levantamento terra começar

Calos nas mãos: como lidar com eles e evitar que se torne um problema

Calos nas mãos fazem parte da rotina de qualquer maromba. Mas a partir de certo ponto, eles podem se tornar um problema. Veja como lidar com isso.

Não importa se você considera os calos uma marca da batalha ou um efeito colateral que enche o saco, o fato é que eles podem arruinar o seu treino.

Os calos nas mãos podem ser um símbolo do treino pesado, mas ao mesmo tempo podem se tornar um problema, dificultando a boa execução de movimentos, gerando problemas de higiene e até te impedindo de treinar.

Não vamos entrar no mérito das luvas, se elas são benéficas ou prejudiciais, se é frescura ou necessidade. Este post não é sobre isso.

Aqui, queremos falar com aqueles que treinam sem luvas, seja por qual motivo for, e por isso sofrem constantemente com calos nas mãos.

Você sabe o que fazer quando a pele fica endurecida e saliente por causa da fricção repetitiva causada pelo treino?

Que saber como lidar com isso? Então se liga:

Calos nas mãos: como lidar com eles e evitar que se torne um problema

Prevenção

pegada - prevenir calos

Não existe nada – nem as luvas – que vai impedir totalmente o aparecimento de calos. Mas dá para amenizar o problema, mesmo sem luvas, e com cuidados simples.

O primeiro é ajustar sua pegada. Se a barra é o objeto da academia que mais contribui para o surgimento dos calos, a forma como você a segura pode fazer toda a diferença.

Não é para inventar moda, mas apenas ajusta a posição da barra nas mãos, segurando-a na parte mais baixa da palma da mão ao invés de muito perto dos dedos, como mostra a imagem acima.

Usar giz, cal ou magnésio nas mãos também é uma boa. Ele facilita a pegada correta, pois evita que a barra escorregue e que você sinta a necessidade de posicioná-la mais próxima aos dedos.

O segundo é usar um creme hidratante nas mãos após os treinos. Pode parecer frescura, mas se você treina realmente pesado e sabe o quanto os calos incomodam, vai deixar esse preconceito de lado rapidinho.

Cuidados e remoção

 

Se você já está com calos nas mãos, é importante evitar que eles se tornem um problema sério e te impeçam de treinar.

Para isso, você precisa, em primeiro lugar, deixar de cutucá-los. Ficar arrancado a pelinha é só (mais) um recado para o seu corpo de que aquela região precisa de um reforço e de uma pele mais grossa – o que vai aumentar os calos.

Para piorar, se você cutucar os calos ainda vai pode causar sangramentos, que vão atrasar a recuperação, doer mais e aumentar o problema.

A outra medida fundamental é passar na farmácia e comprar uma loção para as mãos que tenha ação de renovação celular da pele e, se possível, seja esfoliante.

Por último, você pode remover os calos., mas isso só é indicado para quando o problema está num estágio avançado – calos pequenos são até positivos, pois deixam a pele da mão mais forte.

Se você estiver nesse estágio avançado e quiser remover os calos, é preciso paciência e dedicação, pois o resultado não vem do dia para a noite e o processo deve ser feito pelo menos duas vezes por semana.

Deixe a mão de molho por 15 a 20 minutos em água quente com sulfato de magnésio (também chamado sal de epsom ou sal amargo) e, depois, passar uma pedra pome.

Caso escolha essa última opção, lembre de passar a pedra levemente, para não destruir sua mão e deixar a situação ainda pior. Você precisa usar a pedra para tirar a pele morta, superficial.

Do contrário, vai sangrar. E doer muito mais quando for treinar.

Conclusão

evitar calos

Mas nunca se esqueça: os calos são inevitáveis para quem treina pesado. Eles são uma proteção natural do organismo contra a pressão e fricção excessiva da barra sobre a pele.

Os calos têm, por isso, até um papel importante. Sem eles, sua pele fica mais frágil e segurar a barra fica dolorido.

Então, não se preocupe tanto com isso e busque o equilíbrio.

Ao mesmo tempo que calos grandes deixam a mão horrenda e causam dores e incômodos, nenhum calo tem dois problemas: o primeiro é o que falamos no parágrafo anterior, o segundo é que talvez você não esteja treinando tão pesado quanto deveria.

No final, você pode usar as dicas de prevenção e tratamento para evitar que se torne um problema, e não para que você nunca tenha calos.

LEIA MAIS: 3 explicações para quem sente enjoo durante o treino
LEIA MAIS: 7 motivos que levam à total falta de energia e disposição no dia a dia

Comentários