9 mulheres que impressionaram o mundo e foram campeãs do Ms. Olympia

Não pense que Lee Haney e Ronnie Coleman são os maiores campeões do Olympia. Na verdade, entre os bodybuilders, é uma mulher a maior vencedora. Confira!

Já falamos aqui dos dos gigantes campeões do Mr. Olympia, seria injusto não falarmos, também, das bodybuilders campeãs do Ms. Olympia. Não é mesmo?

Essas mulheres guerreiras, quebraram barreiras e preconceitos para construir shapes impressionantes.

Lembrando que o ponto principal disso não é se, realmente, o shape delas é bom ou do seu agrado.

Mas sim a dedicação, a disciplina que elas tiveram para chegar onde chegaram.

Do mesmo modo que Arnold, Ronnie Coleman, entre outros monstros também conseguiram chegar.

Então bora conferir quem são as 9 mulheres que foram campeãs do extinto Ms. Olympia Women’s Bodybuilding?

Saca só:

9 mulheres que impressionaram o mundo e foram campeãs do Ms. Olympia

1ª Rachel McLish (campeã em 1980 e 1982)

Rachel McLish

A norte-americana Rachel McLish foi a primeira campeã do Ms. Olympia, em 1980, na 1ª edição do torneio.

Lembrando que, enquanto isso, o Mr. Olympia já existia desde 1965.

Quem inspirou Rachel ao bodybuilding foi outra bodybuilder, Lisa Lyon. Graças à ela e também um amigo, que ela começou a competir.

Além disso, Rachel acabou se formando na Universidade do Texas em fisiologia e nutrição.

Rachel ainda conquistaria o bicampeonato em 1982, após no ano anterior ter sido destronada por uma gigante europeia…

2ª Kike Elomaa (campeã em 1981)

Kike Elomaa

A finlandesa Kike Elomaa foi a responsável por destronar a musa Rachel McLish, em pleno solo americano!

Ou seja, ela foi a primeira europeia a conquistar o título do Ms. Olympia!

Ela começou a treinar aos 20 anos, mas foi conquistar seu primeiro e único título aos 26 anos.

3ª Carla Dunlap (campeã em 1983)

Carla Dunlap

Carla Dunlap foi outra atleta que só conquistou em apenas em uma oportunidade. Entretanto, seu shape era insano!

Além disso, era mais volumoso e definido que o das outras campeãs. O legal de sua história é que ela era uma atleta desde os 10 anos!

Ela começou na ginástica, depois foi para a natação, precisamente no nado sincronizado.

4ª Corinna Everson (campeã de 1984 a 1989)

Corinna Everson

O primeiro reinado no Ms. Olympia foi o da também norte-americana Corinna Everson.

Curiosamente, seu shape era tão grande ou mais definido e volumoso que o de Carla Dunlap, mostrando a evolução da avaliação dos jurados.

Uma curiosidade de Corinna é que a 6x campeã já contracenou com nada menos que Jean Claude Van Damme no filme Duplo Impacto, em 1991.

5ª Lenda Murray (campeã de 1990 a 1995 e em 2002 e 2003)

 

Depois de Corinna Everson, outra norte-americana reinou no Ms. Olympia. Foi Lenda Murray.

E o tamanho de Lenda Murray impressionava. Sem contar a definição, né?

Ela simplesmente era gigante, e tinha um corpo simétrico de dar inveja em muita gente e de ser admirado.

Murray começou a treinar com 22 anos de idade, e com poucos dias de academia disseram para ela que ela tinha potencial para ser boybuilder.

E ela foi pra cima. E o resultado de tanta dedicação veio em 1990, quando com 28 anos de idade ela conquistou o primeiro dos seus oito títulos do Ms. Olympia.

Depois de 95, ela ficaria num jejum de títulos até voltar a ser campeã em 2002 e 2003, quando já estava com 40 e 41 anos de idade, respectivamente.

6ª Kim Chizevsky (campeã de 1996 a 1999)

kim chievzky

A responsável por causar o hiato de conquistas de Lenda Murray foi outra gigantesca bodybuilder: Kim Chizevsky.

Outra atleta que desde jovem praticou esportes, gostava de jogar basquete, vôlei e ainda por cima era cheerleader.
Sempre teve que cuidar do corpo. Ou seja, sua relação com o bodybuilding até que era próxima…

Foi então que com 20 anos ela conheceu um bodybuilder de nome Chad Nicholls, que a incentivou a praticar o bodybuilding. E ela foi pra cima!

Sua primeira competição como profissional foi em 1993. Ela acabou campeã da segunda competição mais importante: o Ms. International.

Enquanto isso, no Ms. Olympia, acabou na 5ª colocação. No ano seguinte ela não competiria e no posterior amargaria o vice, perdendo para Murray.

A redenção viria em 96, com a conquista do Ms. Olympia. O reinado duraria até 1999.

Em 2000, a competição não seria realizada, retornando apenas em 2001, com uma nova campeã…

7ª Juliette Bergmann (campeã em 2001)

Juliette Bergmann

A holandesa Juliette Bergmann foi quem deu um fim na sequência de títulos norte-americana, que durou na menos que 18 anos.

E dizer que o shape dela não devia em nada para nenhuma outra bodybuilder. Era incrivelmente insano!

8ª Iris Kyle (campeã em 2004 e de 2006 a 2014)

 

Depois das conquistas em 2002 e 2003 de Lenda Murray, foi a vez de surgir uma lenda. A maior campeã até então.

O nome dela? Iris Kyle. Um dos shapes femininos mais insanos que você verá até aqui.

De acordo com a lenda, o que a motivou a entrar para o bodybuilding foi sua mudança para Orange County, quando se viu cercada de pessoas “fitness”.

Ela optou ter essa mesma vida e acabou se matriculando em uma academia. Foi aí que nasceu a “monstra”.

9ª Yaxeni Oriquen-Garcia (campeã em 2005)

 

Yaxeni é responsável por um feito histórico. Ela é a única campeã sul-americana do Olympia, seja no Mr ou no Ms.

Foi ela quem freou Iris Kyle, que no ano seguinte voltaria a ser campeã até o término da competição em 2014.

Não precisa nem comentar do shape insano da venezuelan, né? Só tinha fera no Ms. Olympia!

 

 

LEIA MAIS: 10 filmes com mulheres poderosas que desmentem o papo de ‘sexo frágil’
LEIA MAIS: Os 5 acessórios de treino preferidos das mulheres nas academias

Comentários