o seu desempenho na academia.

5- Fonte de energia

gordura-5b

As gorduras contribuem para o fornecimento de energia durante exercícios de intensidade leve ou moderada e de longa duração e, quanto mais treinado o indivíduo, maior é a capacidade de queima de gordura.

Estudos demonstram benefícios dos lipídios (gorduras) na atividade física. Alguns sugerem efeitos positivo de dietas relativamente altas em gorduras no desempenho atlético e até a suplementação de lipídios de cadeia média e longa, poucas horas antes ou durante o exercício.

Escolher alimentos contendo triglicerídeos de cadeia média (TCM) pode ser uma boa opção para atletas de provas de resistência que apresentam grande gasto energético – óleo de coco, por exemplo.

Os TCM, assim como os carboidratos, são rapidamente absorvidos e transportados pelo organismo. A diferença é que o TCM fornece mais energia (9 kcal/g) do que o carboidrato (4 kcal/g).

Ou seja, a gordura pode ser uma ótima fonte de energia para o seu treino.

Isso significa que você pode se entupir de junkie food, almoçar pizza todos os dias, jantar x-bacon, dormir abraçado com um pote de nutella? ÓBVIO QUE NÃO. A ideia é consumir gorduras boas – do zeite, do abacate, da carne vermelha, etc.

Você não precisa (e não deve) cortar as gorduras boas do seu cardápio. Esse macronutriente é importante e, nas quantidades certas, vai acelerar o emagrecimento e o desenvolvimento muscular.

Para não perder a mão e fazer as coisas direito, fale com um nutricionista. É ele que vai deixar sua alimentação no jeito para crescer – e sem tirar nenhum nutriente de vista!

Comentários