resfriamento pós-treino descanso potencial muscular maximo

3 dicas importantes para você atingir seu Potencial Muscular Máximo

Se você quer atingir o seu Potencial Muscular Máximo, precisa cumprir alguns pré-requisitos essenciais. Conheça 3 deles e coloque isso em prática!

Recentemente, a gente mostrou aqui no Feito de Iridium algumas fórmulas que prometem apontar o seu Potencial Muscular Máximo (PMM) – ou seja, o quanto seus músculos podem crescer.

Os cálculos são subjetivos e os resultados não muito precisos, mas esses números podem servir como um parâmetro interessante.

Independente de qual seja o seu resultado, o fato é que, para você atingir seu PMM, você vai precisar suar a camisa. E não apenas na academia, durante o treino, mas também no resto do dia, para se manter motivado, manter uma dieta equilibrada, uma boa suplementação, etc.

E existem alguns pontos-chave na busca pelo seu Potencial Muscular Máximo. A gente separou alguns desses fatores essenciais para quem quer chegar lá. Quer ver algumas das coisas que você precisa dar atenção para atingir seu PMM? Então se liga:

3 dicas importantes para você atingir seu Potencial Muscular Máximo

1- Consistência

 

Se você quer atingir seus objetivos na academia, precisa manter uma rotina consistente de treinamento. Não importa se você está decepcionado, cansado, se surgiram convites para fazer outra coisa… não fique parado!

Aqui, claro, não estamos falando sobre faltar um ou outro dia no treino. Isso também é ruim, mas o pior de tudo é se afastar dos treinos frequentemente, ou por longos períodos.

Um mês parado tem um efeito reverso que leva em torno de dois meses para ser recuperado – e isso se você fizer um treino muito bom! Então, nunca se esqueça: se você quer atingir o seu Potencial Muscular Máximo, mantenha-se consistente, não importa o que aconteça!

Para isso, é fundamental se manter sempre motivado. Uma das coisas mais importantes para isso é a paciência: você não vai ver resultados do dia para a noite e, em muitos casos, você não vai superar seus padrões genéticos em menos de 6 meses – se o seu padrão genético não for favorável ao desenvolvimento físico.

Sabe aquele ditado que diz que “quem nasceu lagartixa nunca vai ser jacaré”? Então, ele está errado. O correto é “quem nasceu lagartixa nunca vai se tornar um jacaré em menos de 6 meses”.  Tenha paciência e disciplina, e não desista. Só com tempo e muita consistência você pode alcançar resultados reais.

2- Intensidade

Treine de forma intensa sempre. Há quem acredite que para chegar lá é preciso volumes gigantes de treino, outros que a dieta é 70% ou mais do percurso. A gente não tem a resposta pra isso, mas o fato é que nada é possível sem a intensidade adequada.

E quando falamos em intensidade adequada não estamos falando em uma intensidade surreal também. Claro que não. Uma das palavras-chave para ter resultados é equilíbrio – que vale para tudo, inclusive para a intensidade.

Uma sobrecarga aumenta consideravelmente os riscos de lesão e não necessariamente são os melhores estímulos, pois precisam de um período muito grande de descanso!

Mesmo assim, é importante ter a intensidade no radar, para que ela sempre esteja na medida – nem demais, nem de menos. Sem isso, dificilmente você vai atingir seu Potencial Muscular Máximo.

3- Quantifique seu progresso

Quem não mede, não sabe!

Acompanhar e medir seu progresso é pré-requisito básico e deve ser feito ao longo de toda a jornada, levando os números bem a sério.

Para avaliar sua composição corporal, tanto o peso corporal, quanto fotos, medidas musculares e percentual de gordura são bons parâmetros. Já em relação ao treino, é importante registrar, para cada exercício, a carga levantada, os números de reps e séries e se possível até o tempo de intervalo.

Esse tipo de registro permite que você acompanhe milimetricamente sua evolução, descobrindo o que está indo bem e o que vai mal – o que permite ajustes no treino – e até para te motivar a seguir em frente.

Ir para a academia torna-se cada vez mais prazeroso e recompensador quando você vê os números se manifestarem, mesmo que lentamente, mas em direção ao progresso. Com uma análise simples desses números você conseguirá entender qual treino ou dieta mais se enquadra efetivamente para você.

Comentários