homem, desmotivado

5 dicas para não cair na rotina e garantir um treino muito mais eficiente

Cair na rotina é terrível, ainda mais quando é algo que você realmente ama, como a musculação. Veja as dicas para evitar que isso aconteça!

Fazer exatamente a mesma coisa repetidamente nunca é agradável. Quando as coisas se tornam rotina, é fácil que se tornem também entediantes, monótonas, cansativas. Na musculação não é diferente.

Fazer rigorosamente o mesmo treino pode fazer com que cada sessão na academia se torne um martírio – e isso não demora para acontecer.

Pior: fazer isso ainda pode prejudicar seus resultados, não só porque vai te deixar desmotivado e afetar seu desempenho, mas porque pode diminuir a eficiência do treino. 

É por isso que é preciso sempre estar reciclando ideias, conversando com profissionais, lendo o sobre o assunto, adquirindo novos conhecimentos, aprendendo coisas novas.

Assim, você passa a ter um leque de opções e evita cair na rotina em seus treinos e prejudicar seus resultados.

Pensando nisso, listamos algumas dicas que podem te ajudar a fugir desta incômoda situação. Fique ligado e saia da rotina! Se liga: 

5 dicas para não cair na rotina e garantir um treino muito mais eficiente

1 – Varie seus treinos

Mudar o estímulo do treino pode ser o primeiro passo para sair da rotina sem perder o foco no seu objetivo.

Se seu objetivo é hipertrofia, pode variar fazendo um mês de treino de força, isso poderá te ajudar ainda mais a alcançar o resultado que deseja, pois ao retomar os treinos vai sentir a diferença no ganho de força.

Pode ainda trabalhar mais resistência muscular e potência, colhendo diversos benefícios em termos de força. Não só vai ajudar com seu objetivo como vai te deixar mais versátil fugindo da tradicional força hipertrófica.

Se seu objetivo é perder peso, e seus treinos cardios são o foco, pode variar a metodologia de treino, um cardio tradicional longo e lento não é a única solução. Parta para um HIIT rápido e curto!

Fazer estilos de treinamento diferentes pode dar uma renovada na sua motivação, ajudar a ter mais ganhos e ainda te apresentar coisas novas que você curte e nem imaginava.

2 – Mude os exercícios

supino

Existem centenas de exercícios possíveis. Dezenas para cada grupo muscular. Não faz sentido você se prender a meia dúzia a vida inteira, né?!

Pesos livres, máquinas/aparelhos, peso corporal… cada um possibilita combinações quase infinitas para você variar os exercícios do seu treino. 

No caso do peitoral, por exemplo, é possível ir muito além do supino. É claro que você não precisa abandonar esse exercício, que realmente é um dos melhores e mais importantes, mas usar alternativas em algumas sessões pode ser muito útil.

E isso sem falar nas variações de um mesmo exercício! Por exemplo, o próprio supino pode ser com barra, com halteres, reto, inclinado, declinado, com pegada aberta, pegada fechado, no smith, no banco… e sabe-se lá quantas opções mais. 

O cardio é outro exemplo. Muita gente reclama que não gosta (ou que cansou) de correr, como se fosse a única opção. Remo, elíptico, corda, burpee, polichinelos, mountain climbers… são várias as opções. 

Só que mais do que evitar o tédio, variar os exercícios – e consequentemente os estímulos aos músculos – é importante para ativar o maior número de músculos no maior número de “ângulos” possível.

Isso pode ser definitivo para você conseguir ganhos expressivos.

3 – Estude

mulher, personal, lendo

Não estamos falando pra você virar um professor de Educação Física ou coisa do tipo, a não ser que você queira.

Mas é sempre bom pesquisar treinos, dietas para você ter uma noção e conhecimento de musculação. Isso é bom para sua evolução.

Você ter noção do que está fazendo na academia é fundamental para seus objetivos. Você não pode puxar ferro sem saber que está fazendo um treino de hipertrofia, de resistência e a razão para cada um.

Ter embasamento é importante para você alcançar o resultado que almeja, para você questionar seu professor se preciso.

Mas ao adquirir conhecimento, nunca pense que você sabe mais que o seu professor. Respeite quem estudou anos para isso.

4 – Dieta

termogenicos dieta

Varie sempre a sua alimentação. Assim como praticar os mesmos exercícios por um longo período de tempo enjoa, comer as mesmas coisas todos os dias também cansa.

E se você ficar cansado das suas refeições, pode ter certeza que vai acabar saindo da dieta e comendo os alimentos errados e na hora errada, atrapalhando seu objetivo.

Há uma infinidade de alimentos que pode você adicionar à sua dieta. Basta pesquisar ou procurar uma nutricionista para ter um leque de opções para suas refeições.

Além disso, variar a dieta ajuda o seu corpo a não se acostumar àqueles alimentos, bem como você consegue ingerir um maior número de nutrientes, principalmente, as vitaminas e minerais, que vão te ajudar ainda mais nos treinos.

5 – Faça técnicas avançadas

GVT - german-workout - rosca

Essas técnicas quebram qualquer rotina.

Você pode variar as técnicas, usando um SST para treino de pernas, para peito pode fazer um GVT e costas técnicas como dropset, rest-pause e MTUT mistas!

Variar nesse caso pode ser sinônimo de melhores resultados!

Existem diversas técnicas avançadas já falamos aqui no blog sobre elas. Aproveite para estudar um pouco como dissemos no tópico 3 e coloque em prática alguma dessas técnicas, colhendo frutos num breve futuro.

LEIA MAIS: 6 coisas que acontecem quando você abandona sua rotina de treinos

Comentários