grelhados

5 dicas e acessórios para você fazer grelhados perfeitos e bombar sua dieta

Na cozinha, a grelha é o melhor amigo de quem quer uma alimentação saudável. Veja como fazer grelhados da melhor forma e bombar sua dieta!

Uma boa alimentação para quem treina envolve o consumo de muita proteína e muitos vegetais – não existe, então, nenhuma opção melhor na cozinha do que os grelhados.

É claro que, no caso dos vegetais, você pode comê-los crus, cozidos no vapor e de várias outras formas saudáveis, mas os grelhados são ótimos para dar uma variada no cardápio.

Já no caso da proteína, quando de origem animal, não tem muito o que discutir: frango, peixe ou carne vermelha são muito melhores grelhados do que de qualquer outra forma – quando assados, também são saudáveis, mas demora muito mais tempo para ficarem prontos.

Grelhar alimentos é fácil, mesmo para quem não tem churrasqueira. Com alguns objetos práticos e baratos, você estará pronto para fazer grelhados incríveis de forma muito fácil e vai dar um up sensacional na sua dieta.

Quer ver como fazer isso sem sofrer na cozinha? Então se liga:

5 dicas e acessórios para você fazer grelhados perfeitos e bombar sua dieta

1- Compre uma grelha decente

panela grelha grelhados

É óbvio que para fazer grelhados você precisa de uma grelha. Mas são tantos tipos, que vale a pena pensar bem antes de comprar qualquer um. E não adianta usar frigideira, porque são coisas diferentes.

  • Churrasqueira de fogão: é barata e, como deixa a carne suspensa, escorre toda a gordura do alimento para um compartimento inferior, por isso além de saudável não faz fumaça. E você controla a temperatura no próprio fogão. O ponto negativo é que os alimentos demoram um pouco mais do que o normal para ficarem prontos.
  • Churrasqueira elétrica: portátil e prática, é também versátil e possui termostato para controle da temperatura. Pontos negativos: em primeiro lugar, por ser elétrica, deixa um sabor diferente do fogo. Depois, eventualmente pode fazer fumaça quando a gordura que escorre entra em contato com a resistência aquecida. E por último, a limpeza não é muito fácil.
  • Grill: os produtos como o “George Foreman Grill” são práticos, baratos e eficientes. Mas não têm controle de temperatura e, em geral, deixam as carnes secas e com sabor muito diferente das outras opções. Além disso, as chapas têm uma distância relativamente grande, que atrapalha na hora de grelhar pequenos alimentos, como legumes fatiados.
  • Chapa de fogão: normalmente feita de ferro, deixa os alimentos suculentos, mas não escorre tanta gordura quanto outras opções. A limpeza e a quantidade de fumaça também são dois outros problemas. Por outro lado, não depende de energia elétrica.
  • Frigideira grill: se não for revestida com anti-aderentes poderosos, vai exigir o uso de alguma gordura para que a carne não grude, e isso foge do propósito de comer grelhados. Além disso, também não escorre muita gordura do alimento e faz muita fumaça.

Como se vê, todos os tipos de grelha para se usar em casa tem vantagens e desvantagens, e no fim a escolha deve ser feita com base em preferências pessoais, preço, etc.

2- Use um timer

Pode parecer frescura, mas se você se adaptar ao uso do timer, vai ver como fazer carnes grelhadas ficará muito mais fácil – e como elas ficarão muito melhores.

Um timer de cozinha custa ridiculamente pouco, mas você pode usar até o alarme do celular. Isso não apenas vai impedir que você queime a carne ou tenha que comer uma “sola de sapato”, como vai te ajudar a servir sempre no ponto perfeito.

É só pesquisar na internet o tempo adequado de cocção de cada tipo ou corte de carne e fazer grelhados vai ficar muito mais fácil. Sem ter que ficar virando, testando, ou simplesmente errando a mão.

3- Não fure a carne

grelhados pinça virar carne

Quando for virar a carne – no caso das grelhas em que isso é necessário – não utilize um garfo. Furar a carne faz com que todo o seu suco seja drenado, deixando-a dura e ressecada.

O ideal é usar uma pinça ou uma escumadeira, que permitem que você vire a carne sem furá-la.

Pelo mesmo motivo, é muito ruim cortar um pedacinho da carne para ver se o ponto já está bom – e aí está mais uma razão para você usar um timer como falamos no item acima.

4- Temperatura certa

Quando for grelhar uma carne, espere a grelha esquentar bastante antes de colocar o alimento. Isso é importante para, em primeiro lugar, formar um crosta externa que manterá a carne suculenta por dentro – um processo mais conhecido como “selar a carne”.

Depois, isso é importante também porque a temperatura interfere na uniformidade da cocção – e é essencial cozinhar toda a peça ou bife por igual, o que não acontece se a temperatura estiver mudando durante o processo.

Grelhas mais espessas, com pelo menos 5 milímetros,  têm maior poder de retenção do calor e, assim, são melhores para manter a uniformidade da temperatura e da cocção.

Outro ponto importante: nunca coloque a carne direto da geladeira na grelha, principalmente se você usar as grelhas “frigideira grill” ou qualquer uma que não escorra os líquidos. Essa é uma péssima ideia porque, se estiver gelada, a carne solta todos os líquidos e cozinha ao invés de grelhar. O ideal é tirar da geladeira pelo menos 20 minutos antes de colocar no forno.

5- Limpeza

Deixar a grelha impecável após o uso é fundamental. Não apenas para que o equipamento alcance a maior durabilidade possível, mas também para evitar que a sujeira influencie no sabor dos grelhados.

Ou, pior, que restos de carne atraiam fungos e bactérias capazes de contaminar os alimentos que você utilizar em seguida e que podem fazer mal à saúde.

Sem falar, claro, no risco de atrair insetos para o armário onde o objeto for guardado. Higiene na cozinha é fundamental!

 

Comentários