dieta cetogenica

Dieta cetogênica: confira os prós e os contras

Você já ouviu falar na dieta cetogênica? Inicialmente, ela foi criada para tratar a epilepsia, mas hoje é aliada de muitos marombeiros!

Você já ouviu falar na dieta cetogênica? É, basicamente, uma dieta terapêutica criada para o tratamento de epilepsia.

Rica em gorduras, moderada em proteínas e pobre em carboidratos, permite uma incompleta queima das gorduras pelo fígado resultando em corpos cetônicos no sangue e urina.

Esses corpos cetônicos são utilizados para produção de cetose, que é importante para o tratamento das crises de epilepsia.

Porém, hoje em dia, a dieta possui outros objetivos, entre os quais está a eliminação de gordura. Mas é necessário cuidado!

O excesso de cetose no organismo pode causar toxidade, além da perda de massa muscular, o que certamente não é o seu objetivo, não é mesmo?

Aqui, vamos esclarecer para você as principais dúvidas relacionadas à dieta cetogênica. Falaremos ainda sobre a dieta cetogênica cíclica, que permite o consumo alternado de gorduras e carboidratos.

Fique ligado e entenda os prós e contras de se submeter a esse tipo de dieta.

Como surgiu a dieta cetogênica?

A dieta cetogênica não é uma daquelas dietas milagrosas encontradas na internet, com um cardápio pronto para ser seguido e você vai entender o porquê.

Criada na década de 80 para tratar crianças e adolescentes que sofriam de epilepsia, era calculada de forma muito rigorosa, com base na altura peso e idade da pessoa que iria ser submetida ao tratamento.

As crianças que eram submetidas à dieta cetogênica precisavam ser internadas em um hospital e permanecer em jejum de qualquer tipo de alimentos sólidos e líquidos por até 36 horas. Após o período de jejum, a dieta era iniciada com 90% das necessidades diárias supridas através de gorduras.

Obviamente não estamos dizendo que você se interne em um hospital para fazer a dieta cetogênica, sendo essa informação apenas uma mera curiosidade. Hoje em dia a dieta cetogênica pode estar relacionada à hipertrofia e é sobre isso que você quer saber, não é? Então veja a seguir!

Por que a dieta cetogênica está fazendo a cabeça dos marombas?

Essa é a pergunta que não quer calar! E não é por acaso. Muitos frequentadores de academias, de todo o mundo, aderiram à dieta cetogênica para ganhar músculos.

Você já deve ter ouvido falar que quando queremos perder peso “devemos consumir menos calorias do que gastamos”. Essa informação é real, e quanto a isso não há questionamentos. Com a dieta cetogênica, você irá fazer exatamente isso, e consequentemente seu corpo irá queimar gorduras indesejadas.

Mas nem tudo é tão bom como parece em um primeiro momento. Ao entrar em cetose, nosso corpo também busca energia nas proteínas, que são essenciais para o desenvolvimento dos músculos.

Então, ao realizar a dieta, você irá queimar gorduras, mas também poderá perder massa muscular. Antes de se aventurar a fazer esta dieta, vale uma boa conversa com seu nutricionista para que ele lhe oriente sobre o melhor a ser feito.

Como funciona a dieta cetogênica?

Quem quer fazer a dieta cetogênica deve estar ciente de que qualquer tipo de carboidrato — como pães, bolos, massas, arroz, chocolate, etc. — será eliminado durante do cardárpio.

E vale lembrar que nem mesmo as versões integrais ou light desses alimentos são permitidas. Isso pode parecer ruim em um primeiro momento, mas se você é maromba de verdade não vai ficar se preocupando porque não pode comer um pãozinho no café da manhã, né?!

Em contrapartida, há uma compensação. Você não pode comer carboidratos, mas a dieta cetogênica permite que qualquer tipo de alimento com base em gordura e proteína seja consumido.

Alimentos como carne vermelha, salmão e outros tipos de peixe, ovos, queijos, frango, frutas e legumes estão liberados. O consumo desse tipo de alimento fará com que seu corpo entre em cetose — termo que será esclarecido no próximo tópico.

O que é cetose?

Você deve estar se perguntando o que é, de fato, a cetose. Cetose é o processo em que o corpo utiliza a gordura como fonte primária de energia.

Normalmente, o nosso corpo utiliza os carboidratos como fonte primária de energia. Como na dieta cetogênica esse tipo de alimento é terminantemente proibido, logo nos primeiros dias o corpo já começa a queimar gordura para produzir energia para as atividades corriqueiras.

Pode até parecer estranho, mas você estará consumindo gordura para eliminar gordura. Louco, né?

A cetose também pode ser responsável por efeitos não tão agradáveis em nosso corpo, pois a elevada produção de corpos cetônicos pode causar um mal hálito, tontura, cansaço, fraqueza e perda de memória recente.

Além disso, quem faz a dieta está muito propenso ao “efeito sanfona”, podendo recuperar o peso perdido muito rapidamente, assim que deixar de fazer a dieta.

De acordo com profissionais da área da saúde, o efeito sanfona é uma grande agressão ao organismo, sendo muito mais saudável manter-se em um peso estável. Portanto, pense bem e avalie se a dieta vale ou não a pena.

Quer saber como o corpo entra em cetose? Esse é o tema do próximo tópico!

Como saber se meu corpo já entrou em cetose?

Atualmente existe no mercado um aparelho vendido em farmácias que possibilita detectar o nível de cetose no organismo. O aparelho é encontrado em duas versões.

Na primeira é analisada a urina, que deve ser colocada sobre uma placa fina de plástico, juntamente a um reagente químico que altera a cor do líquido, indicando o nível de cetose em que o organismo se encontra.

Há também outra versão do aparelho, por meio do qual o sangue é analisado e o resultado mostrado em um visor.

É óbvio que você não tem a necessidade de adquirir esses aparelhos se quiser fazer a dieta cetogênica. Caso haja realmente a necessidade de saber exatamente o momento em que o seu corpo está em cetose, existem alguns laboratórios de análises clínicas que fazem esse tipo de exame.

A dieta cetogênica causa efeitos colaterais?

Uma dúvida apresentada por muitas pessoas antes de iniciar a dieta cetogênica é se existem efeitos colaterais durante sua execução. Não vamos mentir! Os efeitos colaterais podem ocorrer.

Nos primeiros quinze dias você poderá sentir dores de cabeça e pelo corpo, além de um leve mal-estar. Isso acontece porque o corpo está mudando sua fonte de energia, passando do carboidrato para a gordura.

Outro efeito colateral é a perda excessiva de água pelo corpo. Por esses motivos, a realização da dieta deve sempre ter acompanhamento profissional.

E também após muito tempo sem receber carboidratos, nosso corpo elimina apenas líquidos e pode ocorrer também a queima de massa muscular.

Quem faz a dieta cetogênica não pode comer nenhum tipo de carboidrato?

Nos primeiros quinze dias, qualquer tipo de carboidrato está terminantemente proibido, isso porque o corpo precisa entender que sua principal fonte de energia agora está na gordura e não mais nos carboidratos.

Passados os primeiros quinzes dias da dieta, é recomendável que a pessoa volte a consumir carboidratos, porém em um esquema de revezamento com o consumo de gorduras, a chamada dieta cetogênica cíclica, cujo funcionamento será explicado, a seguir.

Dieta cetogênica cíclica: como funciona?

Como quem malha muito precisa de carboidratos, alguns nutricionistas recomendam a dieta cetogênica cíclica. Como o próprio nome já sugere, é realizado um ciclo, mesclando dias em que só é permitido comer gorduras com dias em que só o consumo de carboidratos é permitido.

Dessa forma, você precisa manter um ciclo de seis dias comendo apenas alimentos com muita proteína e gordura, sem consumir qualquer tipo de carboidrato. Passados os seis dias, você terá que, por um dia, se alimentar apenas de alimentos ricos em carboidratos e proteínas. No dia seguinte, o ciclo se repete, com você voltando a ingerir apenas gorduras  e proteínas.

A dieta cetogênica cíclica faz com que seu corpo faça uma reserva de carboidratos para que você tenha energia suficiente para puxar ferro na academia nos seis dias da semana em que só comerá gorduras e proteínas.

Vale lembrar que, no dia em que você for consumir carboidratos, você deve evitar os doces, bolos, e todas essas porcarias que são as inimigas número um da turma da maromba.

Opte por carboidratos bons, como arroz integral, mandioca, frutas e sua famosa e velha conhecida batata-doce (ou você pensou que ia se livrar dela?).

Como deve ser a rotina de treinos durante a dieta cetogênica cíclica?

Você pode seguir treinando normalmente enquanto está fazendo a dieta cetogênica cíclica. Para não se sentir muito cansado, você pode conversar com seu instrutor de academia para que ele coloque seus exercícios mais pesados próximos aos dias em que você comeu os carboidratos, deixando os treinos mais leves para quando sua reserva de energia já não estiver tão alta.

Adotando essa técnica, a treino terá resultados bastante eficazes.

O que é permitido e o que deve ser evitado na dieta cetogênica?

Para facilitar a sua vida, elaboramos aqui uma lista dos alimentos que são permitidos e dos que devem ser evitados na dieta cetogênica. Vale lembrar que, no caso de realizar a dieta cetogênica cíclica, os alimentos evitados se tornam permitidos no dia destinado ao consumo de carboidratos, certo? Agora veja a nossa lista:

Alimentos que devem ser evitados

Estão proibidos na dieta cetogênica os cereais (milho, arroz, trigo e outros), alimentos que contenham farinha de trigo ou milho (pães, bolos, bolachas, entre outros), tubérculos (batata, inhame, batata-doce, mandioca e outros), grãos (feijão, ervilha, amendoim, lentilha e outros) e qualquer tipo de açúcar, seja sacarose, glicose, lactose ou frutose.

Alimentos permitidos

É completamente liberado o consumo de verduras e legumes (tomate, alface, repolho, berinjela, cebola, quiabo, pepino, brócolis, jiló, entre centenas de outros), carnes vermelhas, queijos, peixes, frango, bacon, ovos, carne de porco e bebidas que não contenham carboidratos em sua composição.

A dieta cetogênica é saudável?

Há por aí divergências entre os profissionais da área da saúde a respeito disso.

Muitos afirmam que a dieta pode ser feita sem nenhum problema e outros dizem que os efeitos adversos fazem com que a dieta não valha a pena e que os resultados são apenas momentâneos.

O mais correto, antes de fazer qualquer tipo de dieta, é conversar com um médico ou nutricionista de confiança. Se baseie na opinião de quem você confia e siga suas instruções, afinal, sua saúde e bem estar devem ser prioridade sempre.

Como funciona o cronograma da dieta cetogênica cíclica?

Agora que você já está bem informado sobre a dieta cetogênica e sabe como ela funciona, vamos lhe mostrar um resumo para que você possa utilizar a cetose da maneira correta.

Imprima e cole na sua mesa de trabalho, na geladeira, em qualquer lugar que fique bem visível para você não esquecer o que deve ser feito. A dieta cetogênica cíclica deve ser realizada conforme o cronograma a seguir:

Seis dias longe dos carboidratos

Durante seis dias esqueça que os carboidratos existem e elimine-os de sua alimentação, até mesmo alimentos em versão com baixa caloria ou integrais.

Coma muitos alimentos ricos em gorduras e proteínas como carnes, azeite, queijos, peixes, folhas verdes e vegetais crucíferos.

Um dia de carboidrato liberado

Após realizar a dieta cetogênica por seis dias, o carboidrato está liberado. Mas atenção: apenas carboidratos saudáveis!

Nada de pães, bolos, chocolates ou alimentos com muito açúcar. Coma massas e pães integrais, frutas, legumes, batata-doce, grãos integrais, entre outros.

Lembre-se ainda de que você pode adaptar os dias em que fará o ciclo de acordo com sua rotina. Uma ideia bacana é consumir os carboidratos do meio-dia de sábado até o meio-dia de domingo.

Desse modo, você terá dois almoços para comer carboidratos e manter em alta o estoque para a prática de exercícios nos demais dias da semana.

E aí? Gostou das informações apresentadas sobre a dieta cetogênica? Converse com o seu nutricionista e peça que ele lhe oriente sobre esse tipo de dieta! Pois lembre-se que esse tipo de dieta pode ter muitos efeitos colaterais que não são desejados. Quando um profissional te acompanha os efeitos colaterais podem ser diminuídos.

E não se esqueça de voltar aqui e contar para nós quais foram os seus resultados. Você ainda pode utilizar o espaço dos comentários para tirar dúvidas sobre a dieta cetogênica, compartilhar informações e conversar com outros leitores, trocar dicas e sugerir assuntos para nossas próximas publicações.

Sua participação é importante, então não deixe de comentar!

Comentários