5 dicas combater dores pós-treino

5 formas realmente efetivas de combater as dores pós-treino

Dá para diminuir e até evitar as dores pós-treino com medidas simples que vão te deixar em condições muito melhores até a próxima sessão.

Sabe aquelas dores depois de um treino novo, que você mal consegue segurar uma caneta ou levantar o braço pra trocar a camiseta? Então… você poderia não saber.

Porque apesar de muitas vezes as dores indicarem um bom treino, mesmo nesses casos você poderia passar sem elas – o que, convenhamos, não tem muito porque negar.

Existem algumas medidas para você tomar antes e depois do treino que podem reduzir as dores musculares pós-treino.

E isso não é bom só porque vai diminuir seu sofrimento, mas porque vai te deixar em melhores condições para a próxima sessão na academia, além de te manter mais motivado e disposto física e mentalmente.

Quer saber como diminuir as dores musculares pós-treino? Então acompanhe essas dicas:

5 formas realmente efetivas de combater as dores pós-treino

1- Tomar café

Um cafezinho antes do treino faz mais do que dar aquela acordada que todo mundo precisa de manhã.

Segundo um estudo de 2007 da Universidade da Georgia (EUA), um cafezinho antes do treino pode reduzir as dores e a fadiga musculares pela metade.

Os suplementos à base de cafeína também são uma boa opção, porque aumentam a resistência e oferecem vários outros benefícios.

Mas, independentemente de consumir esse tipo de produto, tome pelo menos uma xícara de café antes de sair para o treino, que quando você sair da academia, sua vida será melhor.

2- Bolsa de gelo

Um banho quente pode ser reconfortante, mas são as baixas temperaturas que promovem os maiores benefícios pós-treino.

Segundo o médico Dr. Joseph Bosco, da Associação de Cirurgiões Ortopedistas dos EUA, “um banho quente promove relaxamento e algum alívio de dores musculares, mas a bolsa de gelo previne o aumento das lesões musculares e acelera a cura”.

A recomendação do médico é aplicar uma bolsa com gelo picado, enrolada numa toalha, sobre os músculos doloridos.

3- Arnica

E você achando que as dicas da sua avó não serviam pra nada. A arnica é uma planta poderosa!

De acordo com um estudo publicado no Rheumatology International comprova que a arnica é tão poderosa quanto o ibuprofeno no alívio das dores.

A planta pode ser aplicada à pele em forma de pomada ou gel (à venda em farmácias e lojas de produtos naturais) e é uma ótima forma de combater dores e inchaços musculares.

VEJA MAIS: [VÍDEO] ‘Sem dor, sem ganho’: mito ou realidade? Descubra!
LEIA MAIS: 6 erros a serem evitados para um supino perfeito

4- Massagem

Massagens que atuam nos tecidos mais profundos são eficientes porque aumentam o fluxo sanguíneo nos músculos e aceleram a retirada de substâncias inflamatórias que causam a sensação de dor.

Um estudo publicado no jornal Science Translational Medicine comprovam os efeitos positivos da massagem neste objetivo.

Várias técnicas de massagem servem a esta finalidade. O ideal é procurar um profissional capacitado e, inclusive, perguntar se a sua técnica é eficiente para combater dores, já que existem massagens focadas em relaxamento e outros objetivos.

5- Suco de cereja

A última dica é mais complicada para os brasileiros, já que não é fácil encontrar essa frutinha nos mercados. Mas é bom ter a informação, já que no final de ano é possível (e relativamente barato) comprar cerejas com facilidade.

Segundo um estudo publicado no Jornal de Medicina e Ciência do Esporte da Escandinávia em 2010, tomar suco de cereja no pós-treino é uma forma eficiente de evitar as dores musculares.

Substâncias antioxidantes presentes na fruta ajudam a reduzir processos inflamatórios do organismo. A cereja também é conhecida por aumentar a melatonina, substância que pode melhorar o seu sono – e que já falamos neste outro post.

LEIA MAIS: Progressive overload: a melhor forma para manter o treino desafiador
LEIA MAIS: O que são dores musculares tardias (DOMS) e porque evitá-las em excesso

via Men’s Fitness

Comentários