6 dicas para quebrar o platô da queima de gordura corporal

Você já viu esse filme: no começo, quilos de gordura queimados; depois de um tempo, zero resultados. É o platô da queima de gordura. Veja como resolver!

Existe um termo que explica aquele momento em que você não consegue mais manter o desempenho – e os resultados – de antes no treino: o platô.

O platô indica que você estagnou, e que precisa mudar algumas coisas na sua rotina para voltar a crescer, ganhar força, ou seja lá qual for o seu objetivo na academia.

E o platô também pode ser atingido por quem quer queimar gordura. É possível estagnar na luta por um corpo com baixo índice de gordura.

E é até bem comum: quanta gente você não conhece que começou queimando quilos e quilos de gordura e, depois de algum tempo, os resultados sumiram completamente?

Pois é… eles atingiram o platô da queima de gordura.

Mas como o platô da hipertrofia ou do ganho de força, o da queima de gordura também pode ser facilmente superado. É isso que mostraremos aqui.

Quer voltar a queimar gordura como antes e chegar logo no shape rasgado que você está buscando? Então se liga:

6 dicas para quebrar o platô da queima de gordura corporal

1- Diminua a ingestão calórica

Para queimar gordura, você precisa manter um déficit calórico diário, isto é, ingerir menos calorias do que você gasta por dia.

Uma das dificuldades para fazer isso é que quem treina em geral subestima as calorias ingeridas – sempre parece menos do que realmente é – e superestima o gasto de calorias – todo mundo acha que torra milhares delas no treino.

Por isso, a dica é controlar a alimentação e saber exatamente quantas calorias você consome por dia, incluindo comida e bebida. Feito isso, você corta 500 calorias por dia.

Isso vai dar um gás na queima de gordura, mas é importante tirar medidas quizenais ou mensais para acompanhar a evolução e ver se o plano está no caminho certo.

2- Adicione um HIIT extra na semana

Se você já não está queimando gordura como gostaria, deixe de lado os treinos cardio de longa duração, como corridas ou pedaladas longas, e comece a fazer treinos intervalados de alta intensidade – os famosos HIITs.

É fato, comprovado cientificamente, que os HIITs queimam mais gordura do que os cardio convencionais.

O ideal, inclusive, é que você acrescente um dia dedicado ao HIIT no seu programa. Para isso, você pode usar algumas sugestões que a gente já deu aqui no Feito de Iridium – como este post e este outro aqui.

Vale lembrar que o ideal é conversar com o seu professor sobre essa possibilidade, para fazer isso da melhor forma segundo as suas necessidades individuais.

3- Aumente a ingestão de proteínas

A proteína é essencial para a queima de gordura.

Primeiro, porque evita que você perca massa magra (músculos) quando está em déficit calórico. Depois, aumenta a sensação de saciedade, o que evita que você coma mais do que deve.

Outro benefício é que a proteína necessita de mais energia para ser digerida do que carboidrato ou gordura, então a sua ingestão aumenta também o seu consumo de calorias diário.

A gente já mostrou neste post como você deve calcular sua necessidade diária de proteína, mas é claro que o ideal é conversar com um nutricionista a respeito.

Depois, cumpra sua meta diariamente com a ajuda de alimentos como ovos, carnes magras, iogurte e suplementos Whey Protein de qualidade – como o Iridium Whey Concentrado.

4- Use o treino para aumentar a testosterona

Baixo nível de testosterona no sangue e excesso de gordura corporal estão diretamente relacionados. E a falta desse hormônio pode ser bem problemática – não apenas para o visual, mas para a saúde, o humor, a vida sexual e muito mais.

Uma das formas de elevar o nível de testosterona é treinando em exercícios que trabalham vários grupos musculares simultaneamente com cargas elevadas.

Além de estimular a hipertrofia, eles promovem um trabalho neuromuscular intenso e desencadeiam uma resposta hormonal massiva.

Coloque exercícios como agachamentos, deadlifts, afundo, supino, remada e afins, sempre com cargas elevadas e execução impecável, e você vai ver a diferença. E, claro, conte com suporte de um especialista para fazer isso da melhor forma.

5- Coma gorduras boas

gorduras boas

A gente já falou em outro post aqui do Feito de Iridium: para queimar gordura, você precisa comer gordura.

Parece contraintuitivo, mas gorduras boas – aquelas de frutas como abacate e coco, de peixes como salmão e atum, do azeite, castanhas, etc. – fazem com que você coma menos carboidrato, ao mesmo tempo em que te mantém saciado.

Por isso, sem exagerar na dose obviamente, esse tipo de alimento precisa estar na sua dieta – e pode fazer toda a diferença na hora de quebrar o platô e voltar a queimar gordura, ganhando músculos e ficando rasgado.

O ideal, de forma geral, é que cerca de 20-25% das suas calorias diárias venha de gorduras boas, mas, de novo, o ideal é consultar um nutricionista para chegar ao valor ideal para suas necessidades específicas.

E evite ao máximo as gorduras artificiais, modificadas, como a gordura trans de alimentos processados (como margarina, biscoito recheado, salgadinhos, sorvetes, etc.).

6- Beba mais água

A água garante uma boa performance na academia – que é essencial para você queimar gordura – e uma mínima desidratação é capaz de arruinar seu desempenho atlético.

Pior do que isso, o baixo consumo de água ao longo do dia diminui o metabolismo, numa tentativa do organismo de poupar fluidos – e isso pode ser decisivo para você conseguir ou não queimar gordura.

Sem número mágico, sem meta específica, mas beba muita água. O suficiente para a urina ficar completamente transparente toda vez que você for ao banheiro.

Com essas dicas, você certamente vai quebrar o platô e voltar a queimar gordura. Talvez não exatamente como no início do processo, pois já não há mais tanta gordura para queimar, mas o suficiente para chegar ao seu objetivo.

E, se isso não funcionar – o que é difícil – você pode conversar com um nutricionista para tentar técnicas mais ousadas, como a restrição de carboidratos nos dias sem treino e até o jejum intermitente.

De qualquer forma, para a esmagadora maioria dos casos, as dicas acima são mais do que suficientes para sair da estagnação e retomar o caminho da glória.

Faça o quiz e descubra!

Comentários