treinos de costas dorsais - fraquezas

4 fraquezas que podem comprometer os seus ganhos na academia

Algumas fraquezas podem deixar sua vida muito mais difícil e os resultados muito menores e mais demorados. Veja algumas delas e o que fazer para corrigir

Fraquezas nunca serão boas para o seu desempenho, mas é claro que existem algumas com maior influência nos resultados do que outras.

Na lista aí embaixo, mostraremos algumas fraquezas que podem simplesmente arruinar o seu treino, deixando sua vida muito mais difícil e os resultados muito mais lentos e demorados.

Confira as fraquezas que têm esse poder, veja se você possui algumas delas e, se for o caso, converse o quanto antes com seu professor para tentar corrigir o problema o mais rapidamente possível. 

Se liga:

4 fraquezas que podem comprometer os seus ganhos na academia

1- Pegada

fortalecer a pegada antebraço

Uma boa pegada é essencial em qualquer exercício que você precise segurar pesos – seja com halteres, barras, máquinas ou até o peso do seu próprio corpo (por exemplo na barra fixa).

Para levantar cargas elevadas e para conseguir uma execução de movimento impecável, você precisa de uma pegada forte. A firmeza da pegada “avisa” o corpo a estimular o maior recrutamento motor, o que permite treinos mais intensos.

Sem uma boa pegada, como você vai levantar um peso que você mal consegue segurar?

Como corrigir: a gente já deu várias dicas neste outro post. Não deixe de ler, mas, se quiser um resumo, duas das melhores opções são fazer Farmer’s Walk e utilizar algo que deixe a barra mais grossa (e difícil de segurar).

2- Costas

pesos livres ou aparelhos costas

Se você não tiver a parte superior das costas bem desenvolvida, não vai conseguir fazer um bom levantamento terra, supino, barra e muitos outros.

Além disso, a parte superior das costas fraca promove o mau posicionamento dos ombros durante o exercício, o que fatalmente vai aumentar muito o risco de você lesionar a lombar.

A lombar, aliás, também precisa de atenção. Lombar fraca é praticamente a garantia de lesões sérias – e a incapacidade de desempenhar bem no terra, nas remadas e muito mais.

Como corrigir: para trabalhar a lombar, exercícios para o core são uma boa opção – os isométricos como a prancha são uma boa pedida. Já para a parte superior das costas, a oferta de exercícios é grande – veja alguns aqui e converse com seu professor para focar parte do treino nessa região do seu corpo.

3- Glúteos

gluteos - avanço afundo

Os glúteos são fundamentais em exercícios de explosão e potência e em praticamente todos os movimentos de membros inferiores.

Sem a capacidade de ativar esses músculos, ou se eles forem fracos, você não vai conseguir a melhor performance em diversos exercícios – o mais importante é o agachamento.

Como corrigir: neste post e também neste outro aqui você encontra várias dicas para trabalhar os glúteos e corrigir essa fraqueza. Não seja preconceituoso (ou ignorante): homem também tem que treinar glúteos.

4- Core

burpee

O core se refere ao tronco mas, na tradução literal, significa “núcleo”. E é exatamente isso: ele é o ponto central de praticamente todos os movimentos que você faz na academia.

Se você tem um core fraco, vai ser praticamente impossível obter a melhor performance no treino – e, consequentemente, também será impossível ter os melhores resultados.

O core permite que você desenvolva e envie sua força ao longo de todo o corpo, e sem isso você nunca vai conseguir levantar cargas elevadas – ou, pelo menos, não vai conseguir fazer isso sem machucar a coluna.

Como corrigir: prancha e suas variações são essenciais. Roda abdominal também é uma boa. Swing com kettlebell, burpees (foto), e variações de flexão são ótimas opções.

E aí, você tem alguma dessas fraquezas? Se a resposta for sim, comece a corrigir o problema o mais rapidamente possível. E você vai ver a diferença nos seus ganhos!

LEIA MAIS: 3 desafios para detectar fraquezas que podem comprometer seu treino

Comentários