mergulho no banco - treino braços peso corporal funcionais

4 exercícios de peso corporal para deixar seu braço gigante

Não é só com barras, halteres, anilhas e máquinas que se constrói um braço de responsa. Conheça 5 exercícios de peso corporal para chegar lá!

Se você acha que só dá para trabalhar os braços decentemente em exercícios com barra, halteres ou aparelhos, está redondamente enganado. Exercícios funcionais de peso corporal podem te ajudar muito a conquistar um braço de respeito.

Você pode até priorizar os exercícios com sobrecarga, seja com peso livre ou máquina, isolado ou multiarticular, mas colocar exercícios funcionais de peso corporal podem ser o empurrãozinho que faltava para seus braços crescerem de verdade.

Isso é útil porque variar o estímulo é parte essencial do processo de desenvolvimento muscular, mas também porque esses exercícios vão ativar os músculos do seu braço de ângulo diferentes, o que vai acelerar seus ganhos.

Além disso, são exercícios eficientes e desafiadores, que vão ajudar a tirar seu treino da mesmice e a te deixar motivado, e dá para fazer em qualquer lugar, não só numa academia.

Quer conhecer alguns exercícios funcionais de peso corporal para trincar os braços? Então se liga:

4 exercícios de peso corporal para deixar seu braço gigante

1- Mergulho

mergulho

Tem como benefício trabalhar principalmente ombros, peitoral e tríceps. Esse exercício é tão importante para a parte superior do corpo, como agachamento é para a parte inferior. Ok, talvez não seja para tanto. Mas é importante. 

O mergulho também é considerado por muitos como o exercício mais efetivo para tríceps que existe. As barras paralelas trabalham todas as cabeças dos tríceps juntas, o que é difícil de acontecer em outros exercícios. Por isso é um movimento completo e essencial em qualquer treino de braços decente.

Para executá-lo, basta apoiar-se sobre barras paralelas e descer o peso do corpo até o máximo que conseguir. Depois, subir tomando cuidado para não travar os cotovelos. Para focar mais no tríceps e menos no peitoral, mantenha o tronco reto durante o movimento.

2- Flexões

juliano cavalcante - flexão

A flexão é um dos exercícios de peso corporal mais completos e importantes. Ela trabalha diversos grupos musculares importantes – como o peitoral – mas também promove grande ativação de tríceps e ombros – essenciais para desenvolver braços de respeito.

Se o foco são os braços, é importante priorizar a flexão fechada, pois a aberta mudará a ênfase para o peitoral. 

Também é importante usar as variações da flexão tradicional, para que o exercício seja sempre desafiador e variado – mudar a posição dos pés e das pernas é uma boa opção.

3- Tríceps Banco (Mergulho no Banco)

mergulho no banco

Um dos mais antigos exercícios da musculação, o mergulho no banco, também chamado  tríceps banco, é outro exercício de peso corporal que pode salvar seus braços.

E você não precisa de um banco de academia para fazer esse exercício – até no banco da praça dá para fazer. Ele também pode ficar ainda mais desafiador se você apoiar os pés em um ponto elevado (como na foto) ou simplesmente tirar um dos pés do chão.

Um ponto importante é que este exercício exige bastante dos ombros, devendo ser evitados por quem tem histórico de lesões nesta articulação. Além disso, é um movimento mais complexo e, assim, deve ser feito sob supervisão de um especialista – especialmente se você for um atleta iniciante.

4- Barra fixa

barra

A barra é um exercício fantástico para os membros superiores, em especial as costas e os braços. Para que a ênfase seja maior no bíceps e no tríceps, é importante prestar atenção na pegada.

O ideal é fazer a barra com pegada supinada (palma das mãos virada para você) e as mãos alinhadas aos ombros. A barra também possui diversas variações que podem ser úteis para maximizar os ganhos de braços – a gente já deu alguns ótimos exemplos neste outro post.

Mesmo que você já pratique alguns desses exercícios, ou pelo menos a maioria, é sempre bom relembrar a importância deles na construção de músculos maiores e mais fortes, não é?!

Comentários