erros mulheres academia

5 erros comuns entre as mulheres que treinam pesado

Os erros “preferidos” de homens e mulheres nas academias são bem diferentes. Veja alguns dos mais comuns e evite cometê-los!

Se você visitar qualquer academia brasileira, vai encontrar um monte de mulher treinando. E isso é ótimo. Foi-se o tempo em que musculação era coisa só de homem.

 

Mas essa mistura maior de gêneros nas academias fez surgir um fenômeno curioso: os de erros exclusivos de cada sexo.

Por exemplo: entre os erros mais comuns cometidos pelos homens, está o de exagerar na carga ou na duração do treino. Entre as mulheres, esse erro também acontece, mas está longe de ser dos mais comum.

Aqui, mostraremos alguns dos erros mais comuns entre as mulheres marombeiras.

Claro que nem todas fazem essas coisas da lista. Existem mulheres que treinam mais pesado (e melhor) do que muito marmanjo. Só que a maioria ainda comete alguns erros típicos – como esses aí embaixo.

Veja se você faz algumas dessas coisas, e preste atenção para corrigir e ter resultados ainda melhores na academia!

5 erros que quase todas as mulheres cometem na academia

1- Obsessão por o abdominal

erros-mulheres-01-abdominais

Dá até pra chamar de “absessão”. É fato que a mulherada tende a treinar muito o abdominal, ou a região da cintura, talvez perseguida pela ideia de que fazer isso vai queimar aquele “pneuzinho” que insiste em aparecer.

Mas a verdade é que para não adianta treinar esse grupo muscular achando que ele vai queimar a gordura dessa região.

É claro que, se você quer músculos abdominais maiores, treiná-los é fundamental. Mas sem exageros.

Três ou quatro séries de 15 a 20 abdominais – usando pesos ou variações mais desafiadoras, se necessário – cerca de duas ou três vezes por semana, está mais do que suficiente.

E, para queimar gordura dessa parte do corpo, faça cardio. Ou HIIT.

2- Muito cardio

erros-mulheres-02-cardio

Você já viu algum maratonista com um corpo lindo e perfeito? Provavelmente não. O corpo desse tipo de atleta em geral é muito magro, sem curvas – e com um pé horrível.

Então, se você quer um corpo bonito, não corra que nem louca.

Excesso de exercícios cardiorrespiratórios tem um efeito anabólico que pode comprometer o seu ganho de massa magra – e até os músculos que você já conquistou.

Para manter um baixo índice de gordura corporal, prefira os HIITs, que são curtos e evitam esse problema.

3- Fidelidade eterna ao treino

erros-mulheres-03

A fidelidade não é necessariamente uma coisa ruim. Exceto na academia.

Não adianta fazer o mesmo treino para sempre. Mudar o treino com alguma frequência é fundamental.

O corpo se adapta ao estímulo proporcionado pelos exercícios e, assim, a tendência é que o resultado do seu treino piore com o passar do tempo.

Não existe um número exato de quando isso acontece, mas o ideal é que você converse com seu professor ou com algum educador físico para trocar sua programação de vez em quando.

E o ideal é mudar inclusive o grupo muscular que está em maior foco – não apenas os exercícios.

4- Promiscuidade com o treino

erros-mulheres-04

O oposto do item anterior também é bastante comum: tem muita gente que não consegue se manter no treino por mais que alguns poucos dias.

Mas, ao mesmo tempo que fazer o mesmo treino pra sempre é ruim, mudar o treino toda semana é igualmente prejudicial para seus resultados.

O treino deve ser baseado na lógica, com evolução progressiva, acompanhamento de metas, que atenda às necessidades do seu corpo e que vá de encontro aos seus objetivos.

Mudar de treino com muita frequência torna isso absolutamente impossível de acontecer.

5- Medo de (fazer) cara feia

erros-mulheres-05

A intensidade é parte importante de um treino pesado. E não dá para fazer um exercício intenso sem fazer cara feia – e, eventualmente, grunhir, gemer, até gritar.

A academia não é um spa relaxante, e é preciso mergulhar de cabeça nessa ideia. Se tiver que fazer cara feia, faça. Se tiver que gritar, grite.

Desenvolver músculos às vezes pode ser bastante desconfortável. Você pode até se manter linda e impecável nas primeiras repetições da sessão, mas se chegar assim ao final dela, pode acreditar: seu treino não é bom.

Não se preocupe em estar impecável na academia. Lá é o lugar de se preparar para estar impecável em todo o resto do tempo.

Sem cara feia, sem músculos desenvolvidos. Sem cara feia, sem força. Não dê a mínima para o que os outros vão pensar.

Comentários