mulher treino cansada deficiência ferro

Como o Ferro pode aumentar a performance das mulheres no treino

O Ferro é um mineral essencial à saúde, mas é ainda mais importante para as mulheres que treinam. Saiba tudo sobre o assunto!

A quantidade de suplementos fitness disponíveis no mercado é imensa, e muitos podem realmente ajudar quem treina. Só que essa quantidade enorme de produtos faz muita gente esquecer de alguns ingredientes básicos, que também têm poder de maximizar os resultados no treino. É o caso do Ferro.

Esse nutriente é essencial para todo e qualquer ser humano, mas estudos recentes mostram ainda mais benefícios para as mulheres, em especial àquelas que praticam atividades físicas regularmente.

Um estudo publicado no The Journal of Nutrition em 2014 mostrou os benefícios da suplementação de Ferro na performance física de mulheres de idade fértil.

O estudo diz que a suplementação com Ferro melhorou o desempenho do exercício máximo pelo aumento do consumo máximo de oxigênio (VO2 máx.) e o desempenho submáximo do exercício, demonstrado por uma menor freqüência cardíaca.

A deficiência deste mineral é muito comum em mulheres com idade fértil, por isso a suplementação para este grupo de pessoas pode ser muito importante.

A recomendação de consumo de Ferro para mulheres de 19 à 50 anos de idade é de 18 mg por dia. Só para você ter uma ideia de como este mineral é importante para a saúde feminina, a recomendação para homens é bem menor – 8 mg.

O estudo justifica o cuidado com a prevenção e tratamento da deficiência do mineral em mulheres, principalmente aquelas que querem melhorar o desempenho físico.

E não só elas, claro: o Ferro é um mineral essencial para a saúde e possui várias outras funções no organismo.

LEIA MAIS: 5 razões para colocar a beterraba no seu cardápio o quanto antes! 
LEIA MAIS: 7 dicas de alimentação para quem está começando a treinar 
LEIA MAIS: dicas e acessórios para você fazer grelhados perfeitos e bombar sua dieta

Por que o Ferro melhora a performance?

Uma das funções deste mineral é a formação dos glóbulos vermelhos, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio e nutrientes através da corrente sanguínea. Se há uma deficiência do mineral, este transporte é limitado, prejudicando a chegada de oxigênio e de nutrientes nas células, piorando o desempenho físico.

Os glóbulos vermelhos também auxiliam na remoção de ácido láctico dos músculos, que em excesso pode provocar cansaço e dores musculares.

O Ferro, portanto, garante o aumento de oxigênio e nutrientes nas células e, consequentemente, melhora do desempenho físico. Também ajuda aumentar disposição e redução da fadiga e cansaço musculares.

Mulheres vegetarianas e veganas devem tomar ainda mais cuidado, pois apesar do Ferro estar presente em fontes vegetais, o mineral nestes alimentos é o “ferro não-heme”, cuja absorção pelo organismo é menor do que o ferro-heme, encontrado em fontes animais.

Isso não significa que todas as mulheres vegetarianas ou veganas tenham deficiência do mineral, mas essas devem manter um controle mais rigoroso e manter uma dieta bem planejada e balanceada.

Uma boa dica para aumentar a absorção de Ferro e evitar a deficiência do mineral é consumi-lo com a vitamina C, pois a mesma favorece a absorção do mineral.

Entre as fontes animais, a maior quantidade de Ferro é encontrada nas carnes vermelhas, no frango e no fígado de boi. Já entre os vegetais, as melhores opções são o coentro, as leguminosas como grão-de-bico, lentilha, ervilha e feijão, os vegetais verde-escuros como brócolis, espinafre e couve e a beterraba.

Importante lembrar que, ao contrário da vitamina C, o Cálcio prejudica a absorção do Ferro. Portanto, pessoas com deficiência deste mineral devem evitar consumir o mineral junto com o Cálcio. Por exemplo, comer um bife à Parmegiana não é uma boa opção.

E aí, você já verificou o nível de Ferro no sangue e uma eventual necessidade de suplementar? Esse mineral pode melhorar seu desempenho no treino e, você sabe, isso pode maximizar seus resultados!

Comentários