glutamina

Glutamina: o que a ciência diz sobre o uso desse suplemento

A glutamina é um dos suplementos mais conhecidos e utilizados no meio fitness. Saiba tudo sobre esse tipo de produto e como ele pode te ajudar!

É comum para muitos atletas e praticantes assíduos de academia, que geralmente treinam pesado, fazer o uso de suplementos de glutamina.

Mas se você nunca usou ou não sabe a importância dela para o seu organismo, é bom começar a se informar.

A Glutamina é uma proteína, que quando em falta, pode prejudicar um pouco seus ganhos nos treinos.

E ninguém quer sair prejudicado quando tá levantando ferro pesado na academia!

Quer saber tudo sobre o assunto? Então fica ligado!

Glutamina: o que a ciência diz sobre o uso desse suplemento

glutamina 2

A Glutamina é o aminoácido livre mais abundante no corpo humano, representando cerca de 20% do total de aminoácidos livres no plasma e mais de 60% dos aminoácidos livres totais no músculo.

Este aminoácido é classificado como condicionalmente essencial, pois em situações de estresse, como: grandes cirurgias, câncer, e esforço físico intenso – que é o caso de quem treina muito –  sua utilização pelo corpo é maior que a produção e liberação do mesmo pelo tecido muscular.

Por isso, nestes casos, sua suplementação é necessária, e é muito utilizada por praticantes de atividade física para melhora da performance e crescimento da massa muscular magra.

A suplementação de Glutamina, de forma geral, auxilia no aumento da síntese proteica (efeito anabólico) e na redução da proteólise (efeito anticatabólico), por ser substrato para gliconeogênese bem como combustível do sistema imunológico, evitando a imunossupressão após a prática de exercícios intensos, e por participar da ressíntese de glicogênio.

Além disso, auxilia na melhora do nível de hidratação do músculo resultando em aumento do volume celular.

Entenda o que os estudos dizem sobre os principais efeitos da Glutamina para quem treina.

glutamina 3

Sistema imunológico

Algumas células do sistema imune, como linfócitos e macrófagos, utilizam a glutamina como combustível para exercer suas funções.

Se houver a falta dela, estas células podem ter sua função comprometida, prejudicando o funcionamento do sistema imunológico e, consequentemente, aumentando o risco à infecções e outros problemas.

Essa redução de glutamina é ainda mais preocupante para atletas, pois as concentrações plasmáticas da própria podem sofrer uma queda após o exercício prolongado.

A suplementação oral de glutamina, portanto, poderia ser benéfica para prevenir a imunossupressão causada pelo exercício, ou seja, aumentar a defesa imunológica de atletas, bem como auxiliar no processo de recuperação.

glutamina 4

Performance física

A glutamina é uma fonte de energia – de nitrogênio e de carbono – para a síntese de moléculas, sendo um precursor de síntese de nucleotídeos como adenosina trifosfato (ATP), molécula que é usada como fonte de combustível pelas fibras musculares para produção de energia.

Ela também fornece carbono para a gliconeogênese – processo que precursores como lactato, piruvato, glicerol e aminoácidos são convertidos em glicose.

Além disso, um estudo realizado em 2010, mostrou que a Glutamina pode proporcionar um benefício ergogênico significativo, visto que ela aumentou o tempo de exaustão durante um estresse de hidratação leve.

Este efeito ergogênico provavelmente foi causado por uma melhor absorção de fluidos e eletrólitos, que melhorou o estado de hidratação.

Outro estudo também evidenciou que esse aminoácido é uma estratégia utilizada em situações onde há intenso catabolismo, tal como em exercícios prolongados e intensos.

glutamina 5

Anabolismo e catabolismo

O anabolismo muscular é caracterizado pelo processo de crescimento e desenvolvimento muscular, já o catabolismo pela quebra e perda de massa muscular. A Glutamina controla estes dois processos.

Ela  atua na síntese de proteína e na construção de tecido muscular por ser um aminoácido, e também auxilia na manutenção de vários tecidos durante estados catabólicos, prevenindo a perda de massa muscular.

Além disso, este estudo publicado em 2007 mostrou que a glutamina ajuda na melhora do nível de hidratação do músculo esquelético, aumentando o volume celular, promovendo a síntese proteica e a recuperação muscular. 

Hydra Glutamina

Dada a relevância da Glutamina para quem treina, é claro que a Iridium Labs também tem esse suplemento em sua linha de produtos: a Hydra Glutamina.

A Hydra – como todos os produtos da Iridium – utiliza as melhores matérias-primas e tem qualidade superior. Não tem conservantes nem açúcar, tem baixo índice calórico e absorção ultra-rápida.

Hydra é a glutamina perfeita para manter tudo aquilo que você construiu na academia, já que tem poderoso efeito anabólico e anti-catabólico.

Se você quiser saber mais sobre a Hydra, a glutamina da Iridium Labs, é só clicar aqui e acessar a nossa loja oficial

Por esses motivos que quem treina pesado deve investir na suplementação de glutamina, e assim obter melhores resultados!

LEIA MAIS: Vitamina C: porque ela é ainda mais importante para quem treina
LEIA MAIS: Citrulina: uma substância capaz de melhorar sua performance atlética

Comentários