12 alimentos que parecem saudáveis, mas podem arruinar sua dieta

Descubra alguns alimentos que todo mundo acredita serem saudáveis, mas que na realidade podem arruinar sua dieta e os seus ganhos!

Se você quer que sua dedicação na academia dê resultados, precisa combinar o treino com uma boa alimentação. E isso significa comer as quantidades adequadas de macros e micronutrientes, o que só é possível se você fizer escolhas saudáveis.

O problema é que existem muitos alimentos que enganam. Que são vendidos como super saudáveis e amigo da alimentação equilibrada, mas na realidade não são bem assim.

Se você controlar a alimentação, rastreia macros e calorias, come frutas, verduras e legumes, dar uma “escapada” de vez em quando não é um problema. É possível comer porcaria de vez em quando se você, no geral, equilibrar as coisas.

O problema é que, se você acha que um alimento ruim é saudável, vai comer com frequência e desandar esse equilíbrio – e, claro, comprometer seus ganhos e seus objetivos.

Quer conhecer alguns alimentos enganadores, vendidos e consumidos como se fossem opções saudáveis, mas que na verdade não são? Então se liga:

12 alimentos que parecem saudáveis, mas podem arruinar sua dieta

1- Cereais 

cereais matinais

Os cereais são um grupo de alimentos muito saudáveis, mas a forma como ele é vendido pela indústria o transforma em uma opção ruim.

Quem nunca comeu um cereal matinal com leite, achando que é bem mais saudável que um pão?! O problema é que este cereal é cheio de açúcar, sódio e outros aditivos químicos que fazem mal à saúde.

Hoje em dia já existem algumas opções que têm uma menor quantidade de açúcar e aditivos, porém é preciso escolher a melhor para não se enganar!

2- Granola

A granola pode ou não ser uma opção saudável. Para agradar o paladar das pessoas, a indústria acrescentou às granolas uma série de produtos que a tornam menos saudável e mais calórica, como os açúcares, adoçantes e aromatizantes artificiais.

O ideal é que a granola seja composto por cereais (aveia, trigo, centeio, cevada, amaranto, quinoa), oleaginosas (castanhas de caju, castanha do pará, nozes, amêndoa, avelã, etc.), sementes (linhaça, girassol, gergelim) ou um mix destes ingredientes, e que contenha o mínimo de açúcares, que podem aparecer como xarope de glicose, frutose, açúcar invertido, etc.

3- Sushi

sushi comida japonesa brasileira

Podemos afirmar que tradicionalmente o sushi é uma opção saudável, já que possui minerais, ômega 3 e outros nutrientes e seu valor calórico é normalmente baixo.

Porém, este alimento sofreu algumas alterações no Brasil e, muitas vezes, levam adicionais como cream cheese, chocolate, maionese, frituras e outros ingredientes que, além de descaracterizar o prato tradicional, aumentam o número de calorias, o teor de gordura e deixam o prato menos saudável.

Além disso, os sushis são consumidos normalmente com muito molho de soja (shoyu), que contém muito sódio.

4- Barrinha de cereal

As barrinhas de cereal são vistas como uma ótima opção para os lanches intermediários, isso porque normalmente contém poucas calorias e contém ingredientes saudáveis, como castanhas e frutas secas.

Porém, muitas barrinhas encontradas no mercado hoje, não são realmente saudáveis, são cheias de açúcares e aditivos para dar mais sabor.

Confira a lista de ingredientes e certifique-se de que você está escolhendo a melhor opção. Se os primeiros ingredientes forem açúcares, fuja!

5- Margarina

margarina

A manteiga é feita a partir do leite da vaca. Já a margarina é obtida por meio de óleos vegetais, que muitas vezes passam pelo processo de hidrogenação, para aumentar a conservação e melhorar consistência, o que a torna uma fonte de gordura trans – inimiga da saúde.

Além disso, a margarina contém aditivos químicos, como aromatizantes, corantes, estabilizantes, emulsificantes e outros aditivos que servem para conservar o produto, mas que não são nada saudáveis.

6- Águas aromatizadas

As águas aromatizadas naturalmente, aquelas que você mesmo prepara, são realmente saudáveis. Mas hoje há inúmeras empresas que vendem águas aromatizadas e/ou água com sabores, que não são nada saudáveis.

Essas águas engarrafadas contém aditivos alimentares como aromatizantes e adoçantes artificiais, e também podem conter açúcar e sódio em alta quantidade. Portanto, é importante ficar de olho no rótulo e sempre preferir a versão natural.

LEIA MAIS: 8 opções de alimentos para comer no pré-treino e maximizar seus ganhos 
LEIA MAIS: 6 alimentos que podem arruinar seus ganhos e devem ser cortados do pré-treino 
LEIA MAIS: 5 motivos para monitorar seu consumo diário de macronutrientes

7- Comidas congeladas

comidas congeladas

Todo mundo sabe que os alimentos industrializados congelados contêm altas quantidades de sódio e aditivos químicos, porém hoje temos algumas opções de refeições congeladas que alegam serem naturais e caseiras.

É preciso ter cuidado!

Apesar de serem melhores que as comidas congeladas industrializadas, algumas empresas de “marmitas fit” utilizam sódio para conservar o produto por mais tempo. É importante ficar de olho na tabela nutricional e na lista de ingredientes!

8- Molhos prontos para salada

Muitas pessoas acreditam que os molhos prontos para a salada são uma alternativa saudável, pois são feitos basicamente de ingredientes naturais e acompanham um prato muito saudável – a salada.

Mas a verdade não é exatamente essa: esses molhos contêm altas quantidades de conservantes, açúcar, sódio, aroma artificial e outros aditivos químicos.

E, com eles, um prato que deveria ser saudável se torna o inverso disso. 

9- Bebidas zero açúcar

O consumo de refrigerante zero açúcar cresceu nos últimos tempos devido a preocupação das pessoas com o sobrepeso e a saúde. Mas isso é um engano!

Para manter o sabor da bebida, estes refrigerantes recebem um maior número de aditivos químicos, sódio e adoçantes artificiais que fazem muito mal à saúde.

Tem até um estudo recente que mostrou que o consumo de bebidas adoçadas artificialmente, como os refrigerante zero, aumenta o risco de AVC (acidente vascular cerebral) e demências. 

Ou seja, se você acha que esse tipo de bebida é uma opção saudável, está completamente enganado.

10- Alimentos “integrais”

O problema aqui não são os alimentos realmente integrais, que são saudáveis, mas sim àqueles alimentos que são vendidos como integrais e na verdade não são.

Isso acontece porque a lei brasileira permite classificar um produto alimentício como integral se um dos seus ingredientes for integral – mesmo que em quantidade irrisória e menor do que os outros ingredientes. Com essa brecha, fica fácil para empresas do ramo chamaram qualquer coisa de integral.

Por isso, ficar de olho na lista de ingredientes desses alimentos é essencial. Muitos salgadinhos, bolachas, biscoitos, bolos e outros alimentos são vendidos como integrais, mas na verdade contém apenas uma pequena quantidade de cereal integral.

Se na lista de ingredientes, o primeiro ingrediente for farinha refinada, saiba que você está sendo enganado!

11- Peito de peru

peito de peru

O peito de peru é uma carne magra e uma ótima opção para um cardápio equilibrado. Mas a coisa muda de figura se o assunto for o peito de peru como embutido, aquele vendido na seção de frios da padaria ou do mercado.

Sim, pode acreditar: o peito de peru fatiado não é simplesmente o peito da ave cortado, é um embutido, como o presunto. 

Apesar de ser feito principalmente com uma carne magra (o peito do peru) ele é rico em sal e em diversos aditivos químicos, como corantes, conservantes, espessantes e realçadores de sabor – exatamente igual ao que fazem com o salame ou a mortadela, que certamente você nunca acreditou serem opções saudáveis.

E aí, você já foi enganado por algum alimento dessa lista?

Importante lembrar, claro, que a ideia deste post não é apontar vilões ou te proibir de comer alguma coisa. A palavra-chave é equilíbrio. E a ideia é evitar pegadinhas, que podem fazer você comer algo como se fosse um grande aliado, enquanto o seu papel é de vilão.

Comentários