alimentação - proteínas

In natura, processados e ultraprocessados: entenda a diferença entre cada um

Alimentos in natura,processados e industrializados, cada um atua de maneira diferente no seu organismo. Entenda as diferenças entre cada um deles e como isso afeta a sua saúde!

Você com certeza já ouviu falar que é sempre melhor consumir os alimentos in natura, do que suas versões processadas ou alimentos industrializados.

Isso porque a maioria dos produtos industrializados contam com uma grande quantidade de açúcar, gordura, sódio e outras substâncias prejudiciais à saúde.

Mas será que todos os produtos vendidos em caixinhas ou outras embalagens são iguais e realmente fazem mal à saúde?

Hoje, a preocupação com uma alimentação saudável está aumentando e as indústrias estão melhorando seus processos de fabricação e também a tecnologia usada para desenvolver produtos mais saudáveis.

Isso é ótimo, pois possibilita o consumo de produtos saudáveis, com maior prazo da validade e muitas vezes até adicionados de nutrientes benéficos à saúde.

Porém, ainda há diversos produtos que contém ingredientes adicionados com o objetivo de deixar o produto mais barato ou prolongar sua validade que são maléficos à saúde.

É muito importante observar e saber identificar quão bem ou mal aquele produto pode causar ao organismo.

Esses produtos são classificados em três categorias diferentes e agora vai ficar mais fácil de entender a diferença entre eles.

Se liga:

In natura, processados e ultraprocessados: entenda a diferença entre cada um

alimentos in natura

Alimentos in natura ou minimamente processados

Alimentos in natura são aqueles obtidos diretamente de plantas ou de animais.

Quando eles são submetidos a limpeza, extração de partes, fracionamento, moagem, secagem, fermentação, refrigeração, congelamento e pasteurização.

Além de outros processos que não alteram significativamente seus valores nutricionais, tornando-se alimentos minimamente processados.

Isso quer dizer que ele passou por um processo, mas não houve danos ou alterações nutricionais significativas.

Por exemplo, um abacaxi inteiro possui um valor nutricional específico, quando ele é cortado e fatiado ele continha com o mesmo valor nutricional, referente a porção.

Processados

alimentos processados

Alimentos produzidos com adição de sal, açúcar ou outras substâncias de uso culinário para torná-los duráveis ou mais agradáveis ao paladar.

Ainda pensando no abacaxi, essa fruta processada pode ser o abacaxi em calda.

O abacaxi em calda é o abacaxi in natura ou minimamente processado que recebe a adição de açúcar e algum conservantes para aumentar sua validade.

Esse processo torna esta fruta um alimento processado e menos saudável, pois ao consumi-lo, você ingere uma maior quantidade de açúcar e conservantes, que fazem mal à saúde.

Ultraprocessados

Vai além dos alimentos processados, pois são formulações industriais feitas inteiramente ou majoritariamente de substâncias extraídas de alimentos (gordura, açúcar, amido, proteína).

Estas derivadas de constituintes de alimentos (gordura hidrogenada, amido modificado) ou sintetizadas (corantes, aromatizantes, realçadores de sabor).

Ou seja, o produto total ou sua maior parte constituída por substâncias extraídas de alimentos ou pior, substâncias sintéticas.

Utilizando o mesmo exemplo do abacaxi à critéria de comparação, o exemplo de ultraprocessado seria a gelatina de abacaxi.

A gelatina é composto por açúcar, gelatina, aromatizantes artificiais (abacaxi), adoçantes artificiais e outros aditivos químicos.

Mesmo que a própria fruta fosse utilizada para aromatizar, o produto ainda seria em sua maior parte composto por substâncias extraídas dos alimentos e sintéticas.

Conclusão

miojo

Agora você já sabe a diferença básica entre os alimentos in natura/minimamente processados, os processados e os ultraprocessados.

Acondicionar um produto in natura em uma embalagem específica para uma maior conservação dele, por exemplo, não provoca perdas nutricionais significativas do alimentos. Isso faz dele um alimento minimamente processado.

Mas se houver adição de ingredientes maléficos à saúde, você deve ficar mais preocupado e quanto mais ingredientes o alimento receber e mais ingredientes sintéticos, pior.

Priorize o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados para reduzir o consumo de açúcar, gorduras, sódio e aditivos químicos, que são ingredientes mais utilizados nos alimentos industrializados.

Esses ingredientes são prejudiciais à saúde de forma geral e ainda prejudicam o desempenho físico na prática de atividade física, pois podem aumentar o risco de inflamações e infecções.

Eles também podem favorecer o ganho de peso e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, pela quantidade de açúcar, gorduras e sódio.

LEIA MAIS: 8 dicas para você economizar seu tempo na cozinha
LEIA MAIS: As 5 melhores fontes de carboidratos segundo quem entende do assunto
LEIA MAIS: ‘Pekeno’ Resolve: compras que um bodybuilder pode fazer na feira

Comentários