erros treino de ombros

Os 5 maiores erros cometidos no treino de ombros

O treino de ombro é um dos que precisam de mais atenção – tanto pela importância no visual quanto pela dificuldade. Veja como treinar melhor esse grupo!

Tem muito maromba que não se dá conta, mas os ombros são uma das partes do corpo que merecem mais atenção.

Primeiro, porque influenciam em muitos dos exercícios realizados para desenvolver outros grupos musculares.

Depois, porque é um grupo muscular “tridimensional” – deltoide anterior, na frente; deltoide medial, nos lados; deltoide posterior, atrás. Assim, uma pessoa te olhando de qualquer lugar consegue saber se seus ombros estão bem desenvolvidos ou não.

Dá para ver se os ombros são grandes até se você estiver usando uma camiseta, e, assim, nenhum outro grupo muscular é tão importante na hora de mostrar para o mundo o quanto você se dedica na academia.

Mas trabalhar os ombros é um desafio para muita gente. Por isso, preparamos uma lista com alguns erros que você precisa evitar se quiser ter ombros desenvolvidos e fortes.

Se liga:

Os 5 maiores erros cometidos no treino de ombros

ombros erros 2

1- “Overtreinar” o deltoide anterior

Os deltoides trabalham de formas independentes e, em geral, o que faz mais esforço é o anterior. Ele é o músculo primário em exercícios como os desenvolvimentos, mas também é o secundário em vários exercícios de tríceps e peitoral.

Ou seja: se você treinar ombros e peitoral em dias consecutivos (ou na mesma sessão), provavelmente vai forçar muito o deltoide anterior.

Além dos problemas do overtraining – que podem fazer você catabolizar – você ainda vai ficar com ombros desproporcionais.

O ideal é montar um treino com uma programação como peitoral na segunda-feira, costas na terça, ombros na quarta, pernas na quinta e bíceps e tríceps na sexta – o treino ABC também uma boa forma de evitar este problema.

2- Não trabalhar o deltoide posterior

Este problema está relacionado ao item anterior. O foco no deltoide anterior pode deixar o posterior em segundo plano. É preciso encontrar um equilíbrio e trabalhar as três porções dos ombros!

Se você não prestar atenção aos movimentos e escolher os exercícios com cuidado, vai trabalhar apenas o deltoide anterior. Para ter ombros bem desenvolvidos, você precisa dar atenção ao grupo completo!

Uma boa forma de trabalhar o deltoide posterior é no treino de costas. A remada curvada e a elevação lateral inclinado são bons exercícios para isso.

ombros erros 1

3- “Sub-desenvolvimento”

O desenvolvimento é um exercício essencial para o…. desenvolvimento dos ombros. É mais fácil encontrar uma agulha num palheiro do que alguém que tem ombros gigantes sem desenvolvimento no treino de ombros.

O problema é que muita gente faz esse tipo de exercício de forma equivocada. Na tentativa de levantar cargas muito elevadas, perdem a amplitude de movimento e transformam o exercício em um esforço para o tríceps, não para os deltoides.

Outro erro comum é inclinar o corpo durante o exercício – talvez também por causa do excesso de carga -, o que tira a ênfase dos deltoides e joga para o peitoral.

4- Pouca variedade e desprezo pelas máquinas

A maioria dos marombas, em geral, prefere pesos livres aos aparelhos. E, no caso dos ombros, isso é ainda mais radical – quase todo mundo só faz exercícios de peso livre para este grupo muscular.

Isso não é necessariamente um problema: barras e halteres são realmente muito eficientes. Mas é fácil cair na armadilha de ficar sempre nos mesmos três ou quatro exercícios para sempre.

E a variedade de exercícios é fundamental para todos os grupos musculares, e especialmente para os ombros, que têm partes em posições muito diferentes e que muitas vezes não são fáceis de atingir.

Variar os exercícios é essencial. Isso pode ser feito mesmo sem máquinas – existem várias formas de fazer o desenvolvimento, por exemplo, inclusive várias que você nunca deve ter feito, como o Desenvolvimento Arnold.

Além disso, você pode sim usar máquinas. Se hoje os bodybuilders profissionais têm ombros muito maiores que algumas décadas, isso se deve muito à modernização dos aparelhos!

Máquinas e cabos podem sim ajudar os seus ombros, especialmente se você não varia os estímulos frequentemente e está estagnado.

erros ombros 4

 

5- Não aquecer adequadamente

A falta de aquecimento muscular não afeta diretamente o crescimento do mesmo, mas indiretamente tem papel fundamental.

Se você não aquecer adequadamente os ombros, vai começar a ser perseguido por dores nas articulações, que vão impedir você de trabalhar o grupo muscular de forma efetiva.

Isso vale para o corpo todo, mas em especial para os ombros, que são muito exigidos em muitos exercícios – às vezes não como músculo primário, mas para gerar estabilização, por exemplo.

Tire um tempinho antes de engatar suas séries pesadas para aquecer, fazer rotações e movimentos leves, prepare o músculo para o esforço e esteja sempre pronto para treinar, sem dores ou limitações físicas!

Comentários