coco

Coco: os benefícios da fruta e seus derivados para o seu organismo

Alimentos funcionais estão sempre na moda devido a busca por um estilo de vida mais saudável. O coco é um desses alimentos. Saiba mais sobre seus benefícios

Muito se fala sobre os inúmeros benefícios para a saúde e para a perda de peso proporcionados pelo o coco e seus derivados, como o óleo de coco.

Mas há muitas outras vantagens de se consumir essa fruta e os produtos dela originados. E incorporá-la na sua dieta pode ser muito mais fácil do que você pensa – não, você não precisa andar com um facão. 😛

Quer saber mais sobre tudo o que o coco pode oferecer de bom para seu corpo? Se liga:

Coco: os benefícios da fruta e seus derivados para o seu organismo

Composto por duas partes comestíveis, o fruto e a água, estas partes podem ser consumidas quando o fruto ainda está verde ou depois de maduro.

Quando o fruto ainda está verde, a polpa pode ser consumida com colher e a água como refresco, pois contêm sabor adocicado e agradável.

Já quando o coco está maduro, pode-se extrair dele o óleo e o leite.

Assim como as formas de consumo são diferentes, o valor nutritivo do mesmo também varia de acordo com o seu estado de maturação.

Água de coco

A água do coco verde contém sais minerais, como potássio, fósforo e um tipo de açúcar muito fácil de digerir: a glicose.

Ela colabora para uma boa hidratação e na regulação do equilíbrio hidroeletrolítica (relação da água e sais minerais no organismo), pois é rica em potássio e outros minerais.

Alguns atletas e praticantes de atividade física, inclusive, substituem suplementos hidroeletrolíticos pela água de coco. Também ajuda no funcionamento do intestino.

100 ml de água de coco contém cerca de 20 calorias, 3,7g de carboidratos e quantidades próximas a 1 g de gordura e proteína.

Polpa do coco

À medida que a polpa amadurece, seu teor de gordura aumenta. A polpa do coco é rica em gorduras saturadas, diferente de outros óleos e gorduras vegetais.

Porém, a gordura do coco é um tipo de triglicérides de cadeia média (TCM), que é facilmente absorvido e transformado em energia no fígado.

Como a polpa contém mais gordura, cerca de 33,5g a cada 100g, também é bem mais calórica – aproximadamente 350 calorias a cada 100g.

E contém mais carboidrato e proteína, 15,2g e 3,3g respectivamente.

Apesar de ser fonte de gordura saturada, os estudos não relacionam a gordura do coco com o aumento de doenças cardiovasculares, como acontece com a gordura saturada encontrada nos alimentos de origem animal.

Por ser rica em gorduras e também ser fonte de fibras alimentares, possui um bom índice glicêmico, ou seja, faz com que o açúcar no sangue se eleve lentamente, controlando saciedade e acúmulo de gordura abdominal.

Óleo de coco

O óleo de coco virgem ou extravirgem é produzido a partir da polpa do coco fresco prensada a frio para manter as concentrações de compostos fenólicos com ação antioxidante.

A esse processo se caracteriza os benefícios no combate ao estresse oxidativo.

Este óleo pode auxiliar na queima de gordura localizada e acelerar o metabolismo do seu corpo, além de aumentar a sensação de saciedade e fornecer mais energia para o exercício físico.

Leite de coco

O leite de coco é extraído da polpa também. E ainda é possível fazer o leite de coco caseiro, assim você preserva as vitaminas, minerais e aproveita todos os benefícios da fruta.

Além disso, o leite de coco caseiro é livre dos aditivos químicos encontrados no leite de coco industrializado.

Para fazer basta picar a polpa em pedaços pequenos e bater no liquidificador com água morna e coar.

É uma ótima substituição ao leite de vaca para veganos, vegetarianos e/ou intolerantes a lactose e alérgicos a proteína do leite.

Farinha de coco

O resíduo que sobra do leite de coco caseiro é o produto utilizado para fazer a farinha. Mas também é possível encontrá-la no mercado.

Se for preparar, coloque o resíduo em uma panela em fogo baixo, mexendo sempre. Logo, isso se transformará na farinha.

A farinha de coco é rica em fibras e livre de glúten. Pode ser utilizada no preparo de bolos e tortas com muita eficiência.

Mas, como qualquer alimento fonte de gordura, se consumido em exagero pode provocar o ganho de peso corporal.

Açúcar de coco

Este açúcar vem ganhando espaço na alimentação dos brasileiros. Apesar de não conter menos calorias, apresenta mais benefícios ao organismo.

Por não passar por nenhum processo de refinamento, ele mantém as vitaminas e minerais, e ainda possui baixíssimo índice glicêmico comparado ao açúcar refinado.

Ou seja, promove uma liberação de energia no organismo mais lenta, evitando picos de glicose no sangue. O que é ótimo para seu organismo!

Na hora de comprar o coco, prefira os com a casca firme e sem pontos escuros ou moles.

O coco maduro deve ser escolhido em função do seu peso e da quantidade de água que tem. A melhor época para comprar o coco verde é entre outubro e março.

Pra quem adora uma água de coco, agora é a hora de se esbaldar!

LEIA MAIS: 8 fatos que você precisa saber sobre o abacate
LEIA MAIS: 5 refeições fáceis e saudáveis para consumir à noite e não estragar seus ganhos!

Comentários