alimentos que melhoram o desempenho físico

5 alimentos funcionais capazes de melhorar o seu desempenho físico

Escolhendo os alimentos certos para a sua dieta, você pode fazer sua performance melhorar consideravelmente durante a prática de esportes.

A dieta não é fundamental para os atletas só por causa dos macronutrientes, capazes de oferecer energia e aumentar a massa magra. Os micronutrientes também desempenham papeis fundamentais no organismo, e entre eles está a possibilidade de melhorar o desempenho físico. 

É isso mesmo: escolhendo os alimentos certos para a sua dieta, você pode fazer sua performance melhorar consideravelmente durante a prática de esportes. 

Quer conhecer alguns alimentos que têm esse poder? Então se liga na lista abaixo:

5 alimentos funcionais capazes de melhorar o seu desempenho físico

TCM

óleo de coco

Triglicerídeos de Cadeia Média (TCM) são ácidos graxos que vem ganhando espaço na alimentação de atletas porque fornecem energia durante exercícios de intensidades leve à moderada e de longa duração.

Os TCM são rapidamente absorvidos e transportados pelo organismo, com uma velocidade de oxidação similar à do carboidrato, e ainda fornece mais energia (9 kcal/g) que os carboidratos (4 kcal/g).

Dessa forma, a utilização de TCM visar manter os estoques de glicogênio (carboidrato estocado), que são li para o final da competição. Portanto, sua utilização pode proporcionar mais benefícios em provas e treinos de longa duração.

Os dois alimentos mais comuns para encontrar TCM são o óleo de coco e o azeite de dendê (óleo de palma). 

Chá verde

chá verde

O aumento do gasto energético, da termogênese e da oxidação lipídica já são efeitos muito conhecidos do Chá verde. Por outro lado, seu benefício para o aumento de desempenho físico não é muito comentado.

Estudos com humanos e animais demonstram que o chá verde pode sim melhorar o desempenho físico e trazer benefícios para quem treina. Um estudo feito com 36 mulheres, por exemplo, mostrou que o consumo de chá verde combinado com treinamento de resistência aumentou significativamente a massa e a força musculares.  

Outro estudo aponta que o consumo a longo prazo do extrato de chá verde em associação a exercício exercício pode estimular a utilização de ácidos graxos como fonte de energia no músculo esquelético e melhorar a capacidade de resistência (endurance). 

Café

café

O café é uma das fontes alimentares de cafeína, substância capaz de melhorar o desempenho.

Vários estudos demonstram os benefícios da cafeína para o aumento do desempenho físico por mecanismos diferentes.

Por exemplo, um estudo realizado em 2011 para avaliar o efeito agudo da cafeína no desempenho da força muscular concluiu que apesar do aumento registrado na força muscular no grupo que recebeu suplementação de cafeína e no grupo placebo, pode-se atribuir efeito ergogênico à cafeína durante uma sessão de testes de força muscular.

Outro estudo mostrou que a cafeína reduz a percepção de esforço durante o exercício e isso pode explicar os efeitos ergogênicos da cafeína sobre o desempenho.

Alguns estudos também mostram outros efeitos da cafeína sobre o desempenho físico, como a redução da fadiga, efeito estimulante, entre outros.

Alimentos fontes de Ômega-3

alimentos ricos em ômega-3

Exercícios de alta intensidade provocam uma excessiva formação de radicais livres e estimulam um estado inflamatório.

O consumo de ômega-3 auxilia na prevenção e redução dos efeitos inflamatórios causados pelo exercício, podendo amenizar lesões musculares.

Outro efeito funcional do uso de alimentos ricos em ômega-3 se deve ao seu efeito vasodilatador, que contribui para a melhora no fluxo de oxigênio e nutrientes para os tecidos, auxiliando na melhora do desempenho físico e processo de anabolismo.

Além disso, o consumo de ômega-3 também traz benefícios para a saúde porque auxilia na melhora do metabolismo lipídico e na prevenção de doenças cardiovasculares.

As fontes alimentares do ômega-3 são, principalmente, os peixes (cavala, arenque, sardinha, salmão, atum e bacalhau são os principais), semente de linhaça, castanhas, algas e nozes.

O ômega-3 também pode ser obtido através da suplementação. Os suplementos fontes de ômega 3 mais comuns são os suplementos de óleo de peixe. 

Linhaça

linhaça

A semente de linhaça contém vitaminas (B, C, E) e minerais (ferro, zinco, potássio, magnésio, fósforo e cálcio), ácidos graxos ômega-3, lignana e fibras totais.

Estes nutrientes desempenham diversas funções no organismo, algumas muito importantes para quem treina, como por exemplo a contratilidade muscular, a condutividade neural e o equilíbrio ácido básico do organismo.

Além disso, melhora o processo metabólico de forma geral, melhorando a eficácia na produção de energia e diminuindo a fadiga dos músculos após o exercício.

Esses alimentos já fazem parte da sua dieta? Não os deixe de fora!

LEIA MAIS: Efeitos do álcool: como a bebida pode influenciar nos seus ganhos 
LEIA MAIS: 5 ‘truques’ para otimizar os resultados do treino de braços 

Comentários