carboidratos

7 sinais de que você pode estar exagerando nos carboidratos

A alta ingestão de carboidratos não só pode te fazer ganhar peso, como também causar alguns sintomas bem chatos. Saiba quais são eles, e como evitá-los!

O consumo excessivo de carboidratos além de poder provocar uma resistência à insulina e o ganho de peso corporal, causa outros sintomas que muitas vezes nem acreditamos estarem ligados à alimentação.

Hoje em dia o consumo excessivo deste nutriente é comum, porque está presente em altas quantidades em quase todos os alimentos industrializados, mesmo aqueles que menos imaginamos.

Por isso, saber identificar o consumo excessivo pode te ajudar a não exagerar no carbo/açúcar.

Veja agora 7 sinais do seu corpo para o excesso do consumo de carbo.

7 sinais que você pode estar exagerando nos carboidratos

1- Canseira

Por ser a principal fonte de energia da dieta, algumas pessoas pensam: quanto mais carbo, mais energia. Porém, o excesso de glicose no sangue pode ter efeito contrário.

Quando há um consumo de carboidratos, há também um aumento da glicemia (glicose no sangue) que leva à um crescimento da natural da liberação de insulina.

Porém, quando há um consumo excessivo desse nutriente e o nível de glicose no sangue está alto, a insulina liberada pode não dar conta de processar toda a glicose e, por isso, a substância não entra nas células como deveria.

Ou seja, falta energia para fazer as atividades cotidianas. Assim, você pode se sentir mais cansado e criar uma resistência insulínica.

2- Sede e vontade de urinar

carboidratos 2

O excesso de açúcar leva à um aumento da glicose que não consegue ser processada pelo organismo e, por isso, precisa ser excretada de alguma maneira para o organismo manter seu equilíbrio.

Isso resulta em uma vontade constante de fazer xixi e a perda de fluidos, que por sua vez, faz com que a pessoa sinta cada vez mais sede. Criando um ciclo vicioso.

3- Aumento do apetite

carboidratos 3

Você é aquela pessoa que mal terminou o almoço e já está pensando no lanchinho da tarde?

A fome constante costuma ser um dos sinais associados ao excesso de consumo de açúcar justamente pela incapacidade do corpo para administrar a glicose em excesso.

Como a glicose não entra nas células, o organismo entende que precisa de mais comida para se manter funcionando – daí a sensação de que a fome não passa.

Além disso, normalmente, em uma refeição em que há uma proporção muito maior de carboidrato há uma digestão mais rápido e a fome aparece mais cedo.

Já a proteína por sua vez, ajuda a inibir o apetite após a refeição devido sua digestão mais lenta.

4- Alterações na pele

Em algumas pessoas, manchas escuras na pele, principalmente na virilha e axila, podem ser um sinal de uma resistência à insulina.

Além disso, a pele pode ficar mais seca e isso pode levar à coceiras, por conta da desidratação do corpo.

É claro que estes sintomas podem ser causados por outros fatores, como reações alérgicas e devem ser investigadas.

5- Dificuldade para se concentrar

carboidratos 5

O cérebro é um dos órgãos que mais consome nossa energia e quando ela está em falta no organismo, o resultado são dores de cabeça e uma certa dificuldade em se concentrar.

Estes sintomas isoladamente nem sempre são sinais do exagero do consumo de açúcar/carboidrato, mas pode ser sim um tópico a ser considerado.

6- Infecções urinárias

carboidratos 6

Um nível de açúcar alto no sangue por muito tempo leva a um desequilíbrio no sistema imunológico, facilitando o aumento de infecções no corpo.

As Infecções urinárias e candidíase, por exemplo, por vezes aparecem como um sintoma da hiperglicemia.

7- Barriga estufada e intestino ruim

carboidratos 7

O consumo excessivo de carboidrato é um dos principais problemas para a pessoa definir o abdômen. Além disso, o excesso de açúcar facilita a formação de gases que leva ao inchaço e estufamento da barriga.

O carboidrato pobre em fibras ainda dificulta o funcionamento intestinal.

Por isso, quando você começar a sentir alguns desses sintomas, é bom observar se não é devido a alta ingestão de carboidratos. 

Aliás, você pode substituí-lo por outros alimentos mais saudáveis e que te dão mais saciedade. 

LEIA MAIS: 6 dicas para quebrar o platô da queima de gordura corporal
LEIA MAIS: 5 receitas hipercalóricas para quem quer ganhar massa muscular

Comentários