Vegetais, dieta

5 dicas para economizar sem comprometer a sua alimentação

Uma boa alimentação pode custar caro, mas não é obrigatoriamente sempre assim. Confira dicas para manter uma dieta equilibrada e eficiente sem gastar muito!

Manter uma alimentação equilibrada e que te ajude a atingir seus objetivos com relação ao seu corpo – seja hipertrofia, perda de peso ou qualquer outro – não é tarefa fácil. Além do comprometimento, é preciso muita força de vontade e, em muitos casos, preparar o bolso.

Isso acontece porque muitos alimentos saudáveis e úteis custam caro. Só que nem sempre precisa ser assim. É possível se alimentar bem e ter uma dieta que favoreça o seus desenvolvimento físico, sem ter que gastar todas as economias com comida.

O segredo está basicamente nas escolhas, mas também existem algumas outras dicas que podem te ajudar a gastar menos sem comprometer sua alimentação – ou seus objetivos.

Quer ver o que fazer para chegar lá? Então se liga:

5 dicas para economizar sem comprometer a sua alimentação

carnes

1. Carnes

As carnes são as principais fontes de proteínas das dietas hipertróficas, pois são os alimentos mais ricos neste nutriente. Mas, não menos importante em outras dietas. Ao mesmo tempo, geralmente, é o grupo de alimentos mais caro do cardápio. Mas é possível gastar menos se você souber escolher.

Os preços não variam apenas de acordo com a carne – vermelha, aves ou peixes, mas também de acordo com os cortes de cada uma. Por exemplo, um peito do frango inteiro custa em média 8 reais o kg, enquanto o filé de frango pode chegar a 15 reais o kg. Logo, se você comprar o peito e cortar você mesmo, você vai economizar.

Olhando assim pode não parecer muito, mas no final do mês você vê como vai fazer diferença no seu orçamento. E, se você comprar o frango inteiro, com pele e osso, pode sair ainda mais barato.

O mesmo vale para as outras carnes. Além disso, existem vários cortes – alcatra, acém, patinho, filé mignon, etc., sendo que cada corte possui características nutricionais específicas.

Por exemplo, o patinho é uma carne considerada magra, pois contém pouca quantidade de gordura, enquanto o acém é uma carne com maior quantidade de gordura, entretanto é mais barata.

Logo, se você precisa economizar, você deve escolher as opções mais baratas e ajustar a quantidade de nutrientes das carnes de acordo com as suas necessidades.

Se você precisa de muita proteína diariamente, veja qual é o preço da carne por g de proteína que ela oferece e veja em qual carne você encontra uma maior quantidade de proteína por um menor valor.

2. Vegetais

Vegetais

Os vegetais não são alimentos caros, mas são de extrema importância na alimentação, pois são alimentos ricos em vitaminas, minerais e outros nutrientes essenciais à saúde.

Apesar de não serem caros, dá para economizar e ainda aproveitar todos os seus nutrientes. A primeira dica é escolher os vegetais da época. Ou seja, em determinadas épocas do ano, alguns vegetais ficam mais em conta e são nessas épocas que você deve comprá-los.

Além disso, quando está na época do alimento, ele contém ainda mais nutrientes. Você pode acessar tabelas na internet e ver a épocas dos seus vegetais preferidos.

Outra dica é consumir os alimentos integralmente, ou seja, aproveitar todas as partes deles.

Por exemplo, as folhas das beterrabas dificilmente são consumidas pelas pessoas, muitas vezes os feirantes até cortam as folhas para a venda.

Porém, as folhas das beterrabas são ricas em diversos nutrientes e trazem diversos benefícios à saúde.

Então, em um dia da sua alimentação você pode consumir a beterraba cozida e no outro você pode preparar as folhas da beterraba refogada.

Ou seja, o que era para durar apenas um dia na sua dieta, vai durar dois. E, como já mencionado, se você aproveitar o alimento em sua totalidade, você economiza.

O mesmo vale para outros vegetais, como a cenoura, o agrião, abóbora, etc.

3. Frutas

frutas brasileiras 1

As frutas, assim como os vegetais, variam de preço de acordo com as épocas do ano. Portanto, ficar de olho na safra, vai te ajudar a economizar.

E as frutas também podem ser aproveitadas integralmente. Por exemplo, você pode consumir tanto a polpa quanto a casca do abacaxi.

Antes de cortar o abacaxi, o higienize bem. Assim você pode aproveitar a casca para preparar suco, que fica com sabor igual ao do suco feito com a polpa, ou ainda bater com outros sucos, para preparar bolos, doces saudáveis, etc.

Outro exemplo são as sementes do melão. Normalmente as pessoas cortam o melão e já jogam fora suas sementes, mas essas são riquíssimas em nutrientes, principalmente, em Cálcio.

Portanto, você pode consumi-las em saladas, sopas ou como petisco. Para isso, você deve tirar as sementes, lavar bem e deixar secar.

Quando estiverem secas, você pode colocar em uma frigideira ou no forno e deixar assar até ficarem douradas. Você também pode bater as sementes cruas com sucos.

Diversas outras frutas podem ser melhor aproveitadas e quanto menos você desperdiçar, melhor.

4. Preparar sua comida

Bodybuilder, cozinha

Fazer comida em casa sempre sai mais barato que comer na rua. Apesar de ser mais prático e não fazer sujeira, comer em restaurantes sempre sai mais caro.

Se você quer economizar, comece a cozinhar, fazer suas refeições em casa e levar marmita. Muitas pessoas fazem isso em sua alimentação.

Para não ficar com preguiça, separe um dia da sua semana para cozinhar ou a maior parte dos alimentos da sua dieta e congele. Assim, fica mais fácil e prático.

Com essa economia, você consegue diversificar ainda mais sua alimentação e ainda tem certeza de que o que está comendo foi preparado realmente da forma correta – sem adição de um monte de gordura, açúcar, etc.

5. Compras

pessoa, comprando, supermercado

A primeira dica para economizar na hora das compras é seguir uma lista feita por você alguns dias antes de ir no mercado. Isso evita que você compre por impulso e exagere nas quantidades.

Alguns alimentos podem até serem comprados em quantidade e as vezes sai até mais barato, porém não dá para fazer isso com tudo. Alguns alimentos possuem prazo de validade reduzido.

Por exemplo, os vegetais e as frutas são alimentos com curto prazo de validade, já que são alimentos naturais. Logo, você deve comprar a quantidade que você vai consumir em poucos dias, para não haver desperdício.

No caso dos vegetais, você pode pré-preparar e congelar, assim eles duram mais tempo e ainda fica mais fácil de preparar quando for consumi-los.

Mas, a dica mais importante é aproveitar as promoções. Se você conseguir comprar os alimentos em promoções, você pode economizar muito!

Seja das carnes, dos vegetais, das frutas, sempre é possível pagar um pouquinho menos nos dias de promoções.

A maioria dos supermercados tem o dia da feira, dia em que os vegetais e frutas estão mais baratos, então aproveite este dia.

Se você faz a compra em feiras, você sempre consegue melhores preços no fim da feira.

Além disso, alguns alimentos saem mais baratos em determinados lugares e como são vendidos.

Por exemplo, as castanhas, as sementes e os grãos, quando adquiridos à granel saem mais em conta.

Procure estabelecimentos que vendem esses alimentos à granel e compre a quantidade que vai consumir em poucos dias, assim você paga menos e não desperdiça.

LEIA MAIS: Dieta dos famosos: descubra as preferidas do seu artista favorito
LEIA MAIS: 5 enlatados que podem fazer bem para o seu treino e sua dieta!

Comentários