sprint resistido velocidade aceleração

3 exercícios de explosão para aumentar sua capacidade de aceleração

A capacidade de aceleração é uma característica que faz bem à qualquer atleta. Veja como melhorar a sua com três exercícios para o seu treino!

No mundo dos esportes, aceleração e velocidade são duas características que podem diferenciar atletas de elite dos “meros mortais”.

E não importa se você treina apenas para ter um corpo bonito, e não para ser um atleta de elite: ser veloz vai te beneficiar.

É claro que nem sempre a velocidade deve ser um objetivo no treino. Bodybuilders e strongman dependem muito menos dessa característica do que um jogador de futebol.

Para ser veloz, é preciso ter explosão – não é por acaso que a maior velocidade de um corredor de 100m rasos é atingida nos primeiros 30m da prova.

O mais interessante é que, ao mesmo tempo que a explosão aumenta a aceleração e a possibilidade de uma velocidade máxima mais alta, ela também permite pernas realmente grandes, fortes e trincadas.

Então, mesmo que você não tenha como objetivo ser um atleta de elite, e mesmo que velocidade não seja preponderante nos esportes que você pratica, dar atenção à isso só vai te oferecer benefícios.

Talvez você não lembre das aulas de física no colégio, mas o fato é que lá você deve (ou deveria) ter aprendido que “potência = força X velocidade”.

Portanto, se você melhorar qualquer uma dessas valências físicas, estará melhorando a sua potência. Mas, é claro, o melhor é trabalhar as duas juntas. Por isso, realize os exercícios sugeridos o mais forte e o mais rápido possível!

Aqui, nós preparamos uma lista de 3 exercícios de explosão que vão fazer sua aceleração ser maior do que nunca. Se liga:

3 exercícios de explosão para aumentar sua capacidade de aceleração

1- Sprints resistidos

Os sprints resistidos são uma forma eficiente de melhorar a postura corporal na corrida e também de obrigar a geração de maior força horizontal, o que promove ganhos de aceleração significativos.

Esse exercício também é uma ótima ferramenta para aumentar a força dos membros inferiores sem a necessidade de usar cargas muito elevadas.

Um estudo recente mostrou que atletas que fazem sprints resistidos com 80% do peso corporal de carga melhoraram muito mais a aceleração do que aqueles que não usaram carga de resistência.

2- Levantamento terra na barra hexagonal com elásticos

Fazer deadlifts com elásticos aumentando significativamente a dificuldade deste exercício, que já é conhecido como um dos mais eficientes e completos que você pode fazer na academia.

A resistência promovida pelos elásticos na fase excêntrica, ou seja a descida do movimento, faz com que o atleta freie a barra durante todo o movimento de descida, o que gera maior força excêntrica principalmente nos músculos da cadeia posterior da coxa.

Esses músculos são importantíssimos na aceleração e potência e ter um equilíbrio entre eles e os anteriores da coxa é fundamental para evitar lesões.

3- Agachamento com correntes

O uso de correntes nas pontas da barra durante o agachamento é uma forma de deixar o exercício mais complexo e eficiente para o objetivo de melhorar a explosão e aceleração.

Como as correntes ficam apoiadas no chão, elas dificultam mais o exercício quando o atleta está de pé, diminuindo a carga extra conforme você agacha e a corrente vai ficando apoiada no chão.

Isso também é bom porque, em geral, as pessoas têm mais dificuldade quando estão agachadas, e por isso as correntes não vão tornar o exercício impossível.

Além disso, as correntes evitam que a barra desencoste do corpo e obrigam um esforço mais constante, que dure todo o movimento.

A força extra utilizada no agachamento com correntes é outra forma eficiente de aumentar a capacidade de aceleração.

Se você quer melhorar essa característica física e ainda dar um “grau” imenso no seu treino de pernas, converse com seu professor e veja como colocar esses exercícios no seu treino!

via Stack

Comentários