brrrn, academia

Conheça a academia onde você treina no frio para queimar mais calorias

A academia ‘Brrrn’, que fica em Manhattan, nos Estados Unidos, te coloca para treinar sob um frio de 7ºC e queimar mais calorias

Treinar no frio nunca é fácil. Primeiro, levantar da cama é uma árdua tarefa.

Depois, tem o trajeto até a academia. Mas aí você já vai pensando “Ah, mas lá na academia vou esquentar o corpo porque vou pegar pesado”.

Bom, isso não acontece na academia ‘Brrrn’.

Pode fazer calor, frio. Você sempre irá treinar no frio.

Esta academia é a primeira em todo o mundo a propor aos seus alunos que treinem sob o frio.

Você deve pensar, também “Mano, quem vai querer treinar no frio?”.

Bom, treinar no frio vai fazer com que você queime mais calorias.

Como, a gente explica abaixo.

Se liga:

Conheça a academia que te põe para treinar no frio e queimar mais calorias

Treinar no frio para queimar mais calorias?

 

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Brrrn (@brrrn) em

 
Quem explica é o co-proprietário da ‘Brrrn’, Johnny Adamic.

“Quando você treina sob baixa temperatura, você otimiza a sua experiência, você se esforça mais, queimando gordura, aumentando sua resistência ao frio, entre outros benefícios”, explica.

Adamic é um personal trainer e também professor de yoga, com vasta experiência em saúde pública e alimentação.

De acordo com o especialista, o calor pode limitar a capacidade do corpo ter um melhor desempenho.

Em entrevista à Men’s Health, a especialista em medicina física e reabilitação, Nadya Swedan, explica como isso acontece.

“Você pode queimar mais calorias no frio, pois seu corpo não irá se exercitar, apenas, mas também vai trabalhar para aumentar a temperatura central, por se esforçar mais”, explica.

De acordo com ela, não há risco em trabalhar em temperaturas baixas, desde que a pessoa se hidrate adequadamente e não esteja MUITO frio.

“Uma pesquisa mostrou que o coração e os pulmões têm que trabalhar mais em temperaturas mais frias”, finalizou.

Como tudo começou?

 

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Brrrn (@brrrn) em

 

Jimmy Martin, outro proprietário da academia, conta de onde veio a ideia.

“Eu estava com um aluno, e comentamos como o calor dificultava e diminuía a vontade de treinar. Isso me fez perceber que meu treino rende muito mais no inverno”, conta.

Aulas em temperaturas diferentes

A Brrrn oferece aulas sob três temperaturas diferentes. A aula ‘mais fria’ é sob 7ºC.

Esta aula consiste em um treino HIIT de força e alta intensidade.

A outra aula acontece sob 12ºC, e ela é voltada mais para exercícios cardiorrespiratórios.

Por fim, a última aula é realizada a 15ºC e nela é mais de boa, pois a pessoa faz exercícios de ioga.

E para quem acha que eles não têm alunos…

 

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Brrrn (@brrrn) em

 
A academia foi inaugurada em maio de 2018, e para quem ‘zicou’ ou achou que não daria certo, o número de clientes só aumentou.

Adamic e Jimmy Martin ficaram impressionados com o crescimento, cerca de 30% clientes novos por mês.

Mais que isso, a porcentagem de alunos que retornaram para novas aulas também se manteve em alta.

Conclusão

Inovar é sempre bom, até mesmo para motivar os amantes de vida fitness a seguir pegando pesado nos treinos.

É uma boa experiência, não?

O problema é ter uma graninha separada para fazer uma viagem para Manhatan, e ainda por cima pagar para treinar na academia.

Nada é de graça, né?

  
 

Comentários