colete de peso

Colete de peso: como ele pode melhorar o seu treino

Acrescentar pesos em exercícios de peso corporal é muito mais fácil com um colete de peso, e isso pode dar um up monstruoso no seu treino

A gente já falou algumas vezes aqui no Feito de Iridium sobre acrescentar pesos em exercícios de peso corporal, como flexão, mergulho ou barras, e a resposta é quase sempre a mesma: “como fazer isso?”.

De fato, não é das tarefas mais simples pendurar (no caso do mergulho e da barra) ou apoiar (no caso da flexão) anilhas ou outros objetos de vários quilos no corpo.

É por isso que os coletes de peso podem ser uma ótima opção. Esse acessório não está disponível na maioria das academias, mas é fácil de ser adquirido e pode dar um up insano no seu treino.

O colete ainda pode ser uma bela alternativa para quem curte calistenia ou para quem treina fora da academia.

Nós já fizemos até um vídeo falando sobre os principais acessórios de academia, que não mostrou o colete de peso porque ele simplesmente não está na maioria das academias – e é realmente difícil entender o porquê.

Mais ainda porque ele também pode ser usado para vários outros exercícios, como cardio, por exemplo, e essa sobrecarga é sensacional para treinos de resistência, força e emagrecimento.

A sobrecarga que os coletes de peso permitem acrescentar criam uma resistência adicional nos exercícios de força e aumentam a intensidade dos cardiorrespiratórios, fazendo você gastar ainda mais energia.

Mas, como qualquer acessório de academia, é preciso ter cautela. Não dá para sair usando sem conversar com um profissional de educação física, por exemplo.

LEIA MAIS: Os treinos absurdos de James Harrison, o ‘vovô’ da NFL
LEIA MAIS: 7 variações de flexão de braço pra trincar o peitoral
LEIA MAIS: Os melhores exercícios para cada grupo muscular segundo a ciência

Um colete de peso convencional é ajustável ao corpo, o que concentra a sobrecarga no lugar certo, seja você um monstro ou um magrelo; alto ou baixo.

Além disso, a quantidade de peso extra que você vai utilizar também é variável – você é quem decide quanto quer usar. Isso possibilita aumentar a carga aos poucos, conforme você evolui nos treinos.

A lista de exercícios que você pode fazer com a carga extra de um colete de peso é imensa. Apenas se certifique que seu corpo está preparado para essa carga adicional. Na verdade, o ideal é começar com pouca carga e ir aumentando aos poucos.

Além disso, um profissional de educação física ao seu lado também é essencial.

Quer ver como o colete de peso pode te ajudar? Veja algumas possibilidades:

    • Emagrecimento: a sobrecarga do colete aumenta a intensidade do treino, forçando seu corpo a trabalhar mais e queimar mais calorias. É claro que em exercícios mais leves, o aumento da queima de calorias não é tão alto – apesar de mesmo assim ser significativo no longo prazo. De qualquer forma, nos exercícios cardiorrespiratórios a diferença é bastante significativa. Para evitar lesões, prefira atividades de baixo impacto e comece fazendo somente uma vez por semana com esse novo estimulo e faça uma progressão bem lenta e gradual. Colocar uma carga grande e correr quilômetros pode causar lesões articulares sérias.
    • Força e resistência: o colete de peso também oferece benefícios para o treino de força. Além de usar mais energia, o acessório exige mais força e mais oxigênio a cada série. A sobrecarga do colete ainda obriga os músculos a se adaptarem ao novo peso, o que constrói força. Quando o peso extra é removido, a combinação do treino mais pesado com o uso de mais oxigênio é excelente para desenvolver a resistência.
    • Velocidade e agilidade: quando você treina com um colete de peso, a memória muscular é ativada para se adaptar ao novo peso. Tanto o corpo como o cérebro vão achar que esse peso extra é real, e a memória muscular atuará com base nisso. Esse fenômeno, de enganar seu próprio corpo, produz ganhos significativos de velocidade e agilidade.
    • Densidade dos ossos: se os músculos crescem e ficam mais fortes, os ossos tendem a ficar mais densos para suportar a nova “carga” corporal. E isso é uma consequência já observada com o uso do acessório.

Vale repetir: fazer uma progressão gradual no uso do colete para evitar lesões é essencial. Tudo o que aumenta a intensidade aumenta também o risco de contusões.

Para começar, coloque o colete em uma sessão de treino e utilize poucos minutos ou poucas repetições. Na semana seguinte, aumente mais uma sessão e também o tempo ou as repetições. E assim por diante!

Se você já é um atleta de nível avançado, se liga em duas possibilidade de treino pra você usar o colete!

Treino Peito e Tríceps Avançado com Colete de Peso

  • 5 X 10 reps (ou entre 8 a 12 reps) – Flexão de braço tradicional – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 4 X até a falha – Flexão de braço aberta – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 3 X 4 a 8 reps – Flexão de braço batendo palmas – 10 a 20% do seu peso corporal*
  • 4 X 10 reps (ou entre 8 a 12 reps) – Tríceps no banco – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 3 X 6 reps (ou entre 4 a 8 reps) Mergulho – 20 a 30% do seu peso corporal*

Treino Costas e Ombro Avançado Com Colete de Peso

  • 5 X 6 reps (ou entre 4 a 8 reps) Barra fixa pegada pronada fechada – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 4 X 5 reps (ou entre 3 a 7 reps) Barra fixa pegada supinada aberta – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 4 X 10 reps (ou entre 8 a 12 reps) Remada invertida no smith ou barra fixa baixa – 20 a 30% do seu peso corporal*
  • 5 X 5 reps (ou entre 3 a 7 reps) Flexão invertida ou parada de mão na parede 20 a 30″ – 10 a 20% do seu peso corporal*

* A carga a ser utilizado no colete de peso pode variar para cada praticante. Por isso, você deve conversar com seu professor para determinar o número ideal para você.

Comentários