6 alimentos que a ciência já provou que fazem mal à saúde e mesmo assim você consome

Você pode pagar caro pela teimosia em consumir alimentos comprovados que fazem mal não só aos resultados com os treinos, mas também à sua saúde

As pessoas cada vez mais estão preocupadas com a saúde e estética.

Da mesma forma que a ciência também avança fazendo descobertas sobre alimentos e nutrientes que prejudicam a saúde.

Diversos estudos são feitos para saber qual o impacto do consumo de alguns alimentos na saúde das pessoas.

O fato é que muitas vezes esses estudos não são tão divulgados.

Mas quando são, muita gente ignora, achando que os problemas que esses alimentos podem trazer não são sérios ou que não acontecerá com elas.

Claro que tem aqueles que se importam querem evitar, mas na prática não conseguem.

Seja pelo hábito, pela correria ou porque acham difícil ficar sem comer o que gosta.

Isso não quer dizer que nunca mais você vai poder comer um alimento que ama por causa de um estudo disse que aumenta o risco de doenças cardiovasculares, por exemplo.

Mas você tem que dar atenção. Evitar ao máximo e, quando consumir, fazê-lo com moderação.

Você pode achar tudo bem consumir uma pequena porção daquele alimento que tanto gosta todos os dias.

Mas pense: são 7 dias. Toda a semana você faz isso. Até quando? Os dias se tornam meses, anos e quando perceber, você já consome aquele alimento por longos anos.

Além disso, consumir esse alimento com outros prejudiciais à saúde prejudicam ainda mais a sua alimentação saudável.

Quem treina e quer melhorar a estética, também deve ter muito atenção, já que esses alimentos também prejudicam os resultados dos treinos e da alimentação saudável.

Mesmo quando consumidos com moderação e esporadicamente.

Agora que você já sabe que deve evitar esses alimentos ao máximo, veja quais são os principais alimentos que a ciência já comprovou seus malefícios à saúde.

Se liga:

6 alimentos que a ciência já provou que fazem mal à saúde e mesmo assim você consome

1. Bolacha recheada

bolacha recheadabolacha recheada

As bolachas recheadas são alimentos que contém alta quantidade de farinha de trigo, açúcar, gordura vegetal e aditivos químicos.

Que são: corantes, aromatizantes, estabilizantes, conservantes e outros.

Diversos estudos já mostraram que o consumo excessivo de farinha de trigo e açúcar podem trazer alguns prejuízo à saúde.

Como aumentar o risco de sobrepeso e obesidade.

Este outro estudo cita estudos que mostram que o consumo de aditivos químicos pode estar relacionado ao aparecimento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, aumentar o risco de câncer, entre outros prejuízos. 

2. Refrigerantes

Refrigerante Diet

Você com certeza já ouviu falar que refrigerante faz mal para à saúde, contém alta quantidade de açúcares e aditivos químicos, né?

Diversos estudos já concluíram que há uma grande associação entre o consumo de refrigerante com o aumento da ingestão de energia e peso corporal.

Ou seja, essa bebida aumenta a prevalência de sobrepeso e obesidade, que estão relacionados com o surgimento de outras doenças.

O estudo ainda citou 2 estudos que fizeram uma associação entre o consumo de refrigerantes com dieta nutricionalmente mais pobres.

Enquanto outros 3 ainda associaram o consumo da bebida com alimentos de alto índice glicêmico, já que o refrigerante possui alto índice glicêmico e estimula o consumo de outros alimentos desse tipo.

O consumo excessivo de alimentos de alto índice glicêmico, por sua vez, aumenta o risco do desenvolvimento de diabetes e sobrepeso.

3. Embutidos

embutidos

O que não falta no mercado é opção de embutidos, alguns são vendidos até como opções lights e saudáveis, que é o caso do peito de peru.

Há um alto consumo desses alimentos pela população e alguns deles substituem as carnes da refeição.

Está certo que o custo desses alimentos é mais em conta, mas no futuro você pode pagar caro se abusar desses alimentos.

Os principais embutidos e mais consumidos são: linguiça, salsicha, nuggets, salame, presunto, peito de peru, mortadela, e outros.

Você nem precisa pesquisar muito para achar diversos estudos que mostram os malefícios que esses alimentos podem causar.

O consumo dos embutidos ou carnes processadas, entre outros prejuízos à saúde, está associado à incidência de doenças cardiovasculares e até mesmo de câncer

Isso porque possuem alta concentração de colesterol, gordura saturada, sódio, calorias e aditivos químicos.

4. Frituras

batatas fritas

Na verdade, fritura é um método de cocção em que o alimentos é colocado em imersão em óleo quente.

Os óleos são alimentos ricos em calorias e quando um alimento é preparado no método de fritura, ele se torna mais calórico e se torna um alimento mais rico em gordura.

Isso prejudica a dieta e pode aumentar o desenvolvimento de sobrepeso e outros doenças. Mas, há outro problema relacionado com a fritura.

O óleo utilizado na fritura, dependendo da temperatura, oxida e é capaz de agregar a si compostos tóxicos, como a acroleína. 

Essa substância é potencialmente cancerígena, além de outras substâncias também prejudiciais à saúde.

Este estudo ainda aponta a importância da troca de óleo: “a troca constante do óleo utilizado para minimizar o risco de formação de compostos tóxicos como a acroleína, quando se atingem altas temperaturas, como no caso das frituras.”

5. Macarrão instantâneo

miojo

O macarrão instantâneo é uma ótima alternativa quando as pessoas precisam cozinhar algo rápido, pois ficam prontos em apenas 5 minutos.

O problema é que isso acontece porque o macarrão é frito antes de ser embalado, ou seja, você não vai consumir um macarrãozinho saudável.

Apesar da praticidade, este alimento não é nada saudável.

Além de ser frito, o que o torna um alimentos mais calórico e com mais gordura, ele contém uma quantidade enorme de Sódio.

Em média, um macarrão instantâneo tem xxxxxxxxxx g de Sódio

O consumo excessivo de sódio é uma das causas para o aumento da hipertensão arterial, que eleva o risco para o desenvolvimento do acidente vascular cerebral e infarto

6. Salgadinhos

salgadinho

Os salgadinhos são vendidos em qualquer supermercado e há uma ampla opções de marcas e sabores.

Esses alimentos contém uma alta quantidade de gordura, sódio, calorias e aditivos químicos.

Além disso, não contém ou possuem uma quantidade mínimo de nutrientes importantes para a saúde.

Por ser pobre em nutrientes bons e ricos em substâncias ruins e calorias é considerado um alimento de calorias vazias.

Isso faz dos salgadinhos um inimigo da dieta, já que não trazem nenhum benefícios à saúde e alimentação – apenas malefícios.

Nem precisa citar os estudos, pois vocês já sabem o quão mal os alimentos ricos em sódio, gorduras e aditivos podem fazer.

  
 

Comentários